Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Alimentação > Evite intoxicação alimentar

Evite intoxicação alimentar

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Alimentação
Comentários: 3
Evite intoxicação alimentar

A intoxicação alimentar, também chamada de doença de origem alimentar, é um problema comum, angustiante e, às vezes, com risco de vida para milhões de pessoas em todo o mundo.

As pessoas infetadas com organismos de origem alimentar podem ser assintomáticas ou podem ter sintomas que vão desde o desconforto intestinal leve a fortes diarréias, desidratação e sangramentos graves.Dependendo do tipo de infeção, as pessoas podem mesmo morrer se padecerem de uma intoxicação alimentar. É por isso que é muito importante tomar medidas para prevenir a intoxicação alimentar.Certifique-se que os alimentos de origem animal (como a carne, o leite e os ovos) são completamente cozinhados ou pasteurizados.

O uso de um termómetro é recomendado para averiguar se os alimentos atingiram a temperatura que permite eliminar as bactérias patogénicas.Evite comer carne crua ou mal cozida e os ovos e verifique as datas de expiração em embalagens de carne antes de comprar novamente e antes de preparar. Selecione cuidadosamente e prepare o peixe e o marisco para garantir a sua qualidade e frescura.Se lhe servirem uma carne mal cozida ou ovo num restaurante, reclame a necessidade de ser mais cozinhado.

O melhor nestas ocasiões é pedir um outro prato.Tenha o cuidado de manter estanques os sucos ou gotejamentos de carne crua, aves, mariscos ou ovos que possam contaminar outros alimentos.Não deixe os ovos, carnes, aves, frutos do mar ou leite por longos períodos de tempo à temperatura ambiente. Refrigere e imediatamente as sobras e alimentos preparados com antecedência.Lave as mãos, tábuas e facas de cozinha com sabão antibacteriano e água morna a quente depois de manusear carne crua, aves, frutos do mar ou ovos.

As tábuas e outros utensílios de madeira não são recomendados, pois podem ser mais difíceis de limpar completamente.Evite o consumo de leite não pasteurizado ou alimentos feitos com leite não pasteurizado.Não descongele os alimentos à temperatura ambiente. Descongele-os no frigorífico e utilize-os prontamente. Não volte a congelar alimentos uma vez que foram completamente descongelados. Lave abundantemente os vegetais crus e frutas antes de comer, especialmente aqueles que não serão cozinhados.

Evite comer brotos de alfafa até que a sua segurança possa ser garantida, pois os métodos para descontaminar as sementes de alfafa e brotos estão ainda sob investigação.Beba apenas sumos pasteurizados ou de cidra. Os sumos comercializados com uma vida útil prolongada e que são vendidos à temperatura ambiente (sumos em caixas de papelão, sumos selados a vácuo em recipientes de vidro) foram pasteurizados, embora isso geralmente não seja indicado no rótulo.

Os concentrados de sumo são também suficientemente aquecidos para matar as bactérias.Utilize conservas provenientes de entidades credenciadas. Evite o consumo barato pois pode não ter a qualidade desejada.Se estiver doente, com diarréia ou vómitos, não prepare as refeições para os outros, especialmente crianças, idosos e aqueles com sistemas imunológicos enfraquecidos, pois são mais vulneráveis ​​à infeção.Lave as mãos com sabão após a manipulação de répteis, pássaros, ou após o contato com fezes humanas ou de animais.O leite materno é o mais seguro para alimentação de lactentes jovens.

Amamentar pode prevenir muitas doenças de origem alimentar e outros problemas de saúde.Aqueles indivíduos com alto risco, como mulheres grávidas, pessoas com sistemas imunitários enfraquecidos, bebés e os idosos devem também evitar queijos macios como feta, Brie, Camembert, de pasta azul, e queijo de tipo mexicano.

Os queijos duros, queijos processados, queijo em creme, queijo 'cottage' e iogurtes são alimentos seguros.Finalmente, cozinhe sempre os alimentos até que eles estejam bem quentes, especialmente as sobras ou comida 'fast-food', como um cachorro-quente, por exemplo.


Ruben Duarte

Título: Evite intoxicação alimentar

Autor: Ruben Duarte (todos os textos)

Visitas: 0

632 

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 3 )    recentes

  • SophiaSophia

    15-06-2014 às 19:33:33

    Penso que os alimentos devem ser bem lavados também. Assim como lavar as mãos antes de pegar e comer os alimentos. Todo o cuidado deve ser quando a questão é a comida. Até essas comidas nas ruas devemos ter o máximo de cuidado.
    Cumprimentos,
    Sophia

    ¬ Responder
  • Jose da SilvaJose da Silva

    01-09-2012 às 01:09:47

    ruben ja teve alguma intoxicacao alimentar???
    gostava de saber o que sentiu? vomitou toda a noite? ficou de joelhos com a cabeca na sanita? e o gostinho na boca?
    voltou a comer do mesmo que o fez sentir mal?
    e diarreias? foram 3 dias seguidos sempre a caminhar para w.c.c?
    Ruben , querido, me diz ja teve uma Intoxicacao Alimentar?
    como foi com voce?

    ¬ Responder
  • Rolando CostaRolando Costa

    31-08-2012 às 17:53:29

    Parabens pelo texto... Adorei..
    Boa sorte pó concurso... :D

    ¬ Responder

Comentários - Evite intoxicação alimentar

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Como fazer disfarces de Carnaval

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Vestuário
Como fazer disfarces de Carnaval\"Rua
O ano começa e depressa chega uma data muito ansiada principalmente pelos mais jovens: o desejado Carnaval!

Esta é uma data que os pequenos adoram e deliram com as fantasias. O problema maior é a despesa que os disfarces representam e no ano seguinte já não usarão o mesmo disfarce ou, no caso dos mais pequenos, já não lhes serve.
O melhor nesta data é mesmo reciclar e aprender a fazer disfarces caseiros utilizando truques mais económicos e materiais reciclados para preparar as fantasias dos pequenitos!

Uma sugestão para os meninos é o traje de pirata que pode facilmente ser criado a partir de peças que tenha em casa. Procure uma camisa de tamanho grande e, de preferência, de cor branca com folhos. Se não tiver uma camisa com estas características facilmente encontrará um modelo destes no guarda-vestidos de alguma familiar, talvez da avó.

Precisará de um colete preto. Na falta do colete pode utilizar um casaco preto que esteja curto, rasgue as mangas pelas costuras dos ombros. As calças devem ser velhas e pretas para poderem ser cortadas na zona das pernas para envelhecer a peça. Coloque um lenço preto ou vermelho na cabeça do menino e, de seguida, com um elástico preto e um pouco de velcro tape um dos olhos.

Para as meninas não faltam ideias originais para fazer disfarces bonitos e especiais para este dia. Uma ideia original é a fantasia de Flinstone. É muito fácil e prática de fazer e fica um disfarce muito bonito. Comece por arranjar um pedaço de tecido branco. Coloque o tecido em volta do corpo como uma toalha de banho e depois amarre num dos braços fazendo uma alça. Depois corte as pontas em ziguezague mantendo um lado mais comprido que o outro. Amarre o cabelo da menina todo no cimo da cabeça, como se estivesse a fazer um rabo-de-cavalo mas alteie-o mais. Com o auxílio de um pente frise o cabelo, pegando nas pontas e passando o pente em sentido contrário até que fique todo despenteado. Numa loja de disfarces compre um osso de plástico e prenda na fita da criança.

Pegue nos materiais, puxe pela imaginação e ponha mãos ao trabalho!

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:Como fazer disfarces de Carnaval

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Rua DireitaRua Direita

    09-06-2014 às 04:01:21

    Não em carnaval, mas em bailes de fantasia, sempre usei o TNT. Eles são ótimos para trabalhar o corte, para costurar e deixa bem bonito!
    Cumprimentos,
    Sophia

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios