Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Vestuário > Fato de noivo

Fato de noivo

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Vestuário
Comentários: 1
Fato de noivo

O dia do casamento é sem dúvida nenhuma um acontecimento feliz para os noivos. Marca uma data muito importante na vida de qualquer pessoa. É normal que haja uma certa preocupação com o vestuário a usar neste dia.

Apesar do homem ser mais despreocupado no que diz respeito a roupas, é normal que ele se preocupe de um modo diferente com a roupa que veste no dia do casamento. A sua escolha deve ser mais criteriosa e adaptada à cerimónia.

Longe vai o tempo em que o noivo ia só de fato cinzento ou preto e muito cerimonioso.

Atualmente as roupas para noivos são muito diversificadas, desde as cores aos feitios. Há para todos os gostos e estes aplicam-se em fatos de mais requinte e cerimónia e a outros de carácter mais prático e funcional. Não quer isto dizer que o vestuário mais simples e prático não esteja adaptável a este dia. Pelo contrário é normal os noivos vestirem-se sem exuberância e luxo, ficando bem e bonitos na mesma. Deste modo é frequente verem-se noivos vestidos com fatos de cores claras e o mais variados possíveis. O que não se verificava antes, dado que o tradicional era um fato com gravata, quase sempre com as mesmas cores.

Dependendo do banquete ocorrer com mais ou menos requinte, deve o noivo escolher as suas roupas tendo em vista a sua funcionalidade e carácter. Não é concerteza o tecido ser mais ou menos caro que lhe dá a graça mas sim o corte, a cor, a combinação com sapatos e gravata. Esta também não é obrigatória se o noivo gostar de ir mais prático. Sendo uma camisa com gravata mais usual, não quer dizer que um bonito polo não fique bem no verão.

Ou seja, a roupa deve estar adaptada às características físicas do noivo e ao tipo de cerimónia que optou para este dia.

Os sapatos devem ser bons e a condizer com a roupa mais ou menos requintada. O uso de um laço em opção à gravata é indicado e fica sempre bem num noivo, seja alto ou não. Deve é condizer com a cor do fato. As camisa são as mais variadas desde as lisas mais tradicionais, a outros estampados mais modernos. Enfim, o que conta é o gosto e a sua adaptação à estatura física.


Teresa Maria Batista Gil

Título: Fato de noivo

Autor: Teresa Maria Gil (todos os textos)

Visitas: 0

714 

Imagem por: CharlotWest

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 1 )    recentes

  • Briana AlvesBriana

    21-08-2014 às 05:06:30

    Excelente post! Muito bom ler sobre esse fato de noivo, adorei!

    ¬ Responder

Comentários - Fato de noivo

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Martelos e marrettas

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Ferramentas
Martelos e marrettas\"Rua
Os martelos e as marretas são, digamos assim, da mesma família. As marretas poderiam apelidar-se de “martelos com cauda”. Elas são bastante mais robustas e mantêm as devidas distâncias: o cabo é maior.

Ambos constituem, na sua génese, amplificadores de força destinados a converter o trabalho mecânico em energia cinética e pressão.

Com origem no latim medieval martellu, o martelo é um instrumento utilizado para “cacetear” objectos, com propósitos vários, pelo que o seu uso perpassa áreas como o Direito, a medicina, a carpintaria, a indústria pesada, a escultura, o desporto, as manifestações culturais, etcétera, variando, naturalmente, de formas, tamanhos e materiais de composição.

A diversidade dos martelos é, realmente, espantosa. O mascoto, por exemplo, é um martelo grande empregue no fabrico de moedas. Com a crise económica que assola o mundo actualmente, já se imaginam os governantes, a par dos banqueiros, de martelo em punho para que não falte nada às populações…

Há também o marrão que, mais do que o “papa-livros” que tira boas notas a tudo, constitui um grande martelo de ferro, adequado para partir pedra. Sempre poupa trabalho à pobre água mole…

O martelo de cozinha serve para amaciar carne. Daquela que se vai preparar, claro está, e não da de quem aparecer no entretanto para nos martelar a paciência…!

Já no âmbito desportivo, o lançamento do martelo representa uma das provas olímpicas, tendo sido recentemente adoptado na modalidade feminina. Imagine-se se, em vez do martelo, se lançasse a marreta… seria, certamente, mesmo sem juiz nem tribunal, a martelada que sentenciaria a sorte, ou melhor, o azar de alguém!

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:Martelos e marrettas

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Imagem por: CharlotWest

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios