Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Saúde > Quanto tempo dura uma relação sexual ?

Quanto tempo dura uma relação sexual ?

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Saúde
Visitas: 2
Comentários: 1
Quanto tempo dura uma relação sexual ?

Falar em sexo é sempre bom, ajuda a derrubar certos tabus que ainda existem. Vivemos numa época em que o sexo deixou de ser assunto tido como pecado da carne. Ora, como pode ser pecado algo que mais que prazer é um ato gerador da vida?

Mesmo com tanta discussão sobre sexo, quando é para falar de nós, da nossa intimidade, ficamos um pouco tímidos, o que é bastante normal considerando que nesse caso estamos falando de algo que pertence a nossa intimidade, porém, mesmo assim é bom não nos prendermos a velhos padrões e estarmos abertos ao assunto que faz parte das nossas vidas.

Existem muitos questionamentos no que diz respeito a relação sexual como; tamanho e diâmetro do pênis, se a vagina é larga ou apertada, onde fica o ponto G, sexo oral, sexo anal, opção sexual e quanto tempo dura uma relação sexual, são alguns deles.
Vamos nos voltar para: Quanto tempo dura uma relação sexual?

Numa Universidade da Pensilvãnia, pesquisadores realizaram uma pesquisa que indicou um tempo de três a treze minutos para a relação sexual. Embora respeite as pesquisas, não há motivos para preocupações, cada um tem seu próprio ritmo, o tempo nem sempre é sinônimo de qualidade, as vezes, uma transa rapidinha pode ser muito prazerosa, depende da llibido, do desejo naquele momento e se ambos estão a fim da mesma coisa.

Cabe dizer aos homens, que apenas a penetração e o toque no clitóris não levam a mulher ao gozo, quando a ciência informou que o clitóris é fonte do prazer feminino, não quis dizer para limitar-se a isso. As preliminares, as carícias, o beijo faz com que os parceiros se conheçam mais intimamente levando a uma entrega maior.

O tempo ideal de uma relação sexual, não deve ser formada por padrões mas sim pelos sentidos, pelas sensações, a saúde fisíca e o estado psicológico, contam muito. A ansiedade, as preocupações com o cotidiano, devem ser deixados de lado na hora do sexo, pois podem atrapalhar na qualidade levando o homem a até ter uma ejaculação precoce ou falhar. Já a mulher, precisa sentir-se à vontade, desejada, seduzida, envolvida no ato e não um objeto de prazer.

O que mais importa no tempo em que dura uma relação sexual é compartilhar o prazer que se sente com o outro, entendendo que cada um deve estimular o parceiro a sentir o prazer do orgasmo.


Sílvia Baptista

Título: Quanto tempo dura uma relação sexual ?

Autor: Sílvia Baptista (todos os textos)

Visitas: 2

761 

Imagem por: Katie Tegtmeyer

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 1 )    recentes

  • Joel AntonioJoel Antonio

    17-05-2010 às 03:02:47

    Prezados
    Gostei muito dos artigos publicados neste sitio da net, tbem queria reber artigos novos e formular ulgumas pergunats.
    Obrigado

    ¬ Responder

Comentários - Quanto tempo dura uma relação sexual ?

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Autobiografia de Alice B. Toklas, de Gertrude Stein, pela primeira vez em Portugal

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Literatura
Autobiografia de Alice B. Toklas, de Gertrude Stein, pela primeira vez em Portugal\"Rua
Gertrude Stein foi uma escritora de peças de teatro, de peças de opera, de ficção, de biografia e de poesia, nascida nos Estados Unidos da América, e escreveu a Autobiografia de Alice B. Toklas, vestindo a pele, e ouvindo pela viva voz da sua companheira de 25 anos de vida, os relatos da historia de ambas, numa escrita acessível, apresentando situações caricatas ou indiscretas de grandes vultos da arte e da escrita da sua época. Alice B. Toklas foi também escritora, apesar de ter vivido sempre um pouco na sombra de Stein. Apesar de ambas terem crescido na Califórnia, apenas se conheceram em Paris, em 1907.


Naquela altura, Gertrude vivia há quatro anos com o seu irmão, o artista Leo Stein, no numero 27 da rue de Fleurus, num apartamento que se tinha transformado num salão de arte, recebendo exposições de arte moderna, e divulgando artistas que viriam a tornar-se muito famosos. Nestes anos iniciais em Paris, Stein estava a escrever o seu mais importante trabalho de início de carreira, Three Lives (1905).


Quando Gertrude e Alice se conheceram, a sua conexão foi imediata, e rapidamente Alice foi viver com Gertrude, tornando-se sua parceira de escrita e de vida. A casa, como se referiu atrás, tornou-se um local de reunião para escritores e artistas da vanguarda da época. Stein ajudou a lançar as carreiras de Matisse, e Picasso, entre outros, e passou a ser uma espécie de teórica de arte, aquela que descrevia os trabalhos destes artistas. No entanto, a maior parte das críticas que Stein recebia, acusavam-na de utilizar uma escrita demasiado densa e difícil, pelo que apenas em 1933, com a publicação da Autobiografia de Alice B. Toklas, é que o trabalho de Gertrude Stein se tornou de facto reconhecido e elogiado.


Alice foi o apoio de Gertrude, foi a dona de casa, a cozinheira, grande cozinheira aliás, vindo mais tarde a publicar algumas das suas receitas, e aquela que redigia e corrigia o que Gertrude lhe ditava. Assim, Toklas fundou uma pequena editora, a Plain Editions, onde publicava o trabalho de Gertrude. Aliás, é reconhecido nesta Autobiografia, que o papel de Gertrude, no casal, era o de marido, escrevendo e discutindo arte com os homens, enquanto Alice se ocupava da casa e da cozinha, e de conversar sobre chapéus e roupas com as mulheres dos artistas que visitavam a casa. Depois da morte de Gertrude, Alice continuou a promover o trabalho da sua companheira, bem como alguns trabalhos seus, de culinária, e um de memórias da vida que ambas partilharam.


Assim, este livro que inspirou o filme “Meia noite em Paris”, de Woody Allen, é um livro a não perder, já nas livrarias em Portugal, pela editora Ponto de Fuga.

Pesquisar mais textos:

Liliana Félix Leite

Título:Autobiografia de Alice B. Toklas, de Gertrude Stein, pela primeira vez em Portugal

Autor:Liliana Félix Leite(todos os textos)

Imagem por: Katie Tegtmeyer

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios