Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Jóias Relógios > Como limpar as pratas

Como limpar as pratas

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Jóias Relógios
Visitas: 28
Comentários: 8
Como limpar as pratas

Pulseiras, brincos, anéis, colares e outras joias de prata necessitam de ser limpas com frequência, mas com todo o cuidado.

Há diversas formas de limpar joias de prata, desde líquidos de limpeza de diversas marcas, onde a peça é mergulhada e depois limpa com um pano seco, passando por panos embebidos em líquidos de limpeza.

Todavia, existem soluções caseiras que, podem ser postas em prática sem ter de gastar muito dinheiro, e sem perder muito tempo.

Dicas e Sugestões


As joias de prata podem ser facilmente limpas com pasta de dentes. Basta esfregar a prata com a pasta até que, a mesma fique a brilhar. Em, seguida, lave com água quente e enxugue com um pano bem macio.

Uma mistura de amido de milho e água também faz milagres em joias de prata baças: aplique com um pano húmido, deixe secar e limpe com um pano macio. Verá como depressa recupera o brilho.

O amoníaco também é um ótimo aliado no que toca à limpeza de pratas – misture ½ chávena de amoníaco com 1 chávena de água morna, lave a peça comum pano e deixe secar.

A casca de banana é outra solução prática e barata – só terá de retirar os fios internos da casca e esfregá-la na peça. Depois, é só limpar com papel de cozinha.

Forre um tacho com uma folha de alumínio, encha-o com água e adicione duas colheres de chá de sal. Mergulhe as joias no recipiente e deixe de molho por cerca de três minutos. Passe por água corrente e seque bem.

O ketchup também dá um bonito brilho a peças de prata lisas. Mergulhe-as por alguns minutos numa taça com ketchup e passe por água.

Se tiver leite azedo não o deite fora sem limpar as suas peças de prata, pois faz com que as mesmas pareçam novinhas em folha. Mergulhe-as por 30 minutos, lave com água morna e sabão, seque e puxe o lustro com um pano macio. Se não tiver leite azedo, pode azedá-lo juntando-lhe um pouco de vinagre.

Para polir joias de prata pode ainda fazer uma pasta espessa usando uma chávena de bicarbonato de sódio com 2 colheres de sopa de água.

Aplique com uma esponja húmida, lave com água quente e seque com um pano que não largue pelos.


Catarina Bandeira

Título: Como limpar as pratas

Autor: Catarina Bandeira (todos os textos)

Visitas: 28

801 

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 8 )    recentes

  • Briana AlvesBriana

    18-09-2014 às 19:24:33

    Gosto muito das jóias em pratas! E saber como limpá-las é importantíssimo para que possam durar muito mais! É preciso cuidar, preservar e mantê-las sempre limpas!

    ¬ Responder
  • SophiaSophia

    08-05-2014 às 19:35:27

    Ainda bem que é possível limpar as pratas de maneira simples. E elas ficam como novas mesmo, ótimo texto.
    Cumprimentos,
    Sophia

    ¬ Responder
  • cesarcesar

    10-06-2012 às 01:22:47

    as dicas sao otimas rincipaumente ada casca de banana

    ¬ Responder
  • Reynaldo QueirozLúcio

    11-08-2011 às 14:59:34

    Usem Monzi!!! É mais rápido e mais fácil.

    ¬ Responder
  • jacksonjackson

    03-04-2012 às 17:20:30

    o que é monzi???

    ¬ Responder
  • Rua DireitaRua Direita 04-04-2012 às 16:01:54

    É um produto ou uma gama de produtos específicos para a limpeza de pratas e outros materiais.

    ¬ Responder
  • M.L.E.- Soluções de ClimatizaçãoValéria

    21-07-2011 às 04:50:09

    A pasta renovou mesmo minha pulseira de prata, agora está parecendo novinha. Obrigada

    ¬ Responder
  • LucasLucas

    14-10-2010 às 17:23:08

    o amoniaco limpa msm vlw pwla dica:)

    ¬ Responder

Comentários - Como limpar as pratas

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Autobiografia de Alice B. Toklas, de Gertrude Stein, pela primeira vez em Portugal

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Literatura
Autobiografia de Alice B. Toklas, de Gertrude Stein, pela primeira vez em Portugal\"Rua
Gertrude Stein foi uma escritora de peças de teatro, de peças de opera, de ficção, de biografia e de poesia, nascida nos Estados Unidos da América, e escreveu a Autobiografia de Alice B. Toklas, vestindo a pele, e ouvindo pela viva voz da sua companheira de 25 anos de vida, os relatos da historia de ambas, numa escrita acessível, apresentando situações caricatas ou indiscretas de grandes vultos da arte e da escrita da sua época. Alice B. Toklas foi também escritora, apesar de ter vivido sempre um pouco na sombra de Stein. Apesar de ambas terem crescido na Califórnia, apenas se conheceram em Paris, em 1907.


Naquela altura, Gertrude vivia há quatro anos com o seu irmão, o artista Leo Stein, no numero 27 da rue de Fleurus, num apartamento que se tinha transformado num salão de arte, recebendo exposições de arte moderna, e divulgando artistas que viriam a tornar-se muito famosos. Nestes anos iniciais em Paris, Stein estava a escrever o seu mais importante trabalho de início de carreira, Three Lives (1905).


Quando Gertrude e Alice se conheceram, a sua conexão foi imediata, e rapidamente Alice foi viver com Gertrude, tornando-se sua parceira de escrita e de vida. A casa, como se referiu atrás, tornou-se um local de reunião para escritores e artistas da vanguarda da época. Stein ajudou a lançar as carreiras de Matisse, e Picasso, entre outros, e passou a ser uma espécie de teórica de arte, aquela que descrevia os trabalhos destes artistas. No entanto, a maior parte das críticas que Stein recebia, acusavam-na de utilizar uma escrita demasiado densa e difícil, pelo que apenas em 1933, com a publicação da Autobiografia de Alice B. Toklas, é que o trabalho de Gertrude Stein se tornou de facto reconhecido e elogiado.


Alice foi o apoio de Gertrude, foi a dona de casa, a cozinheira, grande cozinheira aliás, vindo mais tarde a publicar algumas das suas receitas, e aquela que redigia e corrigia o que Gertrude lhe ditava. Assim, Toklas fundou uma pequena editora, a Plain Editions, onde publicava o trabalho de Gertrude. Aliás, é reconhecido nesta Autobiografia, que o papel de Gertrude, no casal, era o de marido, escrevendo e discutindo arte com os homens, enquanto Alice se ocupava da casa e da cozinha, e de conversar sobre chapéus e roupas com as mulheres dos artistas que visitavam a casa. Depois da morte de Gertrude, Alice continuou a promover o trabalho da sua companheira, bem como alguns trabalhos seus, de culinária, e um de memórias da vida que ambas partilharam.


Assim, este livro que inspirou o filme “Meia noite em Paris”, de Woody Allen, é um livro a não perder, já nas livrarias em Portugal, pela editora Ponto de Fuga.

Pesquisar mais textos:

Liliana Félix Leite

Título:Autobiografia de Alice B. Toklas, de Gertrude Stein, pela primeira vez em Portugal

Autor:Liliana Félix Leite(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios