Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Jóias Relógios > Relógios mais cobiçados pelas mulheres

Relógios mais cobiçados pelas mulheres

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Jóias Relógios
Visitas: 4
Comentários: 2
Relógios mais cobiçados pelas mulheres

Não são só os homens que adoram relógios. Conta a história que há muito tempo estes marcadores das horas já eram cobiçados pelas mulheres. As primeiras mulheres a usarem relógios de pulso foram Carolina Murat, princesa de Nápoles e irmã de Napoleão Bonaparte e Isabel I, rainha da Inglaterra e da Irlanda.

Hoje os relógios são artigos indispensáveis na vida das mulheres e, com isso, as relojoarias vêm os adaptando ao gosto feminino que varia muito de pessoa a pessoa.

Há as que preferem os relógios-joia ostentando verdadeiras obras de arte no pulso. Existem aquelas mais esportistas que não abrem mão dos marcadores de hora, data e cronômetro bem visíveis. Também não podemos deixar de lado as mulheres mais práticas, que preferem relógios menores e quase imperceptíveis. E ainda aquelas que seguem a forte tendência fashion, escolhendo aquele modelo cujo design é concebido pelos criadores da moda no momento. Há que se destacar, também, a forte tendência atual das mulheres a optarem por utilizar relógios masculinos.

A maior parte das mulheres prefere ter mais de um relógio para poder incluí-los ao seu visual do dia e da situação em que serão utilizados, podendo escolher ou trocar. É fato que a precisão e o design são os fatores de escolha femininos. Os modelos são muitos, relógios de pulso com cronômetro, com calendário, com as fases da lua, com os diferentes fusos horários do mundo, entre outros. A oferta é grande e cabe a cada mulher ver o tipo mais adequado ao seu jeito de ser.

Entretanto, existem aqueles relógios mais desejados pelo universo feminino. Os Calvin Klein com sua originalidade e beleza, os Gucci com a utilização de materiais incomuns e altamente resistentes, os Guess com a proposta de preços mais competitivos e utilização de materiais nobres como ouro e diamantes, os Timex com o uso de novas tecnologias como GPS e pager são alguns dos relógios de pulso mais cobiçados pelas mulheres. Essas e outras marcas têm suas linhas e coleções diversificadas para cada tipo de pessoa, dependendo da sua faixa etária e característica pessoal. Há os específicos desde para adolescentes até mulheres mais experientes.

O fato é que comprar para si ou presentear uma mulher com um relógio de pulso é um ato de extremo carinho e sensibilidade, pois além de deixar a mulher na moda e ser necessário, há que lembrar-se que os relógios hoje em dia, devido a sua finalidade e aparência são verdadeiras joias. E joias são os presentes favoritos das mulheres.


Rosana Fernandes

Título: Relógios mais cobiçados pelas mulheres

Autor: Rosana Fernandes (todos os textos)

Visitas: 4

772 

Imagem por: fotojiwang (Jeffri Rahman)

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 2 )    recentes

  • Luene ZarcoLuene

    21-09-2014 às 03:26:39

    Adorei saber destes relógios mais cobiçados pelas mulheres, até porque elas adoram acessórios que complementam o look. Muito bom!

    ¬ Responder
  • SophiaSophia

    09-05-2014 às 16:30:35

    Os relógios são bem admirados pelas mulheres. Poucas são aquelas que não apreciam. Mas, fazem grande diferença e contribuem muito no dia a dia e tem cada modelo lindo.
    Cumprimentos,
    Sophia

    ¬ Responder

Comentários - Relógios mais cobiçados pelas mulheres

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Pulp Fiction: 20 anos depois

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Arte
Pulp Fiction: 20 anos depois\"Rua
Faz hoje 20 anos que estreou um dos mais importantes ícones cinematográficos americanos.

Pulp Fiction é um marco do cinema, que atirou para a ribalta Quentin Tarantino e as suas ideias controversas (ainda poucos tinham visto o brilhante “Cães Danados”).

Repleto de referências ao cinema dos anos 70 e com uma escolha de casting excepcional, Pulp Fiction conquistou o público com um discurso incisivo (os monólogos bíblicos de Samuel L. Jackson são um exemplo disso), uma violência propositadamente mordaz e uma não linearidade na sucessão dos acontecimentos, tudo isto, associado a um ritmo alucinante.

As três narrativas principais entrelaçadas de dois assassinos, um pugilista e um casal, valeram-lhe a nomeação para sete Óscares da Academia, acabando por vencer na categoria de Melhor Argumento Original, ganhando também o Globo de Ouro para Melhor Argumento e a Palma D'Ouro do Festival de Cannes para Melhor Filme.

O elenco era composto por nomes como John Travolta, Samuel L. Jackson, Bruce Willis, Uma Thurman e (porque há um português em cada canto do mundo) Maria de Medeiros.

Para muitos a sua banda sonora continua a constar na lista das melhores de sempre, e na memória cinéfila, ficam eternamente, os passos de dança de Uma Thurman e Travolta.

As personagens pareciam ser feitas à medida de cada actor.
Para John Travolta, até então conhecido pelos musicais “Grease” e “Febre de Sábado à Noite”, dar vida a Vincent Vega foi como um renascer na sua carreira.

Uma Thurman começou por recusar o papel de Mia Wallace, mas Tarantino soube ser persuasivo e leu-lhe o guião ao telefone até ela o aceitar.

Começava ali uma parceria profissional (como é habitual de Tarantino) que voltaria ao topo do sucesso com “Kill Bill”, quase 10 anos depois.

Com um humor negro afiadíssimo, Tarantino provou em 1994 que veio para revolucionar o cinema independente americano e nasceu aí uma inspirada carreira de sucesso, que ainda hoje é politicamente incorrecta, contradizendo-se da restante indústria.

Pulp Fiction é uma obra genial. Uma obra crua e simultaneamente refrescante, que sobreviveu ao tempo e se tornou um clássico.
Pulp Fiction foi uma lição de cinema!

Curiosidade Cinéfila:
pulp fiction ou revista pulp são nomes dados a revistas feitas com papel de baixa qualidade a partir do início de 1900. Essas revistas geralmente eram dedicadas às histórias de fantasia e ficção científica e o termo “pulp fiction” foi usado para descrever histórias de qualidade menor ou absurdas.

Pesquisar mais textos:

Carla Correia

Título:Pulp Fiction: 20 anos depois

Autor:Carla Correia(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios