Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Desporto > Jogue xadrez no gelo!

Jogue xadrez no gelo!

Categoria: Desporto
Visitas: 2
Comentários: 1
Jogue xadrez no gelo!

Aquela modalidade esquisita, que a maior parte de nós apenas conhece de ver na televisão, em que é lançada uma espécie de panela, numa pista de gelo, para um alvo desenhado no chão, sendo o transcorrer do percurso acompanhado de perto por jogadores com “esfregonas”, chama-se curling. Bem podia ter sido inventado por donas de casa mais ou menos desesperadas à procura de variantes mais aprazíveis das suas lides habituais ou de propósitos distintos para as suas utilidades domésticas, mas consta que nasceu na Escócia, remontando a primeira referência a 1541.

Nos primórdios, as pedras resumiam-se a calhaus apanhados nos rios, suavemente lapidados para poderem deslizar. Ainda assim, o controlo por parte do lançador era muito relativo e a vitória dependia mais da sorte do que da destreza. Presentemente, joga-se com pedras de granito, minuciosamente cortadas, que pesam no máximo 20 quilos.

O curling apresenta singularidades, e dado que exige precisão e inteligência para dominar as tácticas complexas que emprega, é também conhecido como o “xadrez no gelo”. Joga-se numa superfície de gelo, a cinco graus negativos, com 44,5 metros de comprimento e 4,2 a cinco metros de largura, que tem de estar inteiramente nivelada.

A força de pernas aplicada pelo lançador é o factor mais importante no lançamento. Para lançar a pedra, ele posiciona um dos pés, que tem um sapato antiderrapante, num apoio, e o outro, com sapato de sola deslizante, no gelo. As pedras não são empurradas, mas sim levadas com o lançador, que depois as larga. Após o lançamento, dois jogadores da mesma equipa vão varrer o gelo com vassouras especiais. Varrendo rapidamente, derretem-no numa perspectiva de aumentar a velocidade da pedra e/ou encaminhá-la no sentido da trajectória pretendida. Um terceiro jogador, que se encontra no fundo do ringue para avaliar o caminho da bola, avisa os varredores. Se algum município desconfia destas habilidades e rapidez com a vassoura, tais atletas não terão dificuldade nenhuma em arranjar emprego na limpeza das ruas…!

Qualquer jogo é formado por dez ends. Num end, cada um dos quatro jogadores da equipa (curlers) lança duas pedras, sendo que os lançamentos vão sendo feitos de forma alternada pelas equipas.

O curling integra o programa oficial dos Jogos Olímpicos de Inverno desde 1998. É assaz popular no Canadá, na Escócia e em vários países do Norte da Europa, estando a angariar, igualmente, adeptos no Japão, na China e na Coreia do Sul.

A título de curiosidade, pode recuar-se à etimologia do termo “curling”. Esta palavra nasceu em 1620 e deriva do inglês “curr”, que significa “ruído”, numa clara alusão ao barulho das pedras a deslizar no gelo. O verbo “to curl”, utilizado quando algo se desvia da trajectória, advém deste vocábulo.



Maria Bijóias

Título: Jogue xadrez no gelo!

Autor: Maria Bijóias (todos os textos)

Visitas: 2

670 

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 1 )    recentes

Comentários - Jogue xadrez no gelo!

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Contador de moedas

Ler próximo texto...

Tema: Material Escritório
Contador de moedas\"Rua
O mundo dos negócios exige um grande dispêndio de energia e muitas horas de trabalho. No entanto hoje já é possível fazer recurso da alta tecnologia para poupar tempo e dinheiro. O recurso às funções do computador para o comércio facilita e atrai muitos clientes para empresas e comerciantes. No que diz respeito a contas é possível fazer uma contagem rápida e eficaz do dinheiro, sem passar horas a contar e com o risco de engano. É por isso que cada vez mais pessoas ligadas a negócios e serviços optam por adquirir um contador de moedas. Deste modo sabem que poupam tempo e não falham na sua contagem.

Dos inúmeros equipamentos que a alta tecnologia põe ao dispor, este é sem dúvida um equipamento que beneficia em muito o trabalho de muita gente. Por ser pequeno é muito cómodo e exige pouco espaço, ou melhor pode ser colocado em qualquer lugar.

Torna-se evidente que as novas tecnologias vieram para simplificar a vida e trazem muitas vantagens, rentabilizam e poupam tempo. No caso do contador de moedas, sem enganos, falhas e complicações. É o ideal para ter num escritório de uma empresa, em escolas, cafés, pastelarias, salões de jogos, bancos, cinema, serviços financeiros e de tesouraria e outros ligados a serviços públicos e privados.

Em resumo, se está ligado a qualquer trabalho de comércio ou serviços pode poupar muto tempo e problemas apenas colocando um equipamento destes no seu espaço de trabalho. As suas vantagens são inúmeras, em especial: permite realizar uma contagem rápida das moedas dividindo-as e fazendo a sua soma, conta o total das moedas, o valor total em cada tipo de moedas e a quantidade de todas as moedas.

Contem e separa no mínimo duzentas e vinte moedas por minuto, sem erro, conta e separa tudo no mesmo equipamento, permite alimentar o aparelho com quantidades entre as trezentas e quinhentas moedas de cada vez e continuar a adicionar mais moedas enquanto está a contar. Além disso o aparelho pode ser programado para separar um número de moedas predeterminado.

O seu design é bastante inovador e resistente. Os materiais de elevada qualidade, de fácil ligação e paragem automática.

Possui uma elevada funcionalidade, baixo consumo (70W), pouco peso, aproximadamente quatro kg, velocidade ultra rápida, pequena dimensão e estão todos certificados pela EU. Deste modo também possuem garantia, são fáceis de usar e de arrumar.

As suas funções práticas permitem que o contador de moedas possa estar em qualquer lugar.

Pesquisar mais textos:

Teresa Maria Batista Gil

Título:Contador de moedas

Autor:Teresa Maria Gil(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios