Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Desporto > Faça a rodagem às suas sapatilhas!

Faça a rodagem às suas sapatilhas!

Categoria: Desporto
Visitas: 2
Comentários: 1
Faça a rodagem às suas sapatilhas!

O desporto está muito em voga, não só pela sua contribuição para a almejada boa forma física, mas igualmente por constituir um excelente meio de aliviar as tensões do dia-a-dia, facultando maior serenidade e equilíbrio psíquico, e de prevenir algumas doenças, como a obesidade e os problemas cardiovasculares, responsáveis por grande número de mortes todos os anos. Ainda que não se possa jogar ténis ou praticar pólo aquático, por causa do elevado custo destas escolhas ou da sua inexistência perto da área de residência, existem outras bastante mais acessíveis que incluem, por exemplo, a natação e a corrida.

Há pessoas a quem, por ordem médica, o desporto (ou, pelo menos, determinadas modalidades) está interdito ou é aconselhada moderação, devido à especificidade da sua situação clínica. Mesmos nestes casos excepcionais, normalmente, é sugerida uma caminhada diária, no sentido de não deixar entorpecer músculos e articulações. À semelhança de qualquer máquina, o nosso corpo precisa de movimentos para “manter o andamento”. Não se pode dizer que há o perigo de enferrujar, porque, ao que consta, o ferro não faz parte da nossa composição, todavia é certo que a falta de uso dos membros os enfraquece. Tal como acontece com o cérebro. A chamada ginástica mental revela-se de extrema importância no combate à demência e ao envelhecimento precoce das células, podendo, inclusivamente, retardar o último suspiro do indivíduo. Estatísticas provenientes de estudos realizados neste campo demonstram que quem exercita o raciocínio de forma continuada vive, em média, mais sete anos. Afinal, pensar também é viver…! Aquele «penso, logo existo» de Descartes tem um fundo de grande sabedoria…

Para algumas pessoas, porém, as actividades desportivas resumem-se ao denominado desporto-rei, e às críticas subsequentes a árbitros, jogadores e treinadores, isto quando a ira não atinge tal-qualmente dirigentes desportivos. Infelizmente, o mediatismo concedido ao futebol masculino abafa, não só a vertente feminina, como modalidades adaptadas de outros jogos e desportos, praticadas por gente portadora de deficiência. Em alguns países, esses verdadeiros “heróis nacionais”, que carregam para a sua pátria medalhas de lugares cimeiros dos pódios onde foram aplaudidos por estrangeiros à conta do seu esforço e reconhecido valor, os atletas paraolímpicos não passam de ilustres desconhecidos, dos quais nem o nome se sabe, para além, é claro, de não beneficiarem de quaisquer apoios de espécie nenhuma. Esses patrocínios estão destinados a clubes que, de per si, já movimentam milhões. Entretanto, as manifestações de apreço e o encorajamento colectivo vão para jogadores convencidos que são bons, mas que, volta e meia, parecem mais coxos do que aqueles que “dão o litro”numa cadeira de rodas!

Maria Bijóias

Título: Faça a rodagem às suas sapatilhas!

Autor: Maria Bijóias (todos os textos)

Visitas: 2

636 

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 1 )    recentes

  • Luene ZarcoLuene

    09-10-2014 às 13:28:22

    Aprecio muito a caminhada num lugar bem arborizado, ao ar livre, pois nos dá a sensação de paz e calma. Também gosto de praticar ginástica localizada, pois modela bem o corpo. Às vezes, faço corrida, mas não aprecio tanto quanto a caminhada.

    ¬ Responder

Comentários - Faça a rodagem às suas sapatilhas!

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Cães e Humanos: Amizade por interesses

Ler próximo texto...

Tema: Animais Estimação
Cães e Humanos: Amizade por interesses\"Rua
Não é de hoje que os cães são considerados nossos melhores amigos, porém como toda amizade ela não é totalmente incondicional e livre de interesses, pense bem, você pode discordar a princípio, mas analise a fundo e verá que tenho razão.

Cães convivem conosco a mais de 10mil anos, foi lá atrás na pré história que essa amizade começou, uma das mais duradouras da história. Teorias dizem que essa conexão iniciou pois ambas as espécies precisavam de algo que não possuíam e juntos se completaram.

Em plena era do gelo onde a sobrevivência estava sendo testada a todo vapor, aquele lobo considerado mais corajoso se encontrou com um homem também corajoso e resolveram unir forças, talvez não conscientemente, mas deu certo para ambos, e ali iniciava uma amizade que duraria por milênios.

Nesse estágio da nossa história, corríamos perigo de sobrevivência; faltava comida, segurança e energia ! ... E então percebemos que esses lobos simpáticos poderiam nos dar uma vantagem na corrida contra a morte, afinal eles caçavam muito bem , coisa que tínhamos dificuldade em fazer pela falta de energia naquele momento; então pensamos, eles nos ajudam a caçar, nós dividimos o alimento e em troca eles ganham segurança e afeto, e foi assim que essa amizade nos ajudou a enfrentar todos os percalços do caminho, e hoje evoluímos tanto que não precisamos mais de seus serviços e ainda sim continuam sendo nossos melhores amigos, posso dizer então que realmente é uma amizade verdadeira, que surgiu da dificuldade e interesses mas que não se deixou abalar por nada.

Então, agora quando virmos alguém maltratar esses animais, desdenhar deles dizendo que "não prestam pra nada", "não fazem nada de útil", como a galinha que põe ovos, ou a vaca que dá leite, lembremo-nos o quão útil eles foram na nossa caminhada, não só no quesito físico mas também no emocional, numa época em que as aparências não importavam e nem o QI para se fazer um amigo, bastava ser corajoso o bastante pra ultrapassar barreiras e conhecer mais o outro, do jeito que ele viesse, garanto que vantagens incríveis nascerão dessa amizade, e não pense em vantagens como algo ruim, quando digo penso em a vantagem da gente se sentir o humano mais importante do mundo quando esses seres peludos nos olham nos olhos sem pedir mais nada em troca, damos e recebemos carinho como nunca, uma retribuição silenciosa a quem sempre esteve do nosso lado, no pior e melhor momento.

O maior interesse em uma amizade é que ela dure para sempre, e acho que com os Cães conseguimos isso.

Pesquisar mais textos:

Lara Lavic

Título:Cães e Humanos: Amizade por interesses

Autor:Lara Lavic(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios