Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Alimentação > Resolva o enigma do ovo e da galinha

Resolva o enigma do ovo e da galinha

Categoria: Alimentação
Visitas: 10
Comentários: 1
Resolva o enigma do ovo e da galinha

Os ovos constituem, desde tempos imemoráveis, uma nutritiva opção alimentar. Na realidade, eles são um óptimo alimento, contendo substâncias essenciais ao organismo, enquanto dinamizadoras de um crescimento harmonioso e de bem-estar. São fáceis de cozinhar e baratos, pelo que o seu consumo está disseminado pelo mundo.

O ovo faculta a confecção de diversos pratos e integra um sem-número de iguarias bastante apreciadas. Em acréscimo, possui um mensurável valor nutritivo e haverá pouca gente que não goste do seu sabor. A outros, o consumo é vedado por questões alérgicas ou restrições afectas a situações de saúde específicas.

Em determinadas culturas, o ovo é o símbolo da vida. É exactamente por isso que se comem ovos na Páscoa, cozidos no folar ou de chocolate, como sinal de renascimento da vida. Está-se na Primavera e tudo brota de novo, como que ressurgindo.

Todavia, seguindo o adágio popular que diz que «o que é demais é moléstia», constata-se que hoje se consomem ovos em excesso, parte dos quais de forma inconsciente. A explicação reside no facto de que eles se encontram “disfarçados”, “ocultos”, em alimentos que se ingerem com frequência e que incluem bolos, bolachas, molhos com que se regam as sandes, pães-de-leite, etcétera. E o exagero de ovos na dieta alimentar é susceptível de provocar alterações na composição do sangue e tornar mais difícil a actividade do fígado e do coração. Por outro lado, eliminar os ovos da alimentação também não é uma escolha razoável. Efectivamente, o segredo reside na ingestão da quantidade adequada, que ajuda o organismo a manter-se saudável. Dois ou três ovos por semana é o suficiente.

Para aferir acerca da frescura de um ovo, basta colocá-lo numa tigela com água e uma colher de sal grosso, deixando que este se dissolva. Se for fresco, o ovo irá ao fundo, inclinando-se para um dos lados; se tive menos de uma semana, ficará ao nível da água, com um dos pólos virados para cima; se foi posto há 8-10 dias, tenderá a boiar à superfície, em posição horizontal. Esta experiência tem como base uma bolha de ar que se encontra sob a casca do ovo, e que se vai aumentando de tamanho com o passar dos dias.

Quando se fala de ovos, tem, quase obrigatoriamente, de se fazer menção às galinhas, e então emerge a eterna questão: Quem apareceu primeiro: o ovo ou a galinha? A resposta afigura-se, invariavelmente, difícil, a tender para o impossível, com conclusões, geralmente, nulas. O poeta alemão Johann Scheffler (mais conhecido por Selenius), que viveu em 1600, tinha uma opinião, no mínimo, interessante: «O ovo está na galinha e a galinha está no ovo.»



Maria Bijóias

Título: Resolva o enigma do ovo e da galinha

Autor: Maria Bijóias (todos os textos)

Visitas: 10

784 

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 1 )    recentes

  • Hellena Toldo

    11-09-2014 às 15:54:07

    DESMISTIFICAÇÃO DA LENDA! Recentemente, li uma reportagem ou pesquisa, que desmistifica o caso de quem nasceu primeiro: o ovo ou a galinha. O pesquisador diz que com certeza, quem nasceu primeiro foi o ovo. Isto porque, há milênios, alguma das aves circundantes na face da terra, tenha cruzado com algum bicho rasteiro ovíparo por acaso, encostou-se e pronto, nasceu uma ninhada dos ovos, sendo que alguns com atributos parecidos ao que chamamos de galinha, com pés de garras e asas como dos pássaros, mas rasteira, como lagartos ou bicho parecido, pois que as galinhas e galos, quase não voam e quando o fazem, os voos são curtos e rasantes. Logo... foi assim que surgiu a espécie galinácea de onde vem deliciosos alimentos ao ser humano, inclusive os ovos. Valeu? Att, Hellena Toldo

    ¬ Responder

Comentários - Resolva o enigma do ovo e da galinha

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

O que é uma Open House?

Ler próximo texto...

Tema: Imóveis Venda
O que é uma Open House?\"Rua
Este é um tema que vem pôr muito a lindo o trabalho de alguns mediadores imobiliários e do seu trabalho.

Quando temos um imóvel para vender, muitos são os métodos a utilizar e os meios que nos levam até eles para termos o nosso objetivo cumprido – A venda da Casa.
Quando entregamos o nosso imóvel para que uma mediadora o comercialize, alguns aspetos têm de ser tidos em conta, como a legalidade da empresa e quem será a pessoa responsável pela divulgação da sua casa, mas a ansia de vermos o negócio concretizado é tanta, que muitas vezes nos escapa a forma como fazem a referida divulgação e publicidade do imóvel.

Entre anúncios na internet e as conhecidas folhas nas montras dos estabelecimentos autorizados, muitas mediadoras optam por fazer uma ação que está agora muito em voga que é uma Open House. Mas afinal, o que é isto de nome estrangeiro que tanto se vê pelas ruas e em folhetos de anúncio?

Ora bem, a designação em Português é muito simples – Casa Aberta. E na realidade, uma Open House é isso mesmo. Abrir uma Casa para que todos a possam ver. NO entanto, requerem-se alguns aspetos que as mediadoras normalmente preveem, mas que é fundamental que o proprietário do imóvel também tenha consciência e conhecimento.

Por norma as imobiliárias só fazem este tipo de intervenção e ação em imóveis que têm como exclusivo, isto é, quando é uma só determinada mediadora, a autorizada a poder comercializar o imóvel.

Em segundo lugar, este tipo de ação de destaque requer à mediadora custos com tempo, recursos humanos e financeiros.
A mediadora começa por marcar um dia próprio que por norma é datado para um feriado ou fim de semana. Faz então publicidade local através de folhetos e flyres anunciando a Open House, o dia e a hora, tal como o local. Muito provavelmente serão tiradas fotografias ao seu imóvel.

Através de redes sociais também poderão ser divulgadas as ações.
No dia da Open House, o local será indicado com publicidade da sua casa e da imobiliária e começarão a aparecer visitas ao imóvel.

Sugiro que não tenha mobiliário e muito menos valores em casa. O ideal será o imóvel estar desocupado de todos e quaisquer bens, por uma questão de segurança, mas também porque as áreas parecerão maiores e isso com toda a certeza ajuda à venda.

A imobiliária será responsável pela limpeza e trato do imóvel, pelo que se ocorrerem danos, serão eles os responsáveis.
Neste tipo de ações, é normal que a concorrência das imobiliárias apareça e faça parcerias que para si só trará vantagens.

Uma Open House pode não ser uma ação de destaque em Portugal, mas por exemplo nos Estados Unidos, é o normal e mais agradável. Os clientes não se sentem pressionados como numa visita normal e os negócios concretizam-se com muito mais rapidez e naturalidade.

Pesquisar mais textos:

Carla Horta

Título:O que é uma Open House?

Autor:Carla Horta(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios