Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Saúde > A importância dos primeiros dentes

A importância dos primeiros dentes

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Saúde
Visitas: 2
Comentários: 1
A importância dos primeiros dentes

Os cuidados com a higiene de gengivas, dentes e língua dos bebês vão determinar a saúde bucal da criança e prepará-la para permanecer saudável na vida adulta. Isto significa dizer que a limpeza da boca deve iniciar desde nascido e não descuidar quando do aparecimento dos dentes de leite, também conhecidos por temporários ou decíduos.

Esta primeira dentição, que soma em torno de vinte dentes, é responsável pelo desenvolvimento e aperfeiçoamento da mastigação. Nela, estão presentes os incisivos, cuja função é cortar; os caninos, desenhados para rasgar, e aqueles responsáveis pela trituração, o grupo dos molares. Todos devem cumprir suas tarefas até serem substituídos pelos dentes permanentes.

Além da mastigação, os dentes temporários também são responsáveis pela constituição dos ossos do rosto, incluindo a arcada dentária. Eles contribuem ainda para as funções da fala, ajudando na perfeita articulação dos sons, e vão orientar a direção e o espaço que serão tomados por seus substitutos.

Todas estas funções, portanto, são prejudicadas quando a criança sofre uma perda precoce, ou é vítima de infeções. No primeiro caso, a ausência súbita e demorada do dente temporário, além de afetar a estética do sorriso, facilita a ocorrência de oclusões defeituosas na segunda dentição, afetando, algumas vezes, o desenvolvimento psicológico.

A boa escovação, com produtos apropriados, geralmente é suficiente para garantir a saúde bucal, o que não exclui visitas periódicas ao dentista, a fim de certificar que a manutenção dos dentes de leite está ocorrendo correta e satisfatoriamente.

Assim como os dentes permanentes dependem da conservação saudável dos temporários, os primeiros dentes também dependem dos cuidados na fase anterior ao seu nascimento. Nessa fase, é preciso cuidar da limpeza da boca do bebê, para evitar a proliferação de bactérias e indesejáveis infeções. A limpeza dos lábios, língua e gengiva deve ocorrer com freqüência, sobretudo ao amanhecer e na hora de dormir. Os métodos de limpeza devem ser orientados pelo pediatra, que decidirá a melhor forma de fazer a higiene sem afetar a saúde geral do bebê, que pode ter problemas de alergia com determinados produtos.

Acompanhe ativamente a história bucal do seu filho, garantindo-lhe a saúde. Não ouça idéias falsas que circulam sobre os dentes de leite, principalmente aquelas que diminuem sua importância, incutindo erroneamente o princípio de que, por serem temporários, não afetam a criança e o adulto. Antes, considere seriamente o ditado corrente: “a saúde começa pela boca”.




Hediene

Título: A importância dos primeiros dentes

Autor: Hediene Hediene (todos os textos)

Visitas: 2

674 

Imagem por: Ashie B

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 1 )    recentes

  • Gabriel henriqueGabriel henrique

    21-03-2011 às 13:08:22

    Olá gostaria de saber se o primeiro dente em bebê da alergia, pois quando surgiu os primeiros dentinhos em minha filhinha apareceu um monte de alergia será que isso esta relacionado com os dentes ?

    ¬ Responder

Comentários - A importância dos primeiros dentes

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Martelos e marrettas

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Ferramentas
Martelos e marrettas\"Rua
Os martelos e as marretas são, digamos assim, da mesma família. As marretas poderiam apelidar-se de “martelos com cauda”. Elas são bastante mais robustas e mantêm as devidas distâncias: o cabo é maior.

Ambos constituem, na sua génese, amplificadores de força destinados a converter o trabalho mecânico em energia cinética e pressão.

Com origem no latim medieval martellu, o martelo é um instrumento utilizado para “cacetear” objectos, com propósitos vários, pelo que o seu uso perpassa áreas como o Direito, a medicina, a carpintaria, a indústria pesada, a escultura, o desporto, as manifestações culturais, etcétera, variando, naturalmente, de formas, tamanhos e materiais de composição.

A diversidade dos martelos é, realmente, espantosa. O mascoto, por exemplo, é um martelo grande empregue no fabrico de moedas. Com a crise económica que assola o mundo actualmente, já se imaginam os governantes, a par dos banqueiros, de martelo em punho para que não falte nada às populações…

Há também o marrão que, mais do que o “papa-livros” que tira boas notas a tudo, constitui um grande martelo de ferro, adequado para partir pedra. Sempre poupa trabalho à pobre água mole…

O martelo de cozinha serve para amaciar carne. Daquela que se vai preparar, claro está, e não da de quem aparecer no entretanto para nos martelar a paciência…!

Já no âmbito desportivo, o lançamento do martelo representa uma das provas olímpicas, tendo sido recentemente adoptado na modalidade feminina. Imagine-se se, em vez do martelo, se lançasse a marreta… seria, certamente, mesmo sem juiz nem tribunal, a martelada que sentenciaria a sorte, ou melhor, o azar de alguém!

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:Martelos e marrettas

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Imagem por: Ashie B

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios