Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Alimentação > A Verdade Por Detrás Das Dietas!

A Verdade Por Detrás Das Dietas!

Categoria: Alimentação
Visitas: 12
A Verdade Por Detrás Das Dietas!

Fazer uma dieta equilibrada e manter um peso saudável nem sempre é tão fácil como parece, pois a resposta do organismo varia de pessoa para pessoa.

Tal como por optar por uma dieta relâmpago às vezes não é resposta para perder peso nem ficar em forma por longo tempo.

Há muita gente que ainda pensa que as dietas servem só para perder peso, contudo há vários motivos para seguir um regime alimentar, que vise a saude do organismo em geral ou específicamente a alguma doença.

Há por exemplo as dietas de desintoxicação, que se tornaram bem populares, cujo objetivo é remover toxinas e outras substâncias nocivas, ingerindo apenas água, vegetais e frutas, para deste modo purgar o corpo.

Neste caso, a perda de peso é uma consequência possível, mas não o seu objetivo principal.

Na verdade, as dietas funcionam das mais diferentes formas, consoante o objetivo de cada uma.

Por exemplo, uma dieta normal de perda de peso ou controlo, focar-se-á apenas em baixar a ingestão calórica para um nível mais baixo e apropriado, abaixo das necessidades diárias do indivíduo, o que naturalmente fará o corpo a usar as reservas de gordura que tem.

Com efeito, uma dieta específica elaborada, únicamente para um doente com ataques cardíacos, por exemplo, deverá ser rigorosamente planeada, a fim de garantir que os níveis de colestrol e gordura sejam baixos, para reduzir o risco de mais complicações cardíacas.

Em suma, o principal problema de muitas dietas rápidas e talvez populares é que tendem a ignorar o fato de que é importante fazer uma dieta equilibrada, que englobe todos os grupos alimentares, mas com moderação.
Considera-se que "uma alimentação inteligente", a par do equilibrio de grupos alimentares, e da "moderação", são cruciais para garantir o bem-estar do organismo.

Esta premissa, aliada a uma energia óptima para o bom funcionamento do corpo, bem como as vitaminas e minerais essenciais para a sua manutençao e regeneração celular, são o suficiente.

Mas, se o indivíduo não seguir uma dieta equilibrada e omita grupos alimentares vitais,ou não receba a quantidades suficientes de nutrientes, arrisca-se a contraír uma série de doenças.

A falta de algumas vitaminas são bastante prejudiciais, como por exemplo a vitamina C, que causa ainda hoje o escorbuto, gripes e diminuição das defesas.

Os vegetais, frutas e legumes são importantes mas há alimentos que são considerados " maus", ou seja, os altamente processados em açúcares refinados, os ricos em gorduras (nomeadamente trans) e os alimentos pobres em vitaminas e minerais. Estes porêm tendem a ser mais baratos e são um dos motivos crescentes para desenvolver a obesidade.

Do mesmo modo, podemos referir como alimentos "bons", o pão integral, alguns frutos e legumes. Contudo, a maior parte das vezes são ingeridos em quantidades excessivas.

A mestria de uma dieta, está pois em saber escolher os alimentos, na justa proporção, variedade e apenas a quantidade necessária.

O seu excesso, provoca involuntáriamente um acúmulo de peso, obesidade e toda a espécie de doenças, associadas à quantidade.


Pedro gil Ferreira

Título: A Verdade Por Detrás Das Dietas!

Autor: Pedro gil Ferreira (todos os textos)

Visitas: 12

602 

Comentários - A Verdade Por Detrás Das Dietas!

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

A arte de trabalhar a madeira

Ler próximo texto...

Tema: Serviços Construção
A arte de trabalhar a madeira\"Rua
A carpintaria constitui, digamos assim, a arte de trabalhar a madeira. É claro que, de acordo com o produto final, se percebe bem que uns carpinteiros são mais artistas do que outros…

Às vezes nem se trata tanto dos pormenores, mas mesmo de desvirtuar o que era a ideia inicial e constava da encomenda. Mal comparado, quase se assemelha à situação daquela aspirante a costureira que pretendia fazer uma camisola para o marido e, no fim, saíram umas calças!

Na construção civil, a madeira é utilizada para diversos fins, temporários ou definitivos. Na forma vitalícia (esperam os clientes!) incluem-se estruturas de cobertura, esquadrias (portas e janelas), forros, pisos e edifícios pré-fabricados.

Quase todos os tipos de madeira podem ser empregues na fabricação de móveis, mas alguns são preferidos pela sua beleza, durabilidade e utilidade. É conveniente conhecer as características básicas de todas as madeiras, como a solidez, a textura e a côr.

Ser capaz de identificar o género de madeira usado na mobília lá de casa pode ajudar a determinar o seu real valor. Imagine-se a possibilidade de uma cómoda velha, que estava prestes a engrossar o entulho para a recolha de lixo, ter sido feita com o que hoje se considera uma madeira rara.

É praticamente equivalente a um bilhete premiado do Euromilhões, dado que se possui uma autêntica relíquia! Nestes casos, a carpintaria entra na área do restauro e da recuperação. Afinal, nem tudo o que é velho se deita fora…

Por outro lado, as madeiras com textura mais fraca são frequentemente manchadas para ganhar personalidade. Aqui há que remover completamente o acabamento para se confirmar a verdadeira natureza da madeira.

É assim também com muita gente: tirando a capa, mostram-se autenticamente. Mas destes, nem um artificie com “bicho-carpinteiro” consegue fazer nada…!

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:A arte de trabalhar a madeira

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Luene ZarcoLuene

    23-09-2014 às 13:23:35

    Uma excelente técnica que penso ser muito bonito e sofisticado. A arte de trabalhar madeira está sempre em desenvolvimento e crescimento.

    ¬ Responder
  • Rua DireitaRua Direita

    01-06-2014 às 05:18:46

    É ótimo o trabalho com a madeira. Pode-se perceber grandes obras que se faz com ela. Realmente, é uma verdadeira arte!
    Cumprimentos,
    Sophia

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios