Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Arte > Algumas Obras E Artistas Italianos De Destaque

Algumas Obras E Artistas Italianos De Destaque

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Arte
Visitas: 12
Algumas Obras E Artistas Italianos De Destaque

Lucrécia e Tarquínio Colatino, uma obra de Tiziano Vecellio, mostra Lucrécia, mulher de Lúcio Tarquínio Colatino, a segurar de forma convicta uma faca com a mão direita com que vai cometer suicídio. Ela foi violada pelo sexto Tarquínio, e não conseguindo suportar a vergonha, pôs termo à vida. A figura masculina atrás de Lucrécia é o marido, que tenta dissuadi-la da sua ideia. Tiziano pinta o momento em que a ação está prestes a atingir o climax. O Retrato de Jacopo Strada é uma obra de Vecellio, que retrata um antiquário, Jacopo Strada. Aqui está representado de forma sumptuosa e requintada, a mostrar ao observador uma estátua de Vénus. Na mesa vemos algumas moedas e uma carta destinada ao pintor. Numa moldura à direita da composição, vê-se o nome deste antiquário de Mântua: Jacubus de Strada.

No quadro Santa Justina e um devoto, de Moretto, vemos a Santa Justina, com vestes principescas, a segurar a palma dos mártires na mão direita. Ao seu lado está um unicórnio ligado à pureza da santa padroeira de Pádua. Do outo lado está um crente, a chamar a sua atenção. O fundo propõe um ambiente tranquilo e sereno, espectador desta conversa íntimo entre a santa e o pio.

Lucrécia que se trespassa, de Veronese, é o retrato da mulher de Tarquínio, que foi violada pelo irmão Tarquínio. Mais uma vez, a ação está prestes a acontecer, pois Lucrécia já aponta o punhal com a mão direita para o seu peito. Destacamos o luxo das vestes, das joias e do penteado desta mulher. Estamos a ver uma mulher, de facto, muito importante. Os ombros estão desnudos.

A pala de São Cassiano, de Antonello da Messina, encomendada por Pietro Bon, um aristocrata de Veneza. Ao centro, vemos a Nossa Senhora entronizada com o Menino ao colo. Este tem um livro sobre a sua perna esquerda e com a mão direita parece que está abençoar. A Virgem segura na mão direita um punhado de cerejas. As suas vestes são vermelhas e douradas e tem um manto azul. Os santos rodeiam o trono: à esquerda, São Nicolau e Santa Anastácia, à direita, Santa Úrsula e São Domingues.

Daniela Vicente

Título: Algumas Obras E Artistas Italianos De Destaque

Autor: Daniela Vicente (todos os textos)

Visitas: 12

776 

Comentários - Algumas Obras E Artistas Italianos De Destaque

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

O Mundo

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Internet
O Mundo\"Rua
O tão aclamado pelos seus mistérios e que continua a nos surpreender o mundo que não é tão somente cheio de pessoas há apenas sonhar em si próprio, mas sim também no seu próximo que poderia ser qualquer pessoa de seu convívio, mas que o laço que enlaça que enlaçai-nos próximo pode ser o mesmo que pela discórdia se deslaça, nunca mais enlaçando [...]

Não mais unidos de uma maneira sagrada assim como é o nosso convívio com as crianças que enlaça em Cristo, que com a idade vai se deslaçando, como uma semente que após um tempo cresce e dá frutos que pode ser não muito boas, apodrecendo, mas que se cuidarmos com certeza dará bons novos frutos.

Não pense que assim são somente as plantas, mas como também, é todo ser humano, pois o consentimento do que é o tal mundo esmero depende de cada gás carbônico expirado não só pelo, mas sim pela alma, cônjuge do Espírito que pode ser Santo ou não, pois já como temos o livre-arbítrio nós que decidimos se deixemos que Ele nos habite ou não para trilhar o Bem ou não mesmo que, embora Ele esteja sempre conosco, embora não vejamos e não aceitamos por apenas sentir e não o reconhecer através de nossos atos.

Costumo definir o mundo de acordo com o que vivo e não vivo, por não haver ainda a oportunidade de viver sem me arrepender já que querer não poder. Não sei como definir o mundo mesmo que o mundo seja o que eu e você estejamos vivendo mesmo sem querer viver o que vive, pois sei bem o que é isso porque vivo há caminhar de olhos vendados fazendo o que querem pra mim sem levar em consideração o que penso ou deixo de pensar por algo tão, às coxas de tão impensado seja o meu impulso como é essa agora de querer escrever porcarias mesmo que o foco sempre seja o mesmo que nada mais é do que desvendar o mundo que não conheço embora eu viva ele inconstantemente para descobrir dele mais, e mais, sem parar [...]. Sem que haja intervalos como em um jogo de futebol.

Pesquisar mais textos:

Kaique Barros

Título:O Mundo

Autor:Kaique Barros(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios