Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Alimentação > Roda dos Alimentos e alimentação moderna

Roda dos Alimentos e alimentação moderna

Categoria: Alimentação
Visitas: 20
Comentários: 1
Roda dos Alimentos e alimentação moderna

Nem em todos os aspectos da vida modernização é sinónimo de progresso. Isto é especialmente válido para a alimentação hodierna que, embora poupe tempo e trabalho, agride sobremaneira a saúde dos indivíduos. Perdem-se bons hábitos em nome das melhorias socioeconómicas e permitem-se alterações alimentares que podem custar, em última análise, a própria qualidade de vida.

A publicidade, audaciosa, agressiva, apelativa, acena com novos sabores, uma escolha variada, pretensas vantagens dos produtos, facilidades e, por vezes, falsos benefícios nutricionais. Todavia, a verdade é que se assiste, de uma forma assustadoramente crescente, a dietas deficientes em frutos, hortícolas e leguminosas secas e ricas em gorduras e proteínas.

Para filtrar e confirmar a informação que lhe é fornecida, o consumidor tem de estar bastante vigilante, ser crítico e, sempre que lhe restem dúvidas, tirá-las junto de um profissional credenciado. Esclarecido, ele será, com toda a certeza, mais exigente relativamente ao que escolhe e ingere, e estará mais preparado para enveredar por uma alimentação saudável, com a consequente diminuição do risco de vir a padecer de enfermidades evitáveis ou, pelo menos, adiáveis.

A Roda dos Alimentos está dividida em sete grupos. São todos fundamentais à saúde, embora em proporções variáveis, pelo que o tamanho das “fatias” difere. A água encontra-se no centro por ser um elemento comum a todos os grupos, e deve ingerir-se entre 1,5 a três litros por dia. Os cereais, derivados e tubérculos consubstanciam a categoria da qual se aconselha comer mais porções. Seguem-se os hortícolas, a fruta, o leite e os lacticínios, carne, peixe e ovos, as leguminosas e, finalmente, as gorduras e os óleos. A base de uma alimentação saudável assenta nos hortícolas, nos frutos, nos cereais e nas leguminosas, dada a sua riqueza em fibras, vitaminas e sais minerais.

Não obstante, os vegetarianos também deverão ter atenção à quantidade de gordura presente nos seus pratos, sobretudo quando estes incluam queijo, óleo ou molhos cremosos.

A manteiga e a margarina contêm tipos de gordura diferentes, mas em quantidades idênticas, pelo que a sua utilização deverá ser moderada. E, ao contrário do que se pensa, o sumo de limão (boa fonte de vitamina C) não dissolve a gordura em alimentos gordos. Para a eliminar, só removendo-a efectivamente ou seleccionando carne mais magra.

Existem alimentos processados pertencentes a todos os grupos alimentares. Contudo, é preciso cuidado com os aditivos, passíveis de lhes provocarem transformações. Assim, uns são abundantes em proteínas, outros em hidratos de carbono e há-os, igualmente, fartos em gordura.



Maria Bijóias

Título: Roda dos Alimentos e alimentação moderna

Autor: Maria Bijóias (todos os textos)

Visitas: 20

803 

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 1 )    recentes

  • isabela

    02-07-2013 às 12:37:18

    o texto fala bobre olimento pessoau



    ¬ Responder

Comentários - Roda dos Alimentos e alimentação moderna

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Manutenção Automovel

Ler próximo texto...

Tema: Automóveis
Manutenção Automovel\"Rua
Faça você mesmo a revisão do seu automóvel e poupe dinheiro em oficinas. Primeiro verifique com a ajuda de outra pessoa a iluminação exterior. Uma pessoa fica no interior do carro e liga as luzes, verifique á frente os mínimos, os médios, os máximos e os piscas. Depois atrás verifique os mínimos os stop a marcha atrás e o farol de nevoeiro.

A seguir verifique a iluminação do interior do veículo e do painel de instrumentos e a afinação do travão de mão.

Agora está na hora de verificar os filtros de ar, gasóleo e habitáculo. Dependendo da utilização eles podem fazer em média 40.00km, se estiverem sujos substitua-os por novos.

A seguir vem a mudança do óleo este em geral pode-se retirar pelo bujão de vazamento do cárter, convém substituir a anilha e o filtro de óleo. O óleo novo deve respeitar as especificações do fabricante, verificar no livro de manual de utilizador do veículo os litros de óleo do motor. Meter o óleo novo pelo bucal superior do motor com a ajuda de um funil, o nível do óleo não pode ultrapassar o máximo. Se não sabe a quantidade de óleo deite 4 litros e depois verifique o nível pela vareta de verificação de nível e vá deitando até chegar ao nível certo.

Agora é preciso verificar as pastilhas de travões, hoje em dia como quase todos os veículos têm jantes especiais consegue verificar sem desmontar as rodas. Substituir se necessário as pastilhas, ao desmontar repare como desmonta para depois voltar a montar tudo de novo. Por fim verifique a pressão dos pneus com um manómetro, a pressão indicada varia de carro pra carro se não sabe a pressão indicada ponha 2.2bar que é em média a pressão que todos utilizam.

Convém dizer que qualquer material que precise basta procurar numa loja de peças auto próxima de si ou então encomendar via net pois existem vários sites especializados em peças e materiais de manutenção auto. Vai ver que não custa nada se eu aprendi você também pode aprender e além disso fica a conhecer melhor o seu carro.

Com isto tudo pode poupar em média 200€ por cada revisão.
Obrigado e até a próxima.

Outros textos do autor:
Manutenção Automovel

Pesquisar mais textos:

Vendas Online

Título:Manutenção Automovel

Autor:Vendas Online(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Rua DireitaRua Direita

    17-06-2014 às 04:55:10

    Há inúmeros benefícios para fazer a manutenção do automóvel, pois isso garante melhor preservação do veículo e se prolonga o uso por muitos e muitos anos.
    Cumprimentos,
    Sophia

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios