Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Outros > Motivações das Cruzadas

Motivações das Cruzadas

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Outros
Visitas: 333
Motivações das Cruzadas

No século X-XI, deu-se a explosão da cavalaria como categoria social, e, durante algum tempo, teve alguma importância. A emergência da cavalaria foi feita em condições de guerra, de invasões e das cruzadas. As populações locais, indefesas e desprotegidas, colocaram-se sobre a proteção destes cavaleiros.

A Igreja Católica foi muito prejudicada pela emergência da cavalaria, pois era alvo de roubos, nomeadamente, de terrenos e servos. Numa fase inicial, a Igreja tentou os Sínodos de Paz, para conseguir as tréguas com os cavaleiros. Contudo, a própria Igreja Católica decidiu terminar com estas reuniões, e nos finais do século XII acabaram decididamente. As cruzadas foram a salvação para os membros do clero, pois os cavaleiros que anda a vaguear entre cidades e abusar dos eu estatuto, tinham agora um objetivo, combater os infiéis na Terra Santa.

Os turcos conquistaram a cidade de Jerusalém, em 1071, expulsando os bizantinos. A Igreja Católica, uma instituição muito esperta, para dispersar os católicos e cristianiza-los, mandou um apelo a todos os cristãos para salvar a Terra Santa. O prémio, digamos assim, era o perdão dos pecados nas Cruzadas. Para além destes motivos, encontramos também motivações económicas e sociais: os mercadores, que financiaram as cruzadas, os italianos, que com o domínio dos turcos, tinham de acabar com o seu comércio no Oriente, os servos, que ficavam livres da dependência do senhor, e as pessoas, em geral, não guerreiros, que percorriam a Europa toda para combater os infiéis com enxadas.

Todas as cruzadas foram um desastre total. Houve cerca de oito ou nove cruzadas. O número de cruzadas difere, porque a opinião dos historiadores não é concisa: a oitava e nona cruzada podem ser vistas juntas ou em separado. Fica à interpretação de cada um dos factos. A primeira e a segunda cruzada foram um desastre porque os cristãos radicais, em vez de juntarem-se aos bizantinos para lutarem contra os turcos, lutaram contra os bizantinos. Sabemos que nas muitas cruzadas que os cristãos empreenderam conseguiram conquistar os lugares santos, mas em 1244 voltaram a perde-los.

O fracasso das cruzadas deve-se, sobretudo, à desunião dos cristãos, para além dos fatores físicos, claro.


Daniela Vicente

Título: Motivações das Cruzadas

Autor: Daniela Vicente (todos os textos)

Visitas: 333

788 

Comentários - Motivações das Cruzadas

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Jardinagem Fonte de Vida

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Bricolage Jardim
Jardinagem Fonte de Vida\"Rua
A jardinagem é conhecida há anos como uma forma de emprego que possibilita a muitos uma renda familiar mensal. A jardinagem também pode ser artística onde a arte do profissional é aplicada. A jardinagem pode ser de inúmeras formas conhecida e exercida, trazendo benefícios imensuráveis a aqueles que dela são adeptos.

Muito mais que fonte de renda ou arte a jardinagem é uma fonte de inúmeros beneficio a vida do ser humano, fonte de alegria, relaxamento e distração. E por ser uma atividade tão simples não é difícil de ser realizada. A jardinagem é por si só fonte de vida, fonte de aprendizado e principalmente fonte de intimidade do ser humano.

Ser adepto da jardinagem não é somente revirar terra, ser adepto da jardinagem é decisão de vida que transforma seu dia-a-dia mudando a rotina de dias estressantes e cansativos.

Ao olhar de muitos a tarefa possa parecer penosa, cansativa e até chata, mais somente estando envolvido na jardinagem para perceber que muito mais ter um corpo cansado após a tarefa, você na verdade descansa seu corpo sua mente e seu espírito da agitação do dia-a-dia.

Alguns minutos dedicados à jardinagem são o suficiente para inibir grande carga emocional e física do nosso dia-a-dia, e proporcionando uma energia a mais para os próximos dias.

A jardinagem pode ser realizada de varias formas simples que vão trazer todos estes benefícios a sua vida e não são necessários grandes investimentos ou mudança radical da sua rotina de vida ou qualquer outra mudança que você possa imaginar. Na verdade as maiores mudanças são comportamentais e só depende de você.

Para detalhar um pouco o que você poderá fazer com alguns minutos dedicados à jardinagem você irá perceber que não há nenhuma dificuldade em realizar esta tarefa.

Com um mínimo de espaço você pode cultivar plantas simples, em vasos pequenos que não irão ocupar espaço e serão na verdade uma linda forma de ornamentar sua casa.

Você poderá cultivar uma espécie de planta conhecida como:
- Rosa de pedra

É uma suculenta, planta que armazena água nas folhas e caules, que tem o formato parecido com o de uma rosa. É muito usada para fazer arranjos em vasos com outras suculentas e cactos. Deve ser regada apenas uma vez por semana, pois a umidade pode apodrecer suas raízes. Não tolera muito sol.

E você vai perceber que se dedicar alguns minutos a jardinagem é muito bom para você, os resultados não tem como ser calculados, somente há possibilidade de experimentar o quanto bom é o resultado final.

Então não espere muito é dedique-se um tempo a descobrir o quanto é bom a jardinagem para sua vida.

Pesquisar mais textos:

Rodrigo Junio Ferreira

Título:Jardinagem Fonte de Vida

Autor:Rodrigo Junio Ferreira(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Briana AlvesBriana

    13-10-2014 às 04:43:33

    É tão gratificante nós mesmos realizarmos a jardinagem. Essa atividade relaxa, gera prazer e o resultado nos deixa muito felizes. Vale a pena!

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios