Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Outros > Mercadores e Artesãos na Idade Média

Mercadores e Artesãos na Idade Média

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Outros
Visitas: 62
Mercadores e Artesãos na Idade Média

Os mercadores vão-se destacar pela sua fortuna. Vão tentar imitar a nobreza. Investiram parte da fortuna comprando terras para as dirigirem para aquele tipo de cultivo mais rentável. O que também os distinguiu foi a sua mentalidade. Tinham a mentalidade do lucro. Faziam todo o tipo de negócios: emprestavam dinheiro sobre penhor ou com o pagamento de uma taxa. Para além dos empréstimos, os mercadores também se dedicavam ao arrendamento de rendas. Os agentes senhoriais tinham que estar no senhorio para receber o pagamento do senhor. Também se dedicavam a práticas comerciais, juntando grandes mercadorias e vendendo estas nos mercados e feiras. Podiam ter funções de cambistas: faziam contractos de câmbio não correndo o risco de serem roubados, levando apenas o contrato consigo (espécie de transferência bancária).

Os italianos foram os primeiros a desenvolver este tio de formas comerciais, sendo eles também a criarem as primeiras companhias. Agrupa vários comerciantes da família e de famílias mais próximas. Tinham agentes nas principais cidades, onde possuíam comércio. Foi também em Itália que se desenvolveram os seguros, ficando assegurado o reembolso da mercadoria. Vão fundar as suas próprias escolas. Era preciso aprender aritmética e línguas específicas das regiões onde comercializavam. Tinham um carácter utilitário, sem base religiosa.

Os mercadores vão tentar imitar a aristocracia: a fora de vestir, os divertimentos e os comportamentos. Havia alguma ascensão social através dos casamentos com a nobreza arruinada. Aconteceu também os mercadores colocarem um ou dois filhos na Universidade. Vão ser estes filhos que vão estar ao serviço de papas e reis.

Os artesãos não vão conseguir ascender tanto como os mercadores. A oficina tinha um mestre e podia ter um aprendiz, que tinha que pagar a aprendizagem. Havia também os companheiros, jovens que tinham ultrapassado a aprendizagem e tinham condições para serem mestres. Tinham que fazer um exame e inscrever-se no ofício. Era preciso pagar e obter uma oficina, as nem todos tinham dinheiro suficiente, continuando a trabalhar para o mestre. Também os artesãos estavam organizados em associações, as confrarias, para proteger os artesãos do infortúnio. Eram meios de assistência social. Havia também o arruamento, agrupando-se por ruas.

Daniela Vicente

Título: Mercadores e Artesãos na Idade Média

Autor: Daniela Vicente (todos os textos)

Visitas: 62

765 

Comentários - Mercadores e Artesãos na Idade Média

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Manutenção Automovel

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Automóveis
Manutenção Automovel\"Rua
Faça você mesmo a revisão do seu automóvel e poupe dinheiro em oficinas. Primeiro verifique com a ajuda de outra pessoa a iluminação exterior. Uma pessoa fica no interior do carro e liga as luzes, verifique á frente os mínimos, os médios, os máximos e os piscas. Depois atrás verifique os mínimos os stop a marcha atrás e o farol de nevoeiro.

A seguir verifique a iluminação do interior do veículo e do painel de instrumentos e a afinação do travão de mão.

Agora está na hora de verificar os filtros de ar, gasóleo e habitáculo. Dependendo da utilização eles podem fazer em média 40.00km, se estiverem sujos substitua-os por novos.

A seguir vem a mudança do óleo este em geral pode-se retirar pelo bujão de vazamento do cárter, convém substituir a anilha e o filtro de óleo. O óleo novo deve respeitar as especificações do fabricante, verificar no livro de manual de utilizador do veículo os litros de óleo do motor. Meter o óleo novo pelo bucal superior do motor com a ajuda de um funil, o nível do óleo não pode ultrapassar o máximo. Se não sabe a quantidade de óleo deite 4 litros e depois verifique o nível pela vareta de verificação de nível e vá deitando até chegar ao nível certo.

Agora é preciso verificar as pastilhas de travões, hoje em dia como quase todos os veículos têm jantes especiais consegue verificar sem desmontar as rodas. Substituir se necessário as pastilhas, ao desmontar repare como desmonta para depois voltar a montar tudo de novo. Por fim verifique a pressão dos pneus com um manómetro, a pressão indicada varia de carro pra carro se não sabe a pressão indicada ponha 2.2bar que é em média a pressão que todos utilizam.

Convém dizer que qualquer material que precise basta procurar numa loja de peças auto próxima de si ou então encomendar via net pois existem vários sites especializados em peças e materiais de manutenção auto. Vai ver que não custa nada se eu aprendi você também pode aprender e além disso fica a conhecer melhor o seu carro.

Com isto tudo pode poupar em média 200€ por cada revisão.
Obrigado e até a próxima.

Outros textos do autor:
Manutenção Automovel

Pesquisar mais textos:

Vendas Online

Título:Manutenção Automovel

Autor:Vendas Online(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Rua DireitaRua Direita

    17-06-2014 às 04:55:10

    Há inúmeros benefícios para fazer a manutenção do automóvel, pois isso garante melhor preservação do veículo e se prolonga o uso por muitos e muitos anos.
    Cumprimentos,
    Sophia

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios