Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Saúde > O Sol e a Pele

O Sol e a Pele

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Saúde
O Sol e a Pele

Um dia destes resolvi fazer um passeio pelo campo. A previsão meteorológica para o dia escolhido era porém desanimadora, chuva. Detesto chuva e fiquei à espera que o temo mudasse de ideias, mas a noite anterior desanimou-me bastante, porque mesmo em pleno verão caiu um verdadeiro peso de água. Esperei pela manhã, acho que nem dormi convenientemente e ao fim de muito esperar, sim, porque isto de esperar acordado enquanto os outros dormem leva tempo… mas enfim, o dia lá acordou, envergonhado, sombrio…

Pela manhã caía um chuvisco miúdo mas nem isso me desmotivou, preparei tudo, roupa confortável, calçado apropriado para quem quer andar uns quantos Kms, água em abundância, porque tenho o trauma da falta de água, comida… olhei para a prateleira onde estavas o protetor solar… Fator de proteção 30… hum… nem pensar, eles dizem que vai chover, além disso a minha pele nem costuma queimar, vamos embora para esse passeio que a serra espera por mim!!!

O dia começou sereno, cheguei ao local com duas amigas, elas sim preparadas até com protetor solar, mas eu não sou dessas “mariquices”, e lá fomos nós serra adiante, máquinas fotográficas em punho, e se a paisagem era convidativa… fizemos algumas pausas para repor as energias, também para comer qualquer coisa… o chuvisco tinha ido embora há tempo e agora o sol já brilhava no céu azul… fantástico… o dia perfeito, direi… e lá continuámos andando, conversando, colhendo amoras.

O estômago porém estava já a dar horas e tivemos que procurar uma sombra, o que a esta hora não estava a ser nada fácil, mas o impossível não existe e encontrámos uma bela sombra e uma pedras jeitosas para nos servirem de acentos… e lá almoçamos umas iguarias deliciosas que não fui eu quem fez…

Por esta hora uma das minhas amigas já me disse, tens esse ombro a ficar vermelho… queres protetor solar? Embora tardia a ideia era fantástica, mas eu… não! Isto é a marca da mochila… e lá fomos nós colhendo amoras à torreira… e continuámos e terminamos mesmo os nossos quinze Quilómetros sem pestanejar… Agora sim, o tom rosado da pele tinha-se generalizado… mas aquilo ainda não era nada…

Já em casa, um belo duche, delicioso e merecido, mas a água ao contrário do habitual não podia estar muito quente… terminado o banho, surpresa!!! Escaldão! E esta hem? Não será que mais vale a pena prevenir do que remediar?


Ana Sebastião

Título: O Sol e a Pele

Autor: Ana Sebastião (todos os textos)

Visitas: 0

602 

Comentários - O Sol e a Pele

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Autobiografia de Alice B. Toklas, de Gertrude Stein, pela primeira vez em Portugal

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Literatura
Autobiografia de Alice B. Toklas, de Gertrude Stein, pela primeira vez em Portugal\"Rua
Gertrude Stein foi uma escritora de peças de teatro, de peças de opera, de ficção, de biografia e de poesia, nascida nos Estados Unidos da América, e escreveu a Autobiografia de Alice B. Toklas, vestindo a pele, e ouvindo pela viva voz da sua companheira de 25 anos de vida, os relatos da historia de ambas, numa escrita acessível, apresentando situações caricatas ou indiscretas de grandes vultos da arte e da escrita da sua época. Alice B. Toklas foi também escritora, apesar de ter vivido sempre um pouco na sombra de Stein. Apesar de ambas terem crescido na Califórnia, apenas se conheceram em Paris, em 1907.


Naquela altura, Gertrude vivia há quatro anos com o seu irmão, o artista Leo Stein, no numero 27 da rue de Fleurus, num apartamento que se tinha transformado num salão de arte, recebendo exposições de arte moderna, e divulgando artistas que viriam a tornar-se muito famosos. Nestes anos iniciais em Paris, Stein estava a escrever o seu mais importante trabalho de início de carreira, Three Lives (1905).


Quando Gertrude e Alice se conheceram, a sua conexão foi imediata, e rapidamente Alice foi viver com Gertrude, tornando-se sua parceira de escrita e de vida. A casa, como se referiu atrás, tornou-se um local de reunião para escritores e artistas da vanguarda da época. Stein ajudou a lançar as carreiras de Matisse, e Picasso, entre outros, e passou a ser uma espécie de teórica de arte, aquela que descrevia os trabalhos destes artistas. No entanto, a maior parte das críticas que Stein recebia, acusavam-na de utilizar uma escrita demasiado densa e difícil, pelo que apenas em 1933, com a publicação da Autobiografia de Alice B. Toklas, é que o trabalho de Gertrude Stein se tornou de facto reconhecido e elogiado.


Alice foi o apoio de Gertrude, foi a dona de casa, a cozinheira, grande cozinheira aliás, vindo mais tarde a publicar algumas das suas receitas, e aquela que redigia e corrigia o que Gertrude lhe ditava. Assim, Toklas fundou uma pequena editora, a Plain Editions, onde publicava o trabalho de Gertrude. Aliás, é reconhecido nesta Autobiografia, que o papel de Gertrude, no casal, era o de marido, escrevendo e discutindo arte com os homens, enquanto Alice se ocupava da casa e da cozinha, e de conversar sobre chapéus e roupas com as mulheres dos artistas que visitavam a casa. Depois da morte de Gertrude, Alice continuou a promover o trabalho da sua companheira, bem como alguns trabalhos seus, de culinária, e um de memórias da vida que ambas partilharam.


Assim, este livro que inspirou o filme “Meia noite em Paris”, de Woody Allen, é um livro a não perder, já nas livrarias em Portugal, pela editora Ponto de Fuga.

Pesquisar mais textos:

Liliana Félix Leite

Título:Autobiografia de Alice B. Toklas, de Gertrude Stein, pela primeira vez em Portugal

Autor:Liliana Félix Leite(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios