Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Literatura > Christina Lauren – Um Cretino Irresistível

Christina Lauren – Um Cretino Irresistível

Categoria: Literatura
Christina Lauren – Um Cretino Irresistível

Chole Miles é uma estagiária que trabalha há seis anos na Ryan Media Group , está prestes a cursar seu MIBA e sua vida vai muito bem até que o filho do chefe Bennet Ryan, 31 anos, bonito e bem sucedido, resolve voltar ao país e assumir função de chefe num departamento da empresa. Desde então a vida de Chloe vira um inferno. Ele é autoritário, inflexível, e super exigente e parece que não mede esforços para Chloe se sentir um verdadeiro nada e ela resolve o apelidar de o Cretino Irresistível.

Se passam nove meses de “tortura”, mas a figura muda quando Chloe um dia se atrasa e como punição, Bennet manda que ela providencie até o final do dia uma apresentação de contas milionárias da empresa, mas ao apresentar ele não se controla e pega ela ali mesmo, em cima da mesa da sala de reuniões.

Bennet e Chloe são como dois semelhantes que se atraem. Ambos possuem personalidades fortes e por isso quando estão juntos eles ameaçam incendiar tudo o que está ao redor. Seja no elevador, nas escadas, no carro a caminho de uma reunião de negócios, não adianta, o ódio que sentem é palpável ao ponto de deixá-los raivosos e prontos para a briga independente do local em que se encontram. E uma vez submersos em um mundo de ódio, ficam a apenas um passo do desejo de caçar e dominar um ao outro, e é aqui que a relação dos dois muda de foco, suas desavenças geram a aversão, ao mesmo tempo em que suas semelhanças e constantes brigas geram um desejo físico bruto e inexplicável.

E a partir daí os seus encontros são cada vez mais quentes e carregados de intensidade, e a maioria desses encontros acontece lá mesmo na empresa. Mas esse não-relacionamento começa a trazer preocupações, já que afinal Chloe tem um futuro pela frente e muito potencial para crescer na empresa e não quer jogar tudo isso janela abaixo e pensamentos similares passam por Bennet que é ninguém menos que o chefe, que deveria ser o exemplo da empresa.

A trama é envolvente e extremamente viciante. Aqui é válido dizer que o artifício usado pela autora de fazer com que cada personagem narre um capítulo da história colabora diretamente para o nosso envolvimento com a trama, por que aí conhecemos o que cada um realmente pensa e deseja.

Vale ressaltar que o livro é adulto. O relacionamento de Bennet e Chloe começa com algo carnal e puramente sexual, então para ler o livro é preciso gostar desse tipo de narrativa mais explícita. Contudo também é importante dizer que o livro não é só sexo, a história envolve sentimento, comprometimento e emoção, ao ponto que foi fácil me sentir tocada por ela.


Wanderson Ramos Duarte

Título: Christina Lauren – Um Cretino Irresistível

Autor: Wanderson Ramos Duarte (todos os textos)

Visitas: 0

0 

Comentários - Christina Lauren – Um Cretino Irresistível

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Habitação – Evolução qualidade/Preço

Ler próximo texto...

Tema: Alojamento
Habitação – Evolução qualidade/Preço\"Rua
Hoje vivemos dias muito complicados do ponto de vista económico, uma vez que a nossa sociedade moderna consumista tem acarretado para as famílias a triste ideia de que temos que possuir tudo o que existe para ser possuído.

Relativamente ao assunto especifico da habitação, com o passar dos tempos, as pessoas têm adquirido as suas casas em função do que há no mercado, e este mercado tem evoluído de uma forma perigosa em termos de custos; o que quero dizer com isto, é que há vinte anos atrás, encontrávamos apartamentos no mercado, e tenho por base um apartamento T3 que tinha 3 quartos conforme a tipologia descrita, naquele tempo uma cada de banho, uma sala de estar/jantar conjunta e talvez uma varanda, hoje o mesmo apartamento terá os três quartos, a sala, duas casas de banho das quais uma poderá estar num dos quartos a que passou a chamar-se suite, este apartamento hoje, tem forçosamente que ter pré instalação para aquecimento central, lareira com recuperador de calor, e muito provavelmente aspiração central, ou pelo menos a pré instalação… Assim, quem compra um apartamento hoje, apesar das dimensões de cada divisão estarem diminuídas, o preço foi muito incrementado pelos extras, e depois há ainda que adquirir uma caldeira para fazer funcionar a tal pré-instalação de aquecimento central, os radiadores porque sem eles o dito não funciona, naturalmente o trabalho do técnico… há ainda que adquirir em muitos casos o aspirador propriamente dito para fazer funcionar a aspiração central, e algumas coisas mais, acessórios dos quais, antes não tínhamos necessidade.

Não quero dizer com isto, que estes equipamentos não são úteis, são, mas e aquelas pessoas que compraram os seus apartamentos há uns tempos, cujos espaços não dispunham destas “modernices” como viveram? Como vivem hoje? Provavelmente aqueles que tiveram disponibilidade económica para isso, colocaram nas suas habitações, aquilo que julgaram necessário, não colocaram aquilo que não lhes é útil de todo, por outro lado aqueles que não tiveram disponibilidade económica vivem sem os equipamentos em questão, ou colocam um equipamento à dimensão das suas possibilidades. O real problema é que os referidos equipamentos valorizaram muito mais as habitações em termos de preço de compra do que o valor real dos mesmos, e as pessoas, estão apagar vinte ou trinta anos, para não dizer mais, um bom valor acima do que pagariam sem estas coisas, além disso comprariam aquilo que quisessem e pudessem.

Para além do exposto, a qualidade de construção e acabamentos não melhorou, antes pelo contrário. Hoje o valor das casas está a decair rapidamente, e as pessoas em geral vivem em casas cujos valores atuais de mercado são muito inferiores ao que estarão a pagar durante muito tempo…

Naturalmente o mercado poderá mudar, mas não é esse o caminho que parece seguir.

Pesquisar mais textos:

Ana Sebastião

Título:Habitação – Evolução qualidade/Preço

Autor:Ana Sebastião(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Rua DireitaRua Direita

    21-04-2014 às 17:09:01

    A compra seja de apartamento ou casa estão mais caras e nem sempre oferecem serviços como mostram na divulgação. Não é bom financiar, pois custará o dobro. Realmente, o melhor a fazer é buscar preços que têm condições de pagar ou aderir a um consórcio.

    ¬ Responder
  • Sofia Nunes 13-09-2012 às 17:07:44

    Na minha opinião e de acordo com o que tenho observado, a relação qualidade/preço das habitações está a melhorar. E isso não é necessariamente bom, uma vez que é resultado da crise económica. Como refere, o valor das casas está a descer, pelo que se pode comprar uma vivenda pelo preço que há uns anos era de um apartamento. O problema é que, apesar de as casas estarem mais baratas, os compradores não têm dinheiro.

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios