Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Saúde > Health Club doméstico... dá saúde

Health Club doméstico... dá saúde

Categoria: Saúde
Visitas: 4
Comentários: 1
Health Club doméstico... dá saúde

Hoje em dia ouve-se falar muito da saúde e dos cuidados que lhe devemos despender. Na atarefação diária, com mil e uma tarefas realizar, pouco tempo e espaço sobram para que as pessoas recordem e estimem o mais valioso bem que possuem: a saúde.

Normalmente, ela não é valorizada, sendo apenas alvo de reconhecimento e saudade nostálgica quando se encontra debilitada ou comprometida. Pois é, geralmente não se liga àquilo que se tem como garantido, mas a verdade é que, de um momento para o outro, se pode perdê-lo. E nestas questões de saúde, como aliás em todas as áreas da vida, «mais vale prevenir do que remediar» …

No meio do frenesim quotidiano acaba por ficar no esquecimento o que é essencial, sem pensar que, adoecendo, o que se projectou tem de ser adiado, se não mesmo anulado. Se se fazem planos para tanta coisa exterior e perfeitamente supérflua e/ou dispensável, porque não elaborar e seguir um plano de saúde (mensal, bimestral, anual), que inclua um check up completo, nomeadamente a partir de certa idade? Se se leva o carro à oficina para a revisão, porque descurar a “máquina” interna? Na realidade, é ela que nos move… É pena o Ministério da Saúde ainda não ter implementado a obrigatoriedade de realizar inspecções aos indivíduos análogas às dos veículos automóveis.

Quanto mais não fosse pelo receio da aplicação de alguma coima, as pessoas seriam forçadas a velar por si. Para além de que precaver a doença subentende poupança em duas vertentes fundamentais: por um lado, economiza-se dinheiro nos remédios, por outro, e mais importante, livra-se o organismo da intoxicação medicamentosa. Se a isto se somarem os dias de não absentismo ao trabalho ou à escola, os tempos de lazer gozados, as dores evitadas, e os demais benefícios, conclui-se facilmente que saúde potencia saúde.

E pequenos gestos, como guardar tampas de garrafas ou reciclar os resíduos domésticos, também são geradores de mais e melhor saúde para todos. Se a acumulação e a entrega das tampas de plástico a determinadas empresas as leva a fornecer cadeiras de rodas a gente desfavorecida, a reciclagem contribui, para lá de todas as vantagens ambientais, para o combate ao cancro, por exemplo, através da compra de unidades móveis de rastreio. É caso para dizer que, nestas circunstâncias, “dar uma tampa” nada tem de pernicioso; pelo contrário, trata-se de salvar vidas humanas!

A Organização Mundial de Saúde (OMS) define o conceito de saúde como sendo o «estado de total bem-estar físico, psíquico e social». Alguns talvez acrescentassem o plano espiritual ou outros eventuais. Seja como for, o que interessa é ter saúde para “dar e vender”. Nesta perspectiva, que tal instituir um Health Club lá em casa, com alimentação saudável, descanso conveniente, diversão q.b., caminhadas diárias de 30 minutos, …?



Maria Bijóias

Título: Health Club doméstico... dá saúde

Autor: Maria Bijóias (todos os textos)

Visitas: 4

630 

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 1 )    recentes

  • Daniel VitorinoDaniel Vitorino

    26-09-2012 às 16:50:32

    Concordo. A saúde é o melhor que temos, e quando não temos faz-nos muita falta. É sempre melhor cuidar do que se tem do que tentar reparar o que já não se tem.

    ¬ Responder

Comentários - Health Club doméstico... dá saúde

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Futuro da Tecnologia, Qual o Limite?

Ler próximo texto...

Tema: Informática
Futuro da Tecnologia, Qual o Limite?\"Rua
Futuro da Tecnologia, Qual o Limite?

Bom, Não é de hoje que tecnologia vem surpreendendo a todos nós com grandes revoluções e os custos que diminuem cada vez mais.
Hoje em dia é comum ver crianças com smarthphones com tecnologia que a 10 anos atrás nem o celular mais moderno e caro do mercado tinha.
Com isso surgiram sugiram vários profetas da tecnologia e visionários, tentando prever qual será o próximo passo.

E os filmes retratam bem esse tema e usam essa formula que atrai a curiosidade das pessoas.
Exemplos:

Minority report - A nova lei de 2002 (Imagem)

Transcendence de 2014

Em Transcendence um tema mais conspiratório, onde um ser humano transcende a uma consciência artificial e assim se torna imortal e com infinita capacidade de aprendizagem.
Vale a pena ver tanto um quanto o outro filme. Algumas tecnologias de Minority Report, como utilizar computadores com as mãos (caso do kinect do Xbox 360 e One) e carros dirigidos automaticamente, já parecem bem mais próximo do que as tecnologias vistas em Transcendence, pois o foco principal do mesmo ainda é um tema que a humanidade engatinha, que é o cérebro humano, a máquina mais complexa conhecida até o momento.

Eu particularmente, acredito que em alguns anos teremos realmente, carros pilotados automaticamente, devido ao investimento de gigantes como o Google e o Baidu nessa tecnologia.

Também acho que o inicio da colonização de Marte, vai trazer grandes conquistas para humanidade, porém grandes desafios, desafios esses que vão nos obrigar a evoluir rapidamente nossa tecnologia e nossa forma de encarar a exploração espacial, não como um gasto, mas sim como um investimento necessário a toda humanidade e a perpetuação da sua existência.

A única salvação verdadeira para humanidade e para o planeta terra, é que seja possível o ser humano habitar outros planetas, seja localizando planetas parecidos com a terra ou mudando planetas sem condições para a vida em planetas habitáveis e isso só será possível com gente morando nesses planetas, como será o caso do Marte. O ser humano com a sua engenhosidade, aprendeu a mudar o ambiente a sua volta e assim deixou de ser nômade e da mesma forma teremos que aprender a mudar os mundos, sistemas, galáxias e o universo a nossa volta.

Espero que tenham gostado do meu primeiro texto.
Obrigado à todos!
Até a Próxima!


Pesquisar mais textos:

Érico da Silva Kaercher

Título:Futuro da Tecnologia, Qual o Limite?

Autor:Érico da Kaercher(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios