Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Outros > A Origem Dos Jogos Olímpicos

A Origem Dos Jogos Olímpicos

Categoria: Outros
Visitas: 12
A Origem Dos Jogos Olímpicos

Com a proximidade dos jogos olímpicos á porta de Londres é importante saber-se a origem destes jogos e o seu espírito subjacente.

Segundo o antigo código de heroísmo, o lema era ser o mais rápido, o mais forte e o mais alto. Como os povos antigos estavem sempre em guerra, inventaram festivais e jogos desportivos internacionais, como o exemplo dos jogos oplimpicos, para se testarem em relação aos outros, sem derramar sangue.

Daí que eles nasceram na Grécia antiga, na cidade da olimpia, onde os atletas competiam por uma combinação de glória e honra.
Estes jogos eram, inclusivamente, protegidos por tréguas sagradas, para que os seus participantes e espetadores pudessem viajar sempre em segurança.

Os Jogos olimpicos eram realizados de quatro em quatro anos, deslocando-se milhares de pessoas á cidade de Olimpia, para assistir a eles, como um grande espetáculo da Grécia.

O festival de jogos começou para celebrar a morte de um heerói local, chamado Pelopo, em honra de quem o Peloponeso foi batizado. No entanto, os gregos afirmam que os jogos se iniciaram em 776 a.c, encarando-os como o início da primeira Olimpiada da era moderna.

Na realidade, os jogos olimpicos, eram, um festival religioso dque durava cinco dias dedicados á glória de Zeus.

O recinto onde se realizavam era sagrado e tinha espaços reservados às competições e á adoração do seu deus, bem como para as cerimónias realizadas durante o festival.

O recinto estava rodeado por muitos edifícios e pelo estádio e o hipódromo. Continha dentro deste espaço, o altar de Zeus, o ginásio, piscina,o estádio, um hotel, uma assembleia onde os jurados e participantes prestavam os juramentos e o pritaneion,um edifício que albergava os vencedores.

Todo o recinto era de uma grande beleza, espacilmente porque os altares eram iluminados e se via o fogo sagrado da deusa Héstia.

Estes jogos eram apreciados por muitos, mas às vezes eram cancelados devido às guerras frequentes entre os gregos e outros povos. Estes, excluíam dos jogos cidades-estado suas rivais, por serem muito competitivos e altamente religiosos.

As olimpíadas modernas pretendem recuperar o antigo ideal de "mente sã, em corpo são", que vem desta época passada.

As olimpiadas atuais foram ideia de um pedagogo , de nome Pierre de Coubertin, que os retoma dos seus antepassados longínquos.

No passado eram também vistos como jogos de guerra, políticos, de
maratonas e pessoas vitoriosas.

Conclui-se, deste modo, que os jogos mantêm na atualidade o mesmo espirito guerreiro e de alta competição entre os seus pares.
Ainda hoje há muita gente que os aprecia em todo o mundo e viaja de longe para os assistir.


Pedro gil Ferreira

Título: A Origem Dos Jogos Olímpicos

Autor: Pedro gil Ferreira (todos os textos)

Visitas: 12

718 

Comentários - A Origem Dos Jogos Olímpicos

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Dicas para decorar salas pequenas.

Ler próximo texto...

Tema: Decoração
Dicas para decorar salas pequenas.\"Rua
A realidade das grandes cidades é que a maioria das pessoas mora em espaços pequenos. É fato também que todos desejam ter um ambiente acolhedor e aconchegante para receber amigos. Em contrapartida, na medida em que os espaços encolhem, a quantidade de aparelhos eletrônicos que utilizamos aumenta cada vez mais. Há ainda quem use a sala como home-office.

Nesta busca de inspiração para organizar e incrementar sua sala, encontramos uma série de sites especializados e blogs com muitas, muitas ideias. O conceito de D.I.Y. (do it yourself) que significa "faça você mesmo” nunca esteve tão na moda. É uma alternativa para reduzir gastos com mão de obra e nada melhor do que criar um espaço com um toque todo seu. Inspirações e ideias não faltam. Hoje, de certa forma todos nos sentimos meio decoradores.

Mas planejar a decoração de uma sala pequena exige alguns cuidados para que o ambiente não fique entulhado de móveis, disfuncional ou até mesmo desagradável.

Confira algumas dicas para decorar sua sala com estilo e valorizando seu espaço:
Os espelhos, além da autocontemplação, causam efeitos interessantes. Aplicados, por exemplo, em uma parede inteira pode duplicar a amplitude do ambiente. Pode ser usado também em móveis, tetos, em diversos formatos e valorizar a luminosidade da decoração.

As cores tem poder de causar sensações. Em ambientes com pouco espaço, elas podem colaborar para que a sensação de amplitude possa tanto aumentar quanto diminuir. Para pintar as paredes de sua sala aposte em cores claras. O teto com uma cor mais clara que a das paredes, por exemplo, pode simular uma elevação do teto, já em uma cor mais escura, promoverá uma sensação de rebaixamento do teto.

A escolha e posição dos móveis são um aspecto muito importante. Opte por poucos móveis, nunca de tamanhos exagerados e posicione-os de forma que valorize o espaço. Móveis que misturam poucos materiais, baixos e com linhas retas proporcionam leveza ao ambiente.

Uma solução muito interessante para espaços pequenos é a utilização de prateleiras. Caixas para produtos horto frutícolas reformadas podem se tornar lindas prateleiras. Mas cuidado com a profundidade, para não atrapalhar na disposição de outros móveis e objetos.

Móveis multifuncionais ou móveis inteligentes são excelentes alternativas para uma sala pequena. Um bom exemplo são pufes, que podem ser usados como mesas de centro ou ficarem alojados debaixo de aparadores e quando recebemos visitas podem se transformar em assentos extras. Mesas dobráveis também são uma ótima opção.

Escolher o mesmo piso ou revestimento pode dar a impressão de área maior, de continuidade. Mudanças drásticas de um ambiente para outro pode causar a sensação de divisão e consequentemente fazer parecer menor.

Algumas outras dicas: um sofá retrátil ou reclinável garante muito mais conforto e ocupa o espaço de um sofá simples. Suporte ou painéis móveis para TV possibilitam que ela seja movida na direção desejável. Caso o ambiente tenha escadas, escolher um modelo de escadas vazadas evita divisões e pode se tornar uma peça de destaque na sala. E para as cortinas, escolha tecidos leves, lisas e sem estampas.

De qualquer forma, ouse, não tenha medo de arriscar, crie, não copie, só assim será seu!

Luciana Santos.

Outros textos do autor:
Dicas para decorar salas pequenas.

Pesquisar mais textos:

Luciana Maria dos Santos

Título:Dicas para decorar salas pequenas.

Autor:Luciana Maria Santos(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Carlos Rubens Neto 16-06-2016 às 16:20:24

    Excelente matéria! Parabéns Luciana ;)

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios