Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Restaurantes > O aparecimento dos restaurantes

O aparecimento dos restaurantes

Categoria: Restaurantes
Comentários: 1

Diz-se que é pela barriga que se conquista um homem, mas se não souber cozinhar não entre em pânico, porque existem restaurantes que lhe fornecem vários tipos de pratos gastronómicos.

O termo restaurante surgiu no século XVI, referindo-se a uma sopa. Porém, o uso da palavra moderna aparece em 1765 quando um conhecido padeiro francês abriu um estabelecimento.

No entanto, o primeiro restaurante no sentido mais concreto (com clientes a escolher comida num menu, sentados nas mesas e com um horário fixo) foi fundado em 1782, em Paris, por Antoine Beauvilliers e chamava-se “Grande Taverne de Londres”. Este permaneceu aberto sem rival por 20 anos. Assim, após a Revolução Francesa destituir a aristocracia, o restaurante afirmou-se em França. Com isto, serviçais habituados a cozinhar ficaram sem emprego, ao mesmo tempo que chegavam à cidade provincianos sem ter quem cozinhasse para eles.

Deste modo, a combinação destas duas situações, deu origem ao hábito de se fazer refeições fora de casa. Rapidamente os restaurantes começaram a abrir nos Estados Unidos, tendo acontecido a primeira abertura em 1794, em Boston, com o “Jullien’s Restarator”.

Desde então não mais parou a abertura de novos estabelecimentos, o que ainda acontece hoje. A oferta de comida aumentou, havendo restaurantes de diversas nacionalidades, prontos a satisfazer todos os gostos. Assim, ter uma experiência gastronómica multicultural já é acessível a todos, tem é que ter uma mentalidade aberta, porque podem haver surpresas no seu prato...


Rua Direita

Título: O aparecimento dos restaurantes

Autor: Rua Direita (todos os textos)

Visitas: 0

667 

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 1 )    recentes

  • Kizua UriasKizua

    16-09-2014 às 05:19:45

    Adorei saber do aparecimento dos restaurantes. Fantástico!

    ¬ Responder

Comentários - O aparecimento dos restaurantes

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Um sinal de compromisso

Ler próximo texto...

Tema: Jóias Relógios
Um sinal de compromisso\"Rua
Exibir uma aliança de compromisso é, frequentemente, motivo de orgulho e, quando se olha para ela, vai-se rodando-a no dedo e fica-se com aquela expressão ridícula na cara.

Uma questão se coloca: qual a razão de estas alianças de compromisso serem tão fininhas: será porque os seus principais clientes, os jovens, são sujeitos de poucas posses (tendendo as mesadas a emagrecer ainda mais com a crise generalizada) ou porque esse compromisso, não obstante a paixão arrebatadora, é frágil e inseguro?

Sim, porque aqui há que fazer cálculos matemáticos: x compromissos vezes y alianças…com um orçamento limitado sobre um fundo sentimental infinito…

Depois, importa perpassar os tipos destas alianças. Há as provisórias, que duram em média quinze dias; há as voadoras, que atravessam os ares à velocidade da luz quando a coisa dá para o torto; há as que insistem em cair do dedo, sobretudo em momentos em que ter um compromisso se revela extremamente inoportuno; e depois há as residentes, que uma vez entradas não tornam a sair.

Os pombos-correios usam anilhas onde figuram códigos que os identificam. Talvez não fosse completamente descabido fazer umas inscrições deste género em algumas alianças de compromisso por aí…

Só para ajudar os mais esquecidos a recordarem a que “pombal” pertencem.

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:Um sinal de compromisso

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Luene ZarcoLuene

    22-09-2014 às 05:46:10

    Um sinal de amor e lealdade perpétua! Adoro ver os vários modelos de aliança! Vale a pena escolher uma bem bonita!

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios