Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Outros > Corte a unha do bebê sem levar o dedo junto

Corte a unha do bebê sem levar o dedo junto

Categoria: Outros
Visitas: 4
Comentários: 4
Corte a unha do bebê sem levar o dedo junto

Cortar e lixar as unhas do bebê é muito importante para evitar que ele se machuque seriamente com arranhões e cortes um pouco mais profundos. Alguns bebês já nascem com as unhas compridas, o que apavora os pais já que ainda são muito frágeis e as unhas grandes podem machucá-los na pele ou até mesmo nos olhos. Há quem indique uma maneira bem mais “natural” de acabar com este problema nos primeiros dias de vida. Para estas pessoas, como as unhas são bem moles e esfareladas, o indicado é que com as próprias mãos o adulto retire o excesso da unha já que ele sai facilmente. Porém o mais comum e aconselhado é o uso de utensílios de corte como tesouras ou cortadores de unhas específicas para bebês. Essas peças têm as pontas arredondadas para evitar também que machuquem a criança.

Há crenças infundadas de que não se deve cortar as unhas dos bebês recém-nascidos. Isso é mito, não há nenhuma contra-indicação. Para realizar o corte, o ideal é que dois adultos possam fazer a tarefa, evitando que o bebê se mexa e se machuque. Enquanto um adulto segura a criança, o outro faz o corte unha a unha. Agindo em dupla a tarefa se torna bem mais fácil e segura para a recém-nascido.

Também é possível cortar as unhas do pequeno sozinho, sem o auxílio de outro amigo ou familiar. Nesse caso, o mais indicado é que a tarefa seja realizada quando o bebê estiver dormindo ou mamando. Enquanto está dormindo dificilmente se dará conta do que está se passando e o corte é feito com tranquilidade. Na hipótese de cortar as unhas enquanto a criança está mamando, a vantagem é que o bebê está entretido na alimentação e mais calmo e próximo à mãe.

É importante observar ao cortar as unhas das crianças pequenas que é difícil cortá-las no formato arredondado em virtude da pele estar muito junta à unha. Logo, o corte fica mais quadrado e as pontinhas podem ser cortadas com o auxílio dos cortadores anatômicos. Ou como algumas mães fazem, retirar esses excessos com a boca. Para essas mães, a boca da mamãe será recebida pelo bebê como um ato de carinho e sua sensibilidade facilitará esses pequenos aparos. Porém é fundamental fazer a higiene bucal antes de testar essa possibilidade e depois é necessário lavar bem as mãos da criança. O mais indicado, entretanto, é mesmo é usar os cortadores específicos, pois como se trata de região frágil pode ocorrer inflamação no local, caso seja muito forçado. Muitos cortadores de unhas para bebês trazem acoplados a eles uma lupa que facilita uma melhor visualização da unha da criança. Essas peças são facilmente encontradas em lojas especializadas em produtos de bebês ou farmácias.

Essa tarefa deverá ser repetida semanalmente nas unhas das mãos e quinzenalmente nas unhas do pé, pois o crescimento é bastante rápido. Caso à mãe falte coragem de realizar esta tarefa, nas primeiras semanas ao invés de cortar as unhas, elas podem ser somente lixadas e, a partir de trinta dias, o indicado é cortá-las com um utensílio adequado, lixando as pontinhas, se necessário. Caso as unhas sejam cortadas quando a criança está acordada, é normal que se agite e chore, contudo isso não é motivo para desespero da mãe. Aguarde que ela fique mais calma ou que adormeça, que é o mais comum e indicado.


Rosana Fernandes

Título: Corte a unha do bebê sem levar o dedo junto

Autor: Rosana Fernandes (todos os textos)

Visitas: 4

797 

Imagem por: quinn.anya

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 4 )    recentes

  • Briana AlvesBriana

    28-07-2014 às 06:23:11

    Muito boa as dicas de como cortar as unhas do bebê para que este mesmo não se prejudique. Penso que seja bem delicado e todo o cuidado deve ser feito.

    ¬ Responder
  • Carla HortaCarla Horta

    16-09-2012 às 22:39:16

    Cortar as unhas dos bebés pode ser uma verdadeira aventura. O ideal é cortar quando eles estão a dormir de forma a que eles não se mexam quando o faz. Um pequeno descuido pode ser perigoso, pelo que é necessário ter muito cuidado.

    ¬ Responder
  • elidaelida

    31-05-2012 às 19:49:18

    Me ajudem onten cortei a unha do meu filho de 5 meses. E acabei cortando o dedo dele e agora esta inflamado. O que eu faço...????

    ¬ Responder
  • JulianaJuliana

    12-01-2011 às 14:18:42

    Me ajudem meu filinho de 5 anos está com a unha do dedinho da mão muito inflamada, gostaria de saber qual melhor pomada indicada, ou se vou ter que levÀ-lo na pediatra,
    att
    Juliana

    ¬ Responder

Comentários - Corte a unha do bebê sem levar o dedo junto

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Martelos e marrettas

Ler próximo texto...

Tema: Ferramentas
Martelos e marrettas\"Rua
Os martelos e as marretas são, digamos assim, da mesma família. As marretas poderiam apelidar-se de “martelos com cauda”. Elas são bastante mais robustas e mantêm as devidas distâncias: o cabo é maior.

Ambos constituem, na sua génese, amplificadores de força destinados a converter o trabalho mecânico em energia cinética e pressão.

Com origem no latim medieval martellu, o martelo é um instrumento utilizado para “cacetear” objectos, com propósitos vários, pelo que o seu uso perpassa áreas como o Direito, a medicina, a carpintaria, a indústria pesada, a escultura, o desporto, as manifestações culturais, etcétera, variando, naturalmente, de formas, tamanhos e materiais de composição.

A diversidade dos martelos é, realmente, espantosa. O mascoto, por exemplo, é um martelo grande empregue no fabrico de moedas. Com a crise económica que assola o mundo actualmente, já se imaginam os governantes, a par dos banqueiros, de martelo em punho para que não falte nada às populações…

Há também o marrão que, mais do que o “papa-livros” que tira boas notas a tudo, constitui um grande martelo de ferro, adequado para partir pedra. Sempre poupa trabalho à pobre água mole…

O martelo de cozinha serve para amaciar carne. Daquela que se vai preparar, claro está, e não da de quem aparecer no entretanto para nos martelar a paciência…!

Já no âmbito desportivo, o lançamento do martelo representa uma das provas olímpicas, tendo sido recentemente adoptado na modalidade feminina. Imagine-se se, em vez do martelo, se lançasse a marreta… seria, certamente, mesmo sem juiz nem tribunal, a martelada que sentenciaria a sorte, ou melhor, o azar de alguém!

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:Martelos e marrettas

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Imagem por: quinn.anya

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios