Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Alimentação > Roda dos Alimentos e alimentação moderna

Roda dos Alimentos e alimentação moderna

Categoria: Alimentação
Visitas: 20
Comentários: 1
Roda dos Alimentos e alimentação moderna

Nem em todos os aspectos da vida modernização é sinónimo de progresso. Isto é especialmente válido para a alimentação hodierna que, embora poupe tempo e trabalho, agride sobremaneira a saúde dos indivíduos. Perdem-se bons hábitos em nome das melhorias socioeconómicas e permitem-se alterações alimentares que podem custar, em última análise, a própria qualidade de vida.

A publicidade, audaciosa, agressiva, apelativa, acena com novos sabores, uma escolha variada, pretensas vantagens dos produtos, facilidades e, por vezes, falsos benefícios nutricionais. Todavia, a verdade é que se assiste, de uma forma assustadoramente crescente, a dietas deficientes em frutos, hortícolas e leguminosas secas e ricas em gorduras e proteínas.

Para filtrar e confirmar a informação que lhe é fornecida, o consumidor tem de estar bastante vigilante, ser crítico e, sempre que lhe restem dúvidas, tirá-las junto de um profissional credenciado. Esclarecido, ele será, com toda a certeza, mais exigente relativamente ao que escolhe e ingere, e estará mais preparado para enveredar por uma alimentação saudável, com a consequente diminuição do risco de vir a padecer de enfermidades evitáveis ou, pelo menos, adiáveis.

A Roda dos Alimentos está dividida em sete grupos. São todos fundamentais à saúde, embora em proporções variáveis, pelo que o tamanho das “fatias” difere. A água encontra-se no centro por ser um elemento comum a todos os grupos, e deve ingerir-se entre 1,5 a três litros por dia. Os cereais, derivados e tubérculos consubstanciam a categoria da qual se aconselha comer mais porções. Seguem-se os hortícolas, a fruta, o leite e os lacticínios, carne, peixe e ovos, as leguminosas e, finalmente, as gorduras e os óleos. A base de uma alimentação saudável assenta nos hortícolas, nos frutos, nos cereais e nas leguminosas, dada a sua riqueza em fibras, vitaminas e sais minerais.

Não obstante, os vegetarianos também deverão ter atenção à quantidade de gordura presente nos seus pratos, sobretudo quando estes incluam queijo, óleo ou molhos cremosos.

A manteiga e a margarina contêm tipos de gordura diferentes, mas em quantidades idênticas, pelo que a sua utilização deverá ser moderada. E, ao contrário do que se pensa, o sumo de limão (boa fonte de vitamina C) não dissolve a gordura em alimentos gordos. Para a eliminar, só removendo-a efectivamente ou seleccionando carne mais magra.

Existem alimentos processados pertencentes a todos os grupos alimentares. Contudo, é preciso cuidado com os aditivos, passíveis de lhes provocarem transformações. Assim, uns são abundantes em proteínas, outros em hidratos de carbono e há-os, igualmente, fartos em gordura.



Maria Bijóias

Título: Roda dos Alimentos e alimentação moderna

Autor: Maria Bijóias (todos os textos)

Visitas: 20

803 

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 1 )    recentes

  • isabela

    02-07-2013 às 12:37:18

    o texto fala bobre olimento pessoau



    ¬ Responder

Comentários - Roda dos Alimentos e alimentação moderna

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Os primeiros brinquedos

Ler próximo texto...

Tema: Brinquedos
Os primeiros brinquedos\"Rua
O brinquedo é mais do que um objecto para a criança se divertir e distrair, é também uma forma de conhecer o mundo que tem ao seu redor e para dar asas à sua imaginação. Desta forma, os brinquedos sempre estiveram presentes na sociedade.

Os primeiros brinquedos datam de 6500 anos atrás, no Japão, em que as crianças brincavam com bolas de fibra de bambu. Entretanto há 3000 anos surgiram os piões feitos de argila e decorados, na Babilónia.

No século XIII apareceram os soldadinhos de chumbo, porém só eram acessíveis às famílias nobres. Cinco séculos mais tarde, apareceram as caixas de música, criadas por relojoeiros suíços.

As bonecas são muito antigas, surgiram enquanto figuras adoradas como deusas, há 40 mil anos, mas a primeira fábrica abriu apenas em 1413 na Alemanha. Barbie, a boneca mais famosa do mundo, foi criada em 1959, mas ainda hoje é das mais apetecíveis pelas crianças.

O grande boom dos brinquedos aconteceu quando se descobriu o plástico para o fabrico. Mesmo assim, muitas famílias não podiam comprar brinquedos aos filhos, como tal, estes utilizavam diversos tipos de materiais e construíam os seus próprios brinquedos.

Actualmente, as crianças têm acesso a uma enorme variedade de brinquedos, desde bonecas, a carros telecomandados, a videojogos… Educativos ou apenas lúdicos, há de tudo e para todos os gostos e preços.

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:Os primeiros brinquedos

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • umdolitoys 23-01-2013 às 05:46:38

    Adorei a reportagem! e tenho algo para vocês verem!!

    Espero que gostem!!!

    ¬ Responder
  • sofia 22-07-2012 às 21:56:29

    Achei muito interecante e muito legal saber que ano foi fabricadoas bonecas

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios