Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Vestuário > Como Usar Galochas?

Como Usar Galochas?

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Vestuário
Visitas: 8
Comentários: 2
Como Usar Galochas?

Quando chega o outono surgem nas lojas físicas e online galochas de todas as cores e para todos os gostos, de cano baixo ou alto, umas mais baratas e outras algo dispendiosas. Nem sempre é fácil, porém, saber como conjuga-las, por serem um calçado com uma forma algo grosseira, ou pouco graciosa. Ainda assim, transformaram-se em objeto de culto e, para além de serem confortáveis, podem também ser usadas com estilo, como pretendo agora mostrar.

Quando se tem só um par de galochas, o ideal é que sejam altas e de uma cor sóbria, passível de conjugar com vários coordenados. Assim umas galochas pretas, azul-escuro ou verde-escuro, envernizadas ou não, são a escolha mais acertada. O vermelho é uma cor apelativa e se for bem usada e conjugada com cuidado pode resultar, mas convém não nos esquecermos que as galochas são usadas no outono, inverno e ainda na primavera, pelo que, como podem saturar, é melhor que se tenha sempre outro par numa das cores que sugeri atrás. O mesmo se aplica às galochas com padrão – havendo modelos muito atrativos, são mais difíceis de conjugar, até porque são pouco intemporais. A chave é, no entanto, combiná-las com um conjunto de cores sóbrias, todas na mesma paleta, ficando assim o destaque do visual a cargo das botas.

O truque para tornar um visual de galochas altas e escuras bastante apelativo é bem mais simples. Uma vez que as galochas são, como referi, um calçado em si pouco atrativo, é preferível usá-las com saias que com calças. Assim, umas galochas pretas conjugadas com uns collants pretos opacos ou semi-opacos podem ser usadas com vestidos e saias de todas as cores, tanto curtos como até à altura do joelho. É importante, no entanto, que a roupa não seja demasiado formal – de bom corte sim, mas casual, para que conjugue bem com as botas. As galochas da fotografia deste artigo, e outras do mesmo género, são as companheiras ideais dos dias chuvosos de outono e inverno, mantendo-nos secas e confortáveis sem nunca se perder a elegância. Experimente, quem disse que as galochas não podem ser adoradas?

Sofia Nunes

Título: Como Usar Galochas?

Autor: Sofia Nunes (todos os textos)

Visitas: 8

668 

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 2 )    recentes

  • M.L.E.- Soluções de ClimatizaçãoCarla Horta

    07-09-2012 às 23:30:59

    Durante tantos anos as galochas eram associadas ou a calçado de inverno para crianças, ou para trabalhar no jardim. Acontece que as galochas estão na moda e há até umas bastante engraçadas com padrões diferentes e bastante originais. Uso e abuso delas por serem giras, quentinhas e confortáveis.

    ¬ Responder
  • Jovita CapitãoJovita Capitão

    18-08-2012 às 03:00:44

    Boas dicas! Eu não costumo usar galochas mas acho que este ano vou experimentar.

    ¬ Responder

Comentários - Como Usar Galochas?

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Fine and Mellow

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Música
Fine and Mellow\"Rua
"O amor é como uma torneira
Que você abre e fecha
Às vezes quando você pensa que ela está aberta, querido
Ela se fechou e se foi"
(Fine and Melow by Billie Holiday)

Ao assistir a Bio de Billie Holiday, ocorreu-me a questão Bluesingers x feminismo, pois quem ouve Blues, especialmente as mais antigas, as damas dos anos 10, 20, 30, 40, 50, há de pensar que eram mulheres submissas ao machismo e maldade de seus homens. Mas, as cantoras de Blues, eram mulheres extremamente independentes; embora cantassem seus problemas, elas não eram submissas a ponto de serem ultrajadas, espancadas... Eram submissas, sim, ao amor, ao bom trato... Essas mulheres, durante muito tempo, tiveram de se virar sozinhas e sempre que era necessário, ficavam sós ou mudavam de parceiros ou assumiam sua bissexualidade ou homossexualidade efetiva. Estas senhoras, muitas trabalharam como prostitutas, eram viciadas em drogas ou viviam boa parte entregues ao álcool, merecem todo nosso respeito. Além de serem precursoras do feminismo, pois romperam barreiras em tempos bem difíceis, amargavam sua solidão motivadas pelo preconceito em relação a cor de sua pele, como aconteceu a Lady Day quê, quando tocava com Artie Shaw, teve que esperar muitas vezes dentro do ônibus, enquanto uma cantora branca cantava os arranjos que haviam sido feitos especialmente para ela, Bilie Holiday. Foram humilhadas, mas, nunca servis; lutaram com garra e competência, eram mulheres de fibra e cheias de muito amor. Ouvir Billie cantar Strange Fruit, uma das primeiras canções de protestos, sem medo, apenas com dor na alma, é demais para quem tem sentimentos. O brilho nos olhos de Billie, fosse quando cantava sobre dor de amor ou sobre dor da dor, é insubstituível. Viva elas, nossas Divas do Blues, viva Billie Holiday, aquela que quando canta parte o coração da gente; linda, magnifica, incomparável, Lady Day.

O amor vai fazer você beber e cair
Vai fazer você ficar a noite toda se repetindo

O amor vai fazer você fazer coisas
Que você sabe que são erradas

Mas, se você me tratar bem, querido
Eu estarei em casa todos os dias

Mas, se você continuar a ser tão mau pra mim, querido
Eu sei que você vai acabar comigo

Pesquisar mais textos:

Sayonara Melo

Título:Fine and Mellow

Autor:Sayonara Melo(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios