Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Vestuário > Um Traje Para cada Ocasião

Um Traje Para cada Ocasião

Categoria: Vestuário
Visitas: 2
Comentários: 1
Um Traje Para cada Ocasião

Quantas vezes recebemos um convite por escrito em que está salientado o tipo de traje que se deve usar no evento? Todos conhecemos os termos de Traje de Gala ou de Black Tie, mas será que sabemos mesmo o que podemos ou não vestir quando nos convidam para uma festa e quase escolhem a nossa roupa?

Para além disso, existem mais do que um ou dois trajes que quando referidos podem não ser bem interpretados. Vejamos então quais são eles, tendo em conta que são convites onde a formalidade reina?

Traje Marítimo – Por norma este tipo de convites são para festas em alto mar. Quer em veleiros ou em pequenas ou grandes embarcações, o Traje Marítimo tem determinadas características. Ninguém pede que se entre a bordo com chapéu de marinheiro, mas calças com vincos de sarja fina ou até mesmo corsários são obrigatórios. Uma boa t-shirt ou uma camisa ficarão sempre bem. Leve uns sapatos leves ou sapatilhas de classe. Os óculos de sol são obrigatórios e se quiser dar um charme único, coloque um lenço no pescoço.

Traje de Lanche – Normalmente são associados a lanches onde se tratam de assuntos de solidariedade. Um vestido simples e leve é ideal se o tempo estiver quente e se o lanche for ao ar livre. Escolha um bonito chapéu e pochete. Termine com sapatos de salto fino e alto. Um tailler também fica sempre muito bem, mas opte por cores claras.

Traje de Passeio – Normalmente os convites que indicam este tipo de traje, informam os convidados que podem trazer roupa mais confortável. Jeans são permitidos se acompanhados por uma camisa branca, simples. Mas se não quiser arriscar, escolha umas pantalonas com uns mocassins. Se o evento for depois das 18 horas, opte por um tom mais escuro, mas evite sempre a extravagâncias e os brilhos. A maquilhagem deve ser simples e sóbria.

Traje de Gala e Black Tie – Aqui vai poder usar vestidos compridos, mas só se o evento for depois das 19 horas. Cores fortes, decotes e maquilhagem mais elaborada (sempre sem exageros) são o mais indicado. Os cabelos podem ser presos ou soltos, dependendo sempre da sua estrutura. Transparências, brilhos, pochetes são permitidos e sapatos de salto alto são quase obrigatórios. Produza-se para o bonito evento, mas tenha em atenção. Como muitas vezes se diz – Menos pode muitas vezes ser mais.


Carla Horta

Título: Um Traje Para cada Ocasião

Autor: Carla Horta (todos os textos)

Visitas: 2

603 

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 1 )    recentes

  • SophiaSophia

    09-06-2014 às 04:06:03

    Agora, sim! Já sei como usar os trajes para cada ocasião. Muito obrigada!
    Cumprimentos,
    Sophia

    ¬ Responder

Comentários - Um Traje Para cada Ocasião

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Fine and Mellow

Ler próximo texto...

Tema: Música
Fine and Mellow\"Rua
"O amor é como uma torneira
Que você abre e fecha
Às vezes quando você pensa que ela está aberta, querido
Ela se fechou e se foi"
(Fine and Melow by Billie Holiday)

Ao assistir a Bio de Billie Holiday, ocorreu-me a questão Bluesingers x feminismo, pois quem ouve Blues, especialmente as mais antigas, as damas dos anos 10, 20, 30, 40, 50, há de pensar que eram mulheres submissas ao machismo e maldade de seus homens. Mas, as cantoras de Blues, eram mulheres extremamente independentes; embora cantassem seus problemas, elas não eram submissas a ponto de serem ultrajadas, espancadas... Eram submissas, sim, ao amor, ao bom trato... Essas mulheres, durante muito tempo, tiveram de se virar sozinhas e sempre que era necessário, ficavam sós ou mudavam de parceiros ou assumiam sua bissexualidade ou homossexualidade efetiva. Estas senhoras, muitas trabalharam como prostitutas, eram viciadas em drogas ou viviam boa parte entregues ao álcool, merecem todo nosso respeito. Além de serem precursoras do feminismo, pois romperam barreiras em tempos bem difíceis, amargavam sua solidão motivadas pelo preconceito em relação a cor de sua pele, como aconteceu a Lady Day quê, quando tocava com Artie Shaw, teve que esperar muitas vezes dentro do ônibus, enquanto uma cantora branca cantava os arranjos que haviam sido feitos especialmente para ela, Bilie Holiday. Foram humilhadas, mas, nunca servis; lutaram com garra e competência, eram mulheres de fibra e cheias de muito amor. Ouvir Billie cantar Strange Fruit, uma das primeiras canções de protestos, sem medo, apenas com dor na alma, é demais para quem tem sentimentos. O brilho nos olhos de Billie, fosse quando cantava sobre dor de amor ou sobre dor da dor, é insubstituível. Viva elas, nossas Divas do Blues, viva Billie Holiday, aquela que quando canta parte o coração da gente; linda, magnifica, incomparável, Lady Day.

O amor vai fazer você beber e cair
Vai fazer você ficar a noite toda se repetindo

O amor vai fazer você fazer coisas
Que você sabe que são erradas

Mas, se você me tratar bem, querido
Eu estarei em casa todos os dias

Mas, se você continuar a ser tão mau pra mim, querido
Eu sei que você vai acabar comigo

Pesquisar mais textos:

Sayonara Melo

Título:Fine and Mellow

Autor:Sayonara Melo(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios