Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Vestuário > Com que gravata eu vou?

Com que gravata eu vou?

Categoria: Vestuário
Comentários: 1
Com que gravata eu vou?

Essa peça do vestuário tão comum aos homens em momentos mais formais é utilizada por milhões de pessoas, favorecendo um visual mais elegante e formal. Para os mais entendidos em gravatas, a partir dos modelos e formas de uso, pode-se perceber a personalidade do usuário. Atualmente a gravata, quando usada de maneira sóbria pelo sexo masculino, traduz um homem de negócios e responsabilidades. Já os adeptos das gravatas personalizadas demonstram um visual mais despojado. Porém nem todo o ambiente combina com esse tipo de acessório. Uma gravata personalizada sai da linha de composição do vestuário e passa a ser um acessório, já que chama à atenção e retrata uma brincadeira.

Os primórdios dessa peça, ainda com a constituição de um lenço no pescoço, apontam que ela teve sua origem nos guerreiros chineses no século III a.C., seguido dos guerreiros croatas e franceses, durante a Guerra dos Trintas anos. Após a guerra, a aristocracia francesa, no intuito de homenagear seus guerreiros, passou a incorporar essa peça em sua vestimenta. O rei da Inglaterra levou à moda essa peça que facilmente se espalhou pelo mundo com a expansão marítima. Em 1800 a gravata ganhou prestígio, gravateiros aumentaram e guias de nós surgiram. A gravata começou a indicar a personalidade de seu usuário e ainda tornou-se símbolo do trabalho em escritório. Nessa época surgiram as gravatas borboletas.

Com o passar do tempo e com a popularidade ganha, a gravata tomou o formato que possui hoje. Atualmente expressa o gosto e a personalidade de cada um. Há variedade de cores, estampas e tecidos, o que ajuda na composição de diferentes looks para os já adaptados ao seu uso e gera certa desvantagem para quem ainda não tem a prática e o discernimento para distinguir o tipo adequado para cada evento.

As gravatas de hoje têm de em torno de 140 centímetros e variam na largura. Gravatas mais finas são as preferidas na moda atual. A ponta da gravata deve posicionar-se na altura da fivela do sinto. Gravatas de boa qualidade ficam bem estendidas após o nó estar pronto. Os tecidos mais usados na confecção dessas peças são poliéster e  seda. As gravatas de seda são indicadas para dias mais quentes.

Combinar a cor e a estampa da gravata com o biotipo e a personalidade de cada um é fundamental. Pessoas com pele clara e cabelo escuro podem usar gravatas coloridas sem problema algum. Já as que possuem tanto cabelo quanto pele claras devem optar por gravatas em tons claros.

Para o sucesso no uso da gravata, o tipo de colarinho que se usa é importante. O colarinho vai cobrir a gola e deve estar de acordo com as características físicas, com a composição do visual e com a gravata escolhida. O colarinho não deve ser nem demasiado apertado nem tampouco folgado. As cores das camisas também influenciam o visual. Camisas brancas podem receber qualquer padrão de gravata. Camisas lisas coloridas precisam de mais atenção. Camisa preta combina com gravata escura. Camisas listradas podem ser usadas com padrões retangulares. Jamais devem ser usadas com padrões de listras iguais aos da camisa. Para camisa xadrez o ideal é gravata lisa.

Ainda outros detalhes requerem atenção quando o assunto é gravata. Para sua manutenção não é permitido que ela seja lavada. Em caso de mancha, o indicado é retirar a nódoa com papel ou pano úmido, utilizando um secador para eliminar a umidade. Gravata amassada é sinônimo de desleixo. Para passar a ferro é necessário que se coloque um pano entre ferro e gravata a fim de não danificar a vestimenta. Para manter as gravatas sem danos, o recomendado é que sejam guardadas esticadas.


Rosana Fernandes

Título: Com que gravata eu vou?

Autor: Rosana Fernandes (todos os textos)

Visitas: 0

684 

Imagem por: RLHyde

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 1 )    recentes

  • Rafaela CoronelRafaela

    21-08-2014 às 04:41:45

    Adoro homens de gravatas! Acho uma tremenda elegância! Principalmente, homens que tem barba, sei lá, acho que combina perfeitamente!

    ¬ Responder

Comentários - Com que gravata eu vou?

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Raio Mata Três Pessoas No Brasil

Ler próximo texto...

Tema: Segurança
Raio Mata Três Pessoas No Brasil\"Rua
No dia 07 de novembro de 2014, três pessoas acabaram morrendo em decorrência de raios após as vítimas serem socorridas, mesmo depois de bastante tempo tentando reanimá-las.

Os três homens deram entrada no hospital com parada cardiorrespiratória e com muitas queimaduras. Esse incidente aconteceu na zona leste de São Paulo, as vitimas trabalhavam com ferro velho.

O Brasil é o país onde os raios estão mais presentes no mundo. São mais de 50 milhões de raios por ano. Esses raios atingem mais pessoas na zona rural, porém nas áreas urbanas ocorrem também só que com menos frequência.

Há pessoas que falam que raios não ocorrem duas vezes no mesmo lugar, mas isso é improvável, eles ocorrem sim! Tanto que nos últimos séculos, as tempestades aumentaram 90% por causa do aquecimento do planeta devido ao asfalto, que é uma das formas de poluição.

Alguns cuidados, nesses momentos, são importantes como: não ficar em área aberta, não usar o telefone e se vir uma tempestade, então permaneça no carro.

Os raios ocorrem no Brasil porque é um país tropical e de muito calor, por isso está em primeiro lugar em queda de raios. Nesse mesmo ano de 2014, um rapaz morreu usando o computador. Ele recebeu a eletricidade no momento em que o raio caiu na antena.

O estado de São Paulo lidera em quedas de raios. Um raio dura em média 1 segundo, e a queda de raios acontece por uma descarga elétrica que produz nuvens de chuva. Os relâmpagos ocorrem entre as nuvens e os raios pelo solo.

Algumas regiões tem tendência de cair mais raios, a descarga é visível a olho nu e é um fenômeno que produz um clarão. As mortes mais frequente são nas áreas urbanas, por isso não é seguro se proteger em baixo de árvores.

Pesquisar mais textos:

Gislene Santos Sousa

Título:Raio Mata Três Pessoas No Brasil

Autor:Gislene Santos Sousa(todos os textos)

Imagem por: RLHyde

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios