Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Viagens > Visite um sítio mágico: a Peninha de Sintra

Visite um sítio mágico: a Peninha de Sintra

Categoria: Viagens
Comentários: 2
Visite um sítio mágico: a Peninha de Sintra

Sintra é, por si só, sinónimo de paisagens deslumbrantes, de arvoredos densos e misteriosos, de uma serra imponente, visível a muitos quilómetros de distância, de praias selvagens escondidas em pequenos recantos e de monumentos inigualáveis a nível mundial.

A Peninha de Sintra é um misto de toda esta descrição ao que acresce ainda uma lenda absolutamente enternecedora e uma ermida contemporânea da fundação de Portugal.

O visitante que, acercando-se de Sintra, deseje visitar o local, deverá tomar a estrada para o Cabo da Roca e, nas imediações do desvio, cortar para cima no local onde vir a indicação «Convento dos Capuchos». Aí, prosseguirá numa estradinha de dois sentidos (bastante estreita, todavia) e, após cerca de cinco quilómetros de marcha por entre a profusão do arvoredo sintrense, encontrará uma singela (e quase invisível) placa de madeira que indica a Peninha para o lado direito. É possível levar o carro até determinada altura, mas o restante percurso é obrigatoriamente pedonal. E vale a pena! O contacto com a terra, com os cheiros, os zumbidos e o estonteante silêncio da serra, cortado ao longe pelo movimento citadino de Cascais e pelo rumorejar das praias encaminham o visitante para um miradouro que lhe oferece – quem diria? – um espectáculo absolutamente assombroso: no alto de uma penedia ergue-se um palacete de estilo revivalista, do início do século XX que é visitável apenas no exterior. Podem subir-se umas escadas de pedra algo íngremes e, de lá do alto, assistir ao espectáculo da Natureza em todo o seu esplendor. Uma boa parte do território português é abarcada, desde o Cabo Espichel até às Berlengas. Esta visão apenas é possível em dias claros de sol, pelo que deverá consultar a meteorologia antes de se meter ao caminho.

Num plano inferior, surge uma ermida que foi construída no século XVII em cima de uma outra já existente, mas em ruínas – a antiga ermida de São Saturnino (do século XII). Esta, mais recente, foi erigida por Frei Pedro da Conceição em honra de uma lenda local que relatava a aparição de Nossa Senhora a uma pastorinha surda-muda, do que resultou a sua cura.

Existem ainda vários percursos pedestres associados ao local, próprios para partir à aventura e exploração de um local único em Portugal e simplesmente arrebatador.

Finalmente, e após a descida, o visitante pode optar por lanchar numa das muitas mesinhas do Parque de Merendas que se encontra imediatamente após se ter retomado a estrada em direcção a Sintra.

Desfrute-se, pois, de um dia bem passado num dos mais belos e pitorescos cenários portugueses.


Isabel Rodrigues

Título: Visite um sítio mágico: a Peninha de Sintra

Autor: Isabel Rodrigues (todos os textos)

Visitas: 0

770 

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 2 )    recentes

  • SophiaSophia

    20-04-2014 às 17:48:18

    A Rua Direita sugere que visite e conheça os principais pontos de Sintra. Valerá a pena!

    ¬ Responder
  • M.L.E.- Soluções de ClimatizaçãoMarcio

    25-08-2009 às 10:51:47

    Boa dica! Sintra é muito bonito e vale a pena visitar.
    Para mim é um dos locais mais belos de portugal.

    ¬ Responder

Comentários - Visite um sítio mágico: a Peninha de Sintra

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Fine and Mellow

Ler próximo texto...

Tema: Música
Fine and Mellow\"Rua
"O amor é como uma torneira
Que você abre e fecha
Às vezes quando você pensa que ela está aberta, querido
Ela se fechou e se foi"
(Fine and Melow by Billie Holiday)

Ao assistir a Bio de Billie Holiday, ocorreu-me a questão Bluesingers x feminismo, pois quem ouve Blues, especialmente as mais antigas, as damas dos anos 10, 20, 30, 40, 50, há de pensar que eram mulheres submissas ao machismo e maldade de seus homens. Mas, as cantoras de Blues, eram mulheres extremamente independentes; embora cantassem seus problemas, elas não eram submissas a ponto de serem ultrajadas, espancadas... Eram submissas, sim, ao amor, ao bom trato... Essas mulheres, durante muito tempo, tiveram de se virar sozinhas e sempre que era necessário, ficavam sós ou mudavam de parceiros ou assumiam sua bissexualidade ou homossexualidade efetiva. Estas senhoras, muitas trabalharam como prostitutas, eram viciadas em drogas ou viviam boa parte entregues ao álcool, merecem todo nosso respeito. Além de serem precursoras do feminismo, pois romperam barreiras em tempos bem difíceis, amargavam sua solidão motivadas pelo preconceito em relação a cor de sua pele, como aconteceu a Lady Day quê, quando tocava com Artie Shaw, teve que esperar muitas vezes dentro do ônibus, enquanto uma cantora branca cantava os arranjos que haviam sido feitos especialmente para ela, Bilie Holiday. Foram humilhadas, mas, nunca servis; lutaram com garra e competência, eram mulheres de fibra e cheias de muito amor. Ouvir Billie cantar Strange Fruit, uma das primeiras canções de protestos, sem medo, apenas com dor na alma, é demais para quem tem sentimentos. O brilho nos olhos de Billie, fosse quando cantava sobre dor de amor ou sobre dor da dor, é insubstituível. Viva elas, nossas Divas do Blues, viva Billie Holiday, aquela que quando canta parte o coração da gente; linda, magnifica, incomparável, Lady Day.

O amor vai fazer você beber e cair
Vai fazer você ficar a noite toda se repetindo

O amor vai fazer você fazer coisas
Que você sabe que são erradas

Mas, se você me tratar bem, querido
Eu estarei em casa todos os dias

Mas, se você continuar a ser tão mau pra mim, querido
Eu sei que você vai acabar comigo

Pesquisar mais textos:

Sayonara Melo

Título:Fine and Mellow

Autor:Sayonara Melo(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios