Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Saúde > O que é o herpes?

O que é o herpes?

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Saúde
Visitas: 2
O que é o herpes?

É bastante comum ouvirmos pessas queixarem-se de que sofrem de herpes, em especial nalgumas épocas do ano.Para além de ser bastante desagradável é inestético e causa ardor e desconforto.Trata-se de uma infecção provocada por um vírus, denominado de Herpesvirus hominis. É ácilmente reconhecível e manifesta-se por uma erupção cutânea de alguns centímetros quadrados.

Normalmente aparece repentinaente, depois de algumas horas de prurido, sob a forma de uma erupção de vesículas, sobre uma pele avermelhada.Quando rebenta deita um líquido transparente, formando uma crosta amarelada.

Estas lesões podem eventualmente aparecer várias vezes na vida, ou nalguns casos periódicamente, em especial na boca. O motivo pode estar associado a uma exposição solar, a uma cnstipação ou após o ciclo menstrual da mulher.




Por vezes o herpes manifesta recorrência devido ao facto de o organismo não ter protecção imunitária reactivando muitas vezes, sob o efeito de um estímulo, no entanto, o herpes não aparece só nos lábios. Pode manifestar-se também noutras regiões do corpo.

O herpes labial, localiza-se na cara, lábios e olhos, devido a uma infecção infantil. o genital verifica-se geralmente no adulto jovem, no decurso de uma relação sexual infectante.Este pode ainda estender-se ás nádegas e parte superior das coxas.

É considerado uma doença sexualmente transmissível tal como o HIV ou outra infecção de modo que é necessário identificar o seu parceiro, para fazer tratamento. Este é potencialmente recorrente e no caso de uma mulher grávida, passa para o fecto. A criança é assim contaminada, provocando infecção cerebral e consequentemente a morte.

A repetição destes surtos aumenta as possiblidades de cancros genitais da mulher.

É necessário tomar certas precauções e evitar andar ao sol, no período de calor intenso, para não contraír gripes e herpes.

A cura do herpes labial sobrevém em poucos dias, aplicando uma pomada local para o efeito. Não se deve tocar nunca para não propagar a infecção. Depois de eliminadas as crostas, estas não deixam cicatriz.

As infecções virais, como herpes ou outras doenças venéreas estão actualmente em recrudescência, por serem ainda mal conhecidas, apesar de tudo há hoje bastante arsenal terapêutico para banir estas infecções, tão desagradáveis.

Deste modo toda a lesão ou ferida que apareça na cara ou no corpo, deve ser sempre considerada suspeita e exige uma consulta ao dermatologista.


Teresa Maria Batista Gil

Título: O que é o herpes?

Autor: Teresa Maria Gil (todos os textos)

Visitas: 2

677 

Comentários - O que é o herpes?

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

A arte de trabalhar a madeira

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Serviços Construção
A arte de trabalhar a madeira\"Rua
A carpintaria constitui, digamos assim, a arte de trabalhar a madeira. É claro que, de acordo com o produto final, se percebe bem que uns carpinteiros são mais artistas do que outros…

Às vezes nem se trata tanto dos pormenores, mas mesmo de desvirtuar o que era a ideia inicial e constava da encomenda. Mal comparado, quase se assemelha à situação daquela aspirante a costureira que pretendia fazer uma camisola para o marido e, no fim, saíram umas calças!

Na construção civil, a madeira é utilizada para diversos fins, temporários ou definitivos. Na forma vitalícia (esperam os clientes!) incluem-se estruturas de cobertura, esquadrias (portas e janelas), forros, pisos e edifícios pré-fabricados.

Quase todos os tipos de madeira podem ser empregues na fabricação de móveis, mas alguns são preferidos pela sua beleza, durabilidade e utilidade. É conveniente conhecer as características básicas de todas as madeiras, como a solidez, a textura e a côr.

Ser capaz de identificar o género de madeira usado na mobília lá de casa pode ajudar a determinar o seu real valor. Imagine-se a possibilidade de uma cómoda velha, que estava prestes a engrossar o entulho para a recolha de lixo, ter sido feita com o que hoje se considera uma madeira rara.

É praticamente equivalente a um bilhete premiado do Euromilhões, dado que se possui uma autêntica relíquia! Nestes casos, a carpintaria entra na área do restauro e da recuperação. Afinal, nem tudo o que é velho se deita fora…

Por outro lado, as madeiras com textura mais fraca são frequentemente manchadas para ganhar personalidade. Aqui há que remover completamente o acabamento para se confirmar a verdadeira natureza da madeira.

É assim também com muita gente: tirando a capa, mostram-se autenticamente. Mas destes, nem um artificie com “bicho-carpinteiro” consegue fazer nada…!

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:A arte de trabalhar a madeira

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Luene ZarcoLuene

    23-09-2014 às 13:23:35

    Uma excelente técnica que penso ser muito bonito e sofisticado. A arte de trabalhar madeira está sempre em desenvolvimento e crescimento.

    ¬ Responder
  • Rua DireitaRua Direita

    01-06-2014 às 05:18:46

    É ótimo o trabalho com a madeira. Pode-se perceber grandes obras que se faz com ela. Realmente, é uma verdadeira arte!
    Cumprimentos,
    Sophia

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios