Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Arte > A quinta dos Girassóis, o Património que a cidade da Maia esqueceu

A quinta dos Girassóis, o Património que a cidade da Maia esqueceu

Categoria: Arte
A quinta dos Girassóis, o Património que a cidade da Maia esqueceu

Guilhermina Suggia (1885-1950) foi um nome importante em e para Portugal. Filha de um violoncelista de ascendência italiana e espanhola, Guilhermina é educada num ambiente familiar onde a música lhe é um lugar comum, e onde esta lhe é ensinada, desde tenra idade, sendo que também precoce é a sua primeira atuação em publico, aos sete anos de idade. Aluna de um dos maiores Violoncelistas da época, o catalão Pablo Casals, em 1901, com 15 anos de idade apenas, ela e a sua irmã, no piano, atuam para a Família Real Portuguesa. À pergunta da Rainha Dona Amélia, sobre qual era o maior sonho da sua vida, Guilhermina respondeu que gostaria de aperfeiçoar os seus conhecimentos no estrangeiro. Estas palavras fizeram, ao que parece eco, nos ouvidos da Rainha, pois uns meses depois, a coroa concedeu uma bolsa a Guilhermina para que fosse estudar no seu lugar de eleição, a Alemanha. Com apenas 17 anos, Guilhermina tornou-se a primeira mulher, e a interprete mais jovem a atuar com uma orquestra, e com o êxito que obteve, teve de repetir toda a sua atuação, a pedido do maestro. A carreira de Guilhermina atinge uma notoriedade enorme, e no regresso ao Porto e na atuação com a sua irmã, ela é convidada para as mais famosas salas de concerto de toda a Europa. Vive em Paris, onde volta a encontrar Casals, com quem enceta o mais falado romance da época, tendo um fim abrupto em 1913, quando Casals se casa com uma cantora norte americana e Guilhermina se muda para Londres. Aí, obtém também as melhores críticas da imprensa. No entanto, em 1924, decide regressar às suas origens, ao Porto, e comprar casa nessa cidade, na rua da Alegria. Em 1927 casa com o médico José Casimiro Carteado Mena, de quem nunca teve descendência, e vai morar para uma outra casa da mesma rua, casa esta pertença do marido. E é aqui que surge a ligação de Guilhermina à cidade da Maia, pois José Casimiro, possuía uma quinta nesta cidade, chamada a Quinta dos Girassóis, que hoje podemos ver da rua por onde passa a linha do metro, para quem vem da estação do fórum da Maia e vai em direção à rotunda de Brandinhães ou rotunda das pedras, (assim conhecida na cidade), ou para quem faz o percurso inverso. Guilhermina frequentava algumas vezes esta quinta e é disso prova as fotografias que o seu espólio presente na Camara Municipal de Matosinhos nos mostra.
O que nos perguntamos hoje, é o porquê da Quinta dos Girassóis, uma quinta de referência cultural, de uma enorme artista portuguesa, estar abandonada como está e em decadência constante como a vemos, não havendo qualquer intervenção da Camara Municipal da Maia, ou do Ministério da Cultura em Portugal, no sentido de a recuperar, e a tornar um marco de homenagem de uma enorme artista deste país. Perguntamo-nos o que aconteceu para que uma Camara Municipal tenha votado ao esquecimento este magnifico exemplo de património, e esperamos que este esquecimento não faça com que mais tarde ou mais cedo, não lhe suceda o mesmo que sucedeu à casa do famoso Visconde Barreiros, um dos grandes patronos desta cidade, tendo sido deixada ruir, depois deitada abaixo e por fim, decidida a construção do edifício da Câmara Municipal no mesmo local. As voltas que o património dá, é questão para se dizer…

Liliana Félix Leite

Título: A quinta dos Girassóis, o Património que a cidade da Maia esqueceu

Autor: Liliana Félix Leite (todos os textos)

Visitas: 0

0 

Comentários - A quinta dos Girassóis, o Património que a cidade da Maia esqueceu

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Encontre Os Melhores Restaurantes Em Coimbra - Portugal

Ler próximo texto...

Tema: Restaurantes
Encontre Os Melhores Restaurantes Em Coimbra - Portugal\"Rua
A cidade de Coimbra em Portugal é o lugar onde abriga o maior número de estudantes do mundo inteiro. Escolhida e apreciada pelo seu valor histórico, um bom lugar para viajar e curtir bons passeios turísticos.

Além da hospedagem, viagens que você deve se preocupar, a escolha dos restaurantes contribuem muito para que seus dias sejam os melhores momentos e os mais marcantes da sua vida. Comer bem e aproveitar a culinária portuguesa traz satisfação, bem-estar, saúde, uma sensação agradável e sensacional sentimento de prazer ao paladar. Por isso, você deve conhecer os melhores restaurantes que oferecem preço justo e boa gastronomia. Veja abaixo uma lista com os melhores em Coimbra, em Portugal e aproveite para saborear os pratos mais deliciosos da região.

Melhores Restaurantes Em Coimbra - Portugal

Possui uma diversidade de restaurantes instalados e equipados para seu maior conforto e comodidade. Alguns mais caros, outros mais baratos. Com estilos próprios, outros mais sofisticados e ainda outros mais simples. Veja essa lista e confira alguns deles selecionados para você.

1 - Restaurante Chaparro

Preferido por turistas que adoram experimentar uma boa cozinha Alentejo típica da região. Toda a sua decoração está de acordo com os mais modernos artesanatos alentejanas, dando harmonia e proporcionando bem-estar. Dispõe de pratos deliciosos como ensopado de borrego e pratos tradicionais;

2 - Restaurante Flor de Coimbra

Aqui você encontra um atendimento personalizado e os melhores cardápios portugueses. Lá você só encontra aberto para o jantar, mas seu ambiente é gostoso e com vontade de querer voltar no outro dia. Se você gosta de pratos vegetarianos, aqui é o seu lugar. Possui outros pratos típicos também;

3 - Restaurante A Portuguesa

Ambiente de muito encanto, não é para tanto, pois fica à beira do Mondego. Proporciona conforto, vista encantadora e com um visual todo especial. Aberto todos os dias, você pode fazer reservas, encontra pratos portugueses tipicamente da região;

3 - Restaurante Carmina de Matos

Um dos locais mais privilegiados de Coimbra, fica localizado no centro da cidade. Resultado de décadas de história, ela ainda permanece com uma linda reestruturação capaz de oferecer os melhores cardápios e o melhor atendimento para você;

4 - Restaurante Trovador

Um dos restaurantes mais baratos de Coimbra. Oferece dentre suas especialidades pratos ricos e com sabor estonteante da região. Seu atendimento é de alta qualidade, serviços rápidos e eficientes;

5 - Restaurante Japonês

Se você gosta de comida oriental, não pode deixar de experimentar o restaurante japonês. Traz a cidade de Coimbra, um espaço todo oriental com os melhores pratos asiáticos. Traz também uma decoração super moderna, um ambiente bem acolhedor e com várias opções de comidas.

Aprecie os melhores restaurantes de Coimbra em Portugal e aproveite sua viagem com mais sabor ao paladar.

Pesquisar mais textos:

Adriana Santos

Título:Encontre Os Melhores Restaurantes Em Coimbra - Portugal

Autor:Adriana Santos(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Briana AlvesBriana

    16-09-2014 às 03:15:54

    Adorei saber destes melhores restaurantes em Portugal, assim fica mais fácil encontrar o que queremos. Tenho muita vontade de conhecer Coimbra, e se eu for, com certeza, seguirei estas sugestões acima.

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios