Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Música > Cascais Music Festival

Cascais Music Festival

Categoria: Música
Visitas: 2
Comentários: 1
Cascais Music Festival

O verão é concerteza uma época de muita música e grande animação. Por isso muita gente parte à descoberta dos melhores festivais de verão.
Com efeito há muitos e para todos os gostos, em especial durante os meses de junho, Julho e Agosto. Os parques das cidades exibem grandes espetáculos, desde o tradicional folclore a concertos, bandas e Jazz.
Para quem aprecia música e Lisboa, pode assistir , entre dezasseis e vinte e nove de Julho, ao Cascais Music Festival, que se realiza no Hipódromo Manuel Possolo, junto ao parque Marechal Carmona, em Cascais.
Ele aqui está para abrilhantar as noites quentes de verão, com os seus célebres doze concertos durante onze dias consecutivos.

Com efeito, por lá passam grandes nomes como Erycanh Badu, Keane, Morrissey, Carlos do Carmo, Mariza entre outros.

Este é um evento feito lógicamente para agradar a todos os públicos, de todas as idades, gostos e gerações: da pop ao fado, passando pelo soul e Hip-hop até á worl music, há de tudo.

O evento tem o seu início no dia 16, com os ingleses Keane. A Banda de Tim Rice-Okley, Tom Chaplin, Richard Hughes e Jesse Quin vem mostrar o novo àlbum Stragleland, que eles editaram desde 2008.

Este é sem dúvida um grupo que conta na discografia com êxitos como"Everibody Changing, ou "Somewhere Only We know".

Quem vai apresentar um belíssimo trabalho sõs os Scissor Sisters, norte-americanos, que têm um novo disco, e são liderados pelo enérgico Jake Shears, que tem uma dose impressionante de boa disposição e garantem um belíssimo espetáculo.

Magic Hour é o título do trabalho do grupo, que traz de volta a new wave e o glam rock. No entanto vão apresentar também temas mais antigos e conhecidos como " I dont Feel Like Dancing", "Take you mama ", "Fire with Fire", ou ainda a versão que o grupo faz de Pink Floyd, nomeadamente "Confortable Numb". Este evento lindíssimo realiza-se no dia 17 de Julho, ou seja no segundo dia.

O dia dezanove de Julho marca a estreia em Portugal da texana Erykah Badu, mais conhecida por rainha do neo soul, , que faz discos e colabora com nomes importantes de cenas de jazz, soul, hip-hop, sendo por isso bastante idolatrada e respeitada.

Além de outros nomes no concerto do Hipódromo há nomes imperdíveis como o inglês Morrissey. O antigo líder dos The Smiths será uma das grandes e principais atrações do Cascais Music Festival, e tem a sua atuação no dia 24 de Julho. È óbvio que canta canções passadas, mas vai encantar com com canções marcantes da sua carreira à frente dos Smiths.

Neste evento haverá ainda momentos de fado, com carlos do Carmo, dia 20, Marisa no dia 29 de Julho, piano de Anthony, the johnsos, punk, ska e reggae latino de Manu Chao no dia 22.

Estes são as atrações mais relevantes dos concertos de Cascais cuja intenção não é apenas a música mas também a de conhecer melhor a Zona e vila de Cascais, bem como a sua gastronomia.

É organizado pela cãmara Municipal de Cascais e quem quiser assistir pode optar por ir de combóio ou de carro até ao fim da A5.


Pedro gil Ferreira

Título: Cascais Music Festival

Autor: Pedro gil Ferreira (todos os textos)

Visitas: 2

606 

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 1 )    recentes

  • SophiaSophia

    14-05-2014 às 19:41:39

    Que bom saber que há esse tipo de evento em Portugal. Sem dúvida, Cascais Music Festival ocorre com grandes nomes das músicas atuais.
    Cumprimentos,
    Sophia

    ¬ Responder

Comentários - Cascais Music Festival

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Autobiografia de Alice B. Toklas, de Gertrude Stein, pela primeira vez em Portugal

Ler próximo texto...

Tema: Literatura
Autobiografia de Alice B. Toklas, de Gertrude Stein, pela primeira vez em Portugal\"Rua
Gertrude Stein foi uma escritora de peças de teatro, de peças de opera, de ficção, de biografia e de poesia, nascida nos Estados Unidos da América, e escreveu a Autobiografia de Alice B. Toklas, vestindo a pele, e ouvindo pela viva voz da sua companheira de 25 anos de vida, os relatos da historia de ambas, numa escrita acessível, apresentando situações caricatas ou indiscretas de grandes vultos da arte e da escrita da sua época. Alice B. Toklas foi também escritora, apesar de ter vivido sempre um pouco na sombra de Stein. Apesar de ambas terem crescido na Califórnia, apenas se conheceram em Paris, em 1907.


Naquela altura, Gertrude vivia há quatro anos com o seu irmão, o artista Leo Stein, no numero 27 da rue de Fleurus, num apartamento que se tinha transformado num salão de arte, recebendo exposições de arte moderna, e divulgando artistas que viriam a tornar-se muito famosos. Nestes anos iniciais em Paris, Stein estava a escrever o seu mais importante trabalho de início de carreira, Three Lives (1905).


Quando Gertrude e Alice se conheceram, a sua conexão foi imediata, e rapidamente Alice foi viver com Gertrude, tornando-se sua parceira de escrita e de vida. A casa, como se referiu atrás, tornou-se um local de reunião para escritores e artistas da vanguarda da época. Stein ajudou a lançar as carreiras de Matisse, e Picasso, entre outros, e passou a ser uma espécie de teórica de arte, aquela que descrevia os trabalhos destes artistas. No entanto, a maior parte das críticas que Stein recebia, acusavam-na de utilizar uma escrita demasiado densa e difícil, pelo que apenas em 1933, com a publicação da Autobiografia de Alice B. Toklas, é que o trabalho de Gertrude Stein se tornou de facto reconhecido e elogiado.


Alice foi o apoio de Gertrude, foi a dona de casa, a cozinheira, grande cozinheira aliás, vindo mais tarde a publicar algumas das suas receitas, e aquela que redigia e corrigia o que Gertrude lhe ditava. Assim, Toklas fundou uma pequena editora, a Plain Editions, onde publicava o trabalho de Gertrude. Aliás, é reconhecido nesta Autobiografia, que o papel de Gertrude, no casal, era o de marido, escrevendo e discutindo arte com os homens, enquanto Alice se ocupava da casa e da cozinha, e de conversar sobre chapéus e roupas com as mulheres dos artistas que visitavam a casa. Depois da morte de Gertrude, Alice continuou a promover o trabalho da sua companheira, bem como alguns trabalhos seus, de culinária, e um de memórias da vida que ambas partilharam.


Assim, este livro que inspirou o filme “Meia noite em Paris”, de Woody Allen, é um livro a não perder, já nas livrarias em Portugal, pela editora Ponto de Fuga.

Pesquisar mais textos:

Liliana Félix Leite

Título:Autobiografia de Alice B. Toklas, de Gertrude Stein, pela primeira vez em Portugal

Autor:Liliana Félix Leite(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios