Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Saúde > Sepse: A doença que mais mata no mundo! Como se proteger?

Sepse: A doença que mais mata no mundo! Como se proteger?

Categoria: Saúde
Sepse: A doença que mais mata no mundo! Como se proteger?

Nos últimos anos, a sepse foi registrada como a maior causa de mortes entre individuos internados em hospitais espalhados por todo o globo terrestre. Os dados epidemiológicos mostraram que o número de casos da doença poderá ultrapassar 1 bilhão até 2020.


A sepse, também conhecida como “infecção generalizada” é considerada uma síndrome metabólica gerada pela resposta inflamatória natural do organismo após contato com microrganismos como vírus, fundos ou bactérias. Porém, o sistema imunológico age de forma intensa, provocando uma resposta infamatória exagerada aos agentes infecciosos, a expressão exagerada de fatores inflamatórios torna o organismo tóxico, alterando funções fisiológicas básicas para manutenção da vida, podendo levar o paciente a disfunção múltipla de órgãos em poucas horas após o desenvolvimento da síndrome.


A sepse é uma doença altamente incapacitante, provoca distúrbios neurológicos graves, lesiona órgãos e gera quadros infecciosos graves recorrentes em quem já teve a doença. O diagnóstico é baseado na avaliação de disfunções orgânicas cardiorrespiratórios e neurológicos, exames laboratoriais confirmam e identificam o nível da disfunção, enquanto exames microbiológicos apontam o agente causador.


As maiores vítimas são pessoas que possuem doenças preexistes como Diabetes, doenças renais, cardíacas, consequentemente a junção desses problemas, levam os idosos a serem os mais atingidos, porém, qualquer pessoa que possua esses fatores de risco correm o risco de permanecerem internados, a internação tem grande relação com os casos de sepse que atinge em média 80% dos pacientes nessas condições.


Com base nas doenças preexistes, é importante lembrar que a má alimentação e a falta de exercício físico são as principais causas de doenças do coração, inicialmente através do aumento do colesterol, triglicérides até a geração de placa aterosclerótica, o diabete tipo 2 sob influência de fatores genéticos também pode ser desenvolvido paralelamente ou consequentemente pelo mesmo mecanismo das doenças do coração, assim como os problemas renais.


A combinação da tendência mundial ao desenvolvimento de doenças por maus hábitos juntamente com o fenômeno de envelhecimento mundial e a realidade que a sepse apresenta hoje, são considerados uma ameaça tão grande a saúde púbica e a economia dos países, que congressos internacionais buscam soluções para minimizar futuros impactos tendenciais.


Viviane Silva

Título: Sepse: A doença que mais mata no mundo! Como se proteger?

Autor: Viviane Silva (todos os textos)

Visitas: 0

0 

Comentários - Sepse: A doença que mais mata no mundo! Como se proteger?

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Secretária em vidro

Ler próximo texto...

Tema: Mobiliário
Secretária em vidro\"Rua
A maior parte das casas tem um escritório para fazer os trabalhos relativos Á profissão ou outros. È uma divisão extremamente necessária para as pessoas se recolherem a trabalhar. Por isso o escritório deve ser um local com conforto e agradável. O ambiente torna-se extremamente importante para o recolhimento necessário e a concentração que certos trabalhos exigem. Se não se tiver no local de trabalho tem de construir-se em casa.

Em todas as profissões é útil ter uma secretária para colocar um computador portátil. Livros e outros acessórios. É uma peça de mobiliário que não se dispensa de forma nenhuma. Desde sempre que foi indispensável na escola, no escritório, na empresa. A sua funcionalidade é como a do computador que praticamente não se dispensa. Para onde se vá leva-se o computador portátil a servir de complemento.

No que diz respeito à secretária ela exige um bom material e design bonito. E de facto há secretárias muito belas desde o seu modelo ao material e design. Por exemplo uma secretária em vidro fica muito bem num escritório amplo de uma vivenda ou numa empresa particular bem decorada. Pode colocar-se também num pequeno escritório de um apartamento ou numa sala especial e decorada a gosto. Há quem prefira ter uma secretária num espaço pequeno especificamente para trabalho. Deste modo concentra-se mais nele e não pensa no que tem para fazer em casa. Ou seja, dá mais prioridade ao que eventualmente tenha que fazer numa secretária. Para além de ajudar a decorar e embelezar o espaço onde se coloca dá um certo ar de charme e gramou num ambiente. Se este for decorado com objectos bonitos de decoração e uma estante para livros dá um ar mais intelectual ao ambiente. Deste modo mais propício para o recolhimento.

Não é por acaso que muita gente prefere o seu escritório para passar as horas que dispõe no seu quotidiano ou fins – de - semana. É um local propício a pensar mais nos projectos, no trabalho e nos encargos da vida. Deste modo cada divisão da casa tem uma funcionalidade diferente e um ar distinto dos restantes.

Não quer dizer que uma secretária em vidro não fique adaptada noutro local que não seja para o trabalho de estudantes ou outros, ela pode ainda adaptar-se para embelezar ou harmonizar espaços que estejam por preencher numa casa maior ou outro local. Sem dúvida que a secretária em vidro não vai deixar mal nenhum espaço onde se coloque.

Pesquisar mais textos:

Teresa Maria Batista Gil

Título:Secretária em vidro

Autor:Teresa Maria Gil(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Rua DireitaRua Direita

    20-04-2014 às 15:52:38

    Fantástico texto! A Rua Direita agradece!

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios