Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Outros > E as Gafes?

E as Gafes?

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Outros
E as Gafes?

Uma vez ou outra vemos as pessoas cometerem uma gafe. Nós também já passamos por isso e como é chato, horrível quando isso acontece, não é verdade? Ficamos sem graça, não sabemos nem colocar a nossa cara de tão tomate que fica. Mas, não se preocupe, o melhor é que logo passa e depois se torna até engraçado, todo mundo fica zoando de você, mas tudo bem, só o que resta é rir da situação ocorrida.

A palavra gafe significa engano, desajeitado, sua origem é francesa e se escreve assim “gaffeur”. Cometer uma gafe não é tão ruim assim, pior que isso é consertá-la. Não funciona, não dá. Depois que aconteceu, não tente dar um jeitinho, uma manobra que pode ficar ainda pior. Se você cometeu algum dia uma gafe, por favor assuma. Senão, será uma outra gafe, aí fica mais difícil.

Observamos que a gafe acontece geralmente em reuniões empresariais, em jantares e almoços de negócios. Até os mais experientes, os executivos, presidentes, supervisores e gerentes as cometem, então, fique frio que você não é o único. As gafes são cometidas por três tipos de pessoas: as que sabem disfarçar, onde ninguém consegue perceber; as assumidas, deixa rolar, já aconteceu mesmo e as que se previnem, ou seja, aprendem antes de ocorrer. Em qual desses três você se encontra atualmente?

Para você evitar uma gafe é muito simples. Todo mundo só precisa um pouco de bom senso, prudência, observação, calma, que tudo acontece naturalmente. Uma boa leitura de um manual de etiqueta antes de sair com alguém importante, ou em reuniões com colegas do trabalho também é infalível. Você precisa conhecer algumas regrinhas básicas que talvez as outras pessoas já até saibam ou já até aprenderam, devido aos seus gafes antigos. Como estão cansados de cometerem, aprenderam com alguém ou em livros. Se você conhece alguém também que pode lhe ajudar com algumas dicas, peça para mostrar como funciona os talheres, o copo, os cumprimentos, as saudações e outros mais comportamentos cotidianos que temos.

Os famosos são os que mais cometem gafes. Pior que é em rede nacional e mundial, daí a vergonha é maior e os comentários, então, nem se fala. Passa dias, vai dias e não páram as críticas e as falações. Os jornais, os filmes também estão dentro dessa lista.


Adriana Santos

Título: E as Gafes?

Autor: Adriana Santos (todos os textos)

Visitas: 0

628 

Comentários - E as Gafes?

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Futuro da Tecnologia, Qual o Limite?

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Informática
Futuro da Tecnologia, Qual o Limite?\"Rua
Futuro da Tecnologia, Qual o Limite?

Bom, Não é de hoje que tecnologia vem surpreendendo a todos nós com grandes revoluções e os custos que diminuem cada vez mais.
Hoje em dia é comum ver crianças com smarthphones com tecnologia que a 10 anos atrás nem o celular mais moderno e caro do mercado tinha.
Com isso surgiram sugiram vários profetas da tecnologia e visionários, tentando prever qual será o próximo passo.

E os filmes retratam bem esse tema e usam essa formula que atrai a curiosidade das pessoas.
Exemplos:

Minority report - A nova lei de 2002 (Imagem)

Transcendence de 2014

Em Transcendence um tema mais conspiratório, onde um ser humano transcende a uma consciência artificial e assim se torna imortal e com infinita capacidade de aprendizagem.
Vale a pena ver tanto um quanto o outro filme. Algumas tecnologias de Minority Report, como utilizar computadores com as mãos (caso do kinect do Xbox 360 e One) e carros dirigidos automaticamente, já parecem bem mais próximo do que as tecnologias vistas em Transcendence, pois o foco principal do mesmo ainda é um tema que a humanidade engatinha, que é o cérebro humano, a máquina mais complexa conhecida até o momento.

Eu particularmente, acredito que em alguns anos teremos realmente, carros pilotados automaticamente, devido ao investimento de gigantes como o Google e o Baidu nessa tecnologia.

Também acho que o inicio da colonização de Marte, vai trazer grandes conquistas para humanidade, porém grandes desafios, desafios esses que vão nos obrigar a evoluir rapidamente nossa tecnologia e nossa forma de encarar a exploração espacial, não como um gasto, mas sim como um investimento necessário a toda humanidade e a perpetuação da sua existência.

A única salvação verdadeira para humanidade e para o planeta terra, é que seja possível o ser humano habitar outros planetas, seja localizando planetas parecidos com a terra ou mudando planetas sem condições para a vida em planetas habitáveis e isso só será possível com gente morando nesses planetas, como será o caso do Marte. O ser humano com a sua engenhosidade, aprendeu a mudar o ambiente a sua volta e assim deixou de ser nômade e da mesma forma teremos que aprender a mudar os mundos, sistemas, galáxias e o universo a nossa volta.

Espero que tenham gostado do meu primeiro texto.
Obrigado à todos!
Até a Próxima!


Pesquisar mais textos:

Érico da Silva Kaercher

Título:Futuro da Tecnologia, Qual o Limite?

Autor:Érico da Kaercher(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios