Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Vestuário > Verão 2011- Essenciais para Homem

Verão 2011- Essenciais para Homem

Categoria: Vestuário
Verão 2011- Essenciais para Homem

Este verão, na secção de roupa masculina, foram-nos apresentadas várias tendências, mas independentemente das tendências que cada um escolher para si, existe aquilo a que se chama de peças essenciais. Estas peças, logicamente farão parte do guarda-roupa de qualquer homem que queira estar actualizado, em relação à época.

Vários estilistas, várias propostas. No entanto, existem alguns pontos em comum e constante, em todas as colecções apresentadas para esta estação. Temos as seguintes propostas.

A primeira e mais constante é, o uso de fato de Verão. Este poderá ser branco ou azul, sendo que o azul deverá evocar o Verão, em tom de aqua-marine escuro ou azul-bebé. Não se assuste, certamente estes serão em tecido leves e frescos. Aliados a uns loafers ou até uma sandália de pele, para um ar mais relaxado e desportivo, combine com uma t-shirt para complementar o look em si. Aproveite para fazer uma combinação com uma peça em laranja, já que estas são duas das cores mais presentes nas apresentações para este ano, tirando o preto.

No que diz respeito à ganga, as calças boca-de-sino, fazem um regresso, mais um, por incrível que pareça. Estas aparecem agora como calças, ligeiramente justas, não apertadas, chegando a uma boca-de-sino bastante discreta. Aposte numa cor escura e lisa, para uma apresentação mais clean e chique.

No que diz respeito, ao calçado, pode recorrer aos sapatos de Verão com cores sólidas e vivas, um verde alface ou um laranja, este tipo de sapato com uma calça de tecido, com uma pequena dobra, é meio caminho andado para deslumbrar. Brinque este Verão com a combinação de cores claras e cores vivas no calçado.

Temos por fim, o motoqueiro chique. Este será uns dos pontos que poderá tornar-se o mais dispendioso, muito rapidamente. Isto porque para se poder comprar um bom casaco deste género certamente terá de fazer um investimento bastante elevado. Não se trata de comprar roupa de motoqueiro e usa-la. Este visual consiste em peças de roupa com um corte muito próprio mas baseado, não copiado, da indumentária de motoqueiros.

Aposte num cinto em pele castanha, trançada, umas jeans stressadas, t-shirts de gola descaída, uns mocassins em pele ou de ganga, uns óculos de sol retro e estará no bom caminho. O Verão permite-nos escapar com certas experiências, no que toca ao guarda-roupa, arrisque e divirta-se.



Bruno Jorge

Título: Verão 2011- Essenciais para Homem

Autor: Bruno Jorge (todos os textos)

Visitas: 0

767 

Comentários - Verão 2011- Essenciais para Homem

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

A arte de trabalhar a madeira

Ler próximo texto...

Tema: Serviços Construção
A arte de trabalhar a madeira\"Rua
A carpintaria constitui, digamos assim, a arte de trabalhar a madeira. É claro que, de acordo com o produto final, se percebe bem que uns carpinteiros são mais artistas do que outros…

Às vezes nem se trata tanto dos pormenores, mas mesmo de desvirtuar o que era a ideia inicial e constava da encomenda. Mal comparado, quase se assemelha à situação daquela aspirante a costureira que pretendia fazer uma camisola para o marido e, no fim, saíram umas calças!

Na construção civil, a madeira é utilizada para diversos fins, temporários ou definitivos. Na forma vitalícia (esperam os clientes!) incluem-se estruturas de cobertura, esquadrias (portas e janelas), forros, pisos e edifícios pré-fabricados.

Quase todos os tipos de madeira podem ser empregues na fabricação de móveis, mas alguns são preferidos pela sua beleza, durabilidade e utilidade. É conveniente conhecer as características básicas de todas as madeiras, como a solidez, a textura e a côr.

Ser capaz de identificar o género de madeira usado na mobília lá de casa pode ajudar a determinar o seu real valor. Imagine-se a possibilidade de uma cómoda velha, que estava prestes a engrossar o entulho para a recolha de lixo, ter sido feita com o que hoje se considera uma madeira rara.

É praticamente equivalente a um bilhete premiado do Euromilhões, dado que se possui uma autêntica relíquia! Nestes casos, a carpintaria entra na área do restauro e da recuperação. Afinal, nem tudo o que é velho se deita fora…

Por outro lado, as madeiras com textura mais fraca são frequentemente manchadas para ganhar personalidade. Aqui há que remover completamente o acabamento para se confirmar a verdadeira natureza da madeira.

É assim também com muita gente: tirando a capa, mostram-se autenticamente. Mas destes, nem um artificie com “bicho-carpinteiro” consegue fazer nada…!

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:A arte de trabalhar a madeira

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Luene ZarcoLuene

    23-09-2014 às 13:23:35

    Uma excelente técnica que penso ser muito bonito e sofisticado. A arte de trabalhar madeira está sempre em desenvolvimento e crescimento.

    ¬ Responder
  • Rua DireitaRua Direita

    01-06-2014 às 05:18:46

    É ótimo o trabalho com a madeira. Pode-se perceber grandes obras que se faz com ela. Realmente, é uma verdadeira arte!
    Cumprimentos,
    Sophia

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios