Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Utilidades Domésticas > Loiças: Podem marcar a diferença!

Loiças: Podem marcar a diferença!

Comentários: 1
Loiças: Podem marcar a diferença!

As louças são algo que dá sempre jeito ter à mão, dadas as suas variadíssimas utilidades.

Servem para receber e embelezar uma refeição; para exaltar o sabor da comida; para quebrar quando os nervos não dão tréguas; para produzir fragmentos, tornando rigorosa a expressão: «Apanhar os cacos», que algumas pessoas dão como resposta quando lhes perguntam como têm passado; para decapitar, literalmente, na cabeça de outrem, ideias que se considerem peregrinas.

Talvez por estas e outras é que algumas entidades, individuais e colectivas, possuem como critérios de aquisição a qualidade, a durabilidade e a facilidade de reposição…

Uma infinidade de outras vantagens se poderiam apontar, como a apreciação de temperamentos, por exemplo. Trata-se daqueles indivíduos que parecem que não «partem um prato e depois partem a louça toda».

As louças sempre foram consideradas objectos de expressão de requinte e sofisticação, e são, muitas vezes, manifestação cultural e de arte.

Desde a Idade Média que possuir louças em casa é sinal de status social, procurando-se expô-las num armário da sala de visitas.

Contudo, as feiras e as conhecidas «lojas dos 300» vieram banalizar a tradição, e actualmente é possível adquirir louças de características aceitáveis na “boutique-alcofa”.

Portanto, pode dizer-se que os pobres até variam mais do que os ricos. Comprando louças de marca inferior, há maior probabilidade de se partirem, pelo que a exposição no tal móvel da sala vai mudando…

Há certos tipos de louça que devem ter mais saída no Natal. Efectivamente, os bibelôs pirosos são muito procurados nesta época, entre outras “originalidades”…

Entretanto, convém frisar que, sobretudo em restaurantes e similares, as louças podem constituir o elemento de diferenciação, na medida em que se harmonizem com o ambiente, e, acima de tudo, façam realçar os alimentos, já que o objectivo é despertar o apetite dos clientes.


Rua Direita

Título: Loiças: Podem marcar a diferença!

Autor: Rua Direita (todos os textos)

Visitas: 0

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 1 )    recentes

  • SophiaSophia

    07-06-2014 às 21:48:10

    Acho lindas as louças em porcelana. Também aprecio as decorativas!
    Cumprimentos,
    Sophia

    ¬ Responder

Comentários - Loiças: Podem marcar a diferença!

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Futuro da Tecnologia, Qual o Limite?

Ler próximo texto...

Tema: Informática
Futuro da Tecnologia, Qual o Limite?\"Rua
Futuro da Tecnologia, Qual o Limite?

Bom, Não é de hoje que tecnologia vem surpreendendo a todos nós com grandes revoluções e os custos que diminuem cada vez mais.
Hoje em dia é comum ver crianças com smarthphones com tecnologia que a 10 anos atrás nem o celular mais moderno e caro do mercado tinha.
Com isso surgiram sugiram vários profetas da tecnologia e visionários, tentando prever qual será o próximo passo.

E os filmes retratam bem esse tema e usam essa formula que atrai a curiosidade das pessoas.
Exemplos:

Minority report - A nova lei de 2002 (Imagem)

Transcendence de 2014

Em Transcendence um tema mais conspiratório, onde um ser humano transcende a uma consciência artificial e assim se torna imortal e com infinita capacidade de aprendizagem.
Vale a pena ver tanto um quanto o outro filme. Algumas tecnologias de Minority Report, como utilizar computadores com as mãos (caso do kinect do Xbox 360 e One) e carros dirigidos automaticamente, já parecem bem mais próximo do que as tecnologias vistas em Transcendence, pois o foco principal do mesmo ainda é um tema que a humanidade engatinha, que é o cérebro humano, a máquina mais complexa conhecida até o momento.

Eu particularmente, acredito que em alguns anos teremos realmente, carros pilotados automaticamente, devido ao investimento de gigantes como o Google e o Baidu nessa tecnologia.

Também acho que o inicio da colonização de Marte, vai trazer grandes conquistas para humanidade, porém grandes desafios, desafios esses que vão nos obrigar a evoluir rapidamente nossa tecnologia e nossa forma de encarar a exploração espacial, não como um gasto, mas sim como um investimento necessário a toda humanidade e a perpetuação da sua existência.

A única salvação verdadeira para humanidade e para o planeta terra, é que seja possível o ser humano habitar outros planetas, seja localizando planetas parecidos com a terra ou mudando planetas sem condições para a vida em planetas habitáveis e isso só será possível com gente morando nesses planetas, como será o caso do Marte. O ser humano com a sua engenhosidade, aprendeu a mudar o ambiente a sua volta e assim deixou de ser nômade e da mesma forma teremos que aprender a mudar os mundos, sistemas, galáxias e o universo a nossa volta.

Espero que tenham gostado do meu primeiro texto.
Obrigado à todos!
Até a Próxima!


Pesquisar mais textos:

Érico da Silva Kaercher

Título:Futuro da Tecnologia, Qual o Limite?

Autor:Érico da Kaercher(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios