Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Viagens > Albergues para todos

Albergues para todos

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Viagens
Comentários: 3
Albergues para todos

A palavra é conhecida por todos nós e a sua história remota a tempos muito, muito antigos.

A palavra Albergue nasce com a ajuda dos mais necessitados. Não é por acaso que muitas vezes se utiliza a expressão de quem dá guarida a outra, que em jeito de brincadeira diz – Isto parece um Albergue de crianças abandonadas.

Pois bem, a história dos Albergues é exatamente essa. Peregrinos que se deslocavam para os seus cultos ou movidos pela Fé, tinham muitas vezes a dificuldade de assegurarem noites confortáveis que lhes permitisse recarregar forças para a sua jornada, recorriam muitas vezes aos albergues. Também mães desesperadas sem poder cuidar dos seus filhos, deixavam-nos ainda bebés nestes locais como que em busca de proteção e conforto. Viajantes, mendigos, enfim um sem número de pessoas que necessitavam de sopa quente, uma cama confortável, enfim, conforto de forma geral.

Se a história passa pela oferta e muito baixo custo de serviços de comida e dormida, hoje em dia não difere muito do que era há muitos anos.

Os Albergues são locais que albergam, que cuidam, que asseguram os princípios básicos e essenciais para o bem-estar de qualquer ser humano. Se em tempos muitos albergues não eram pagos, nos dias que correm o valor, mesmo que baixo, acontece e é exigido na maior parte das vezes.

Um albergue pode ser confundido com uma pousada da juventude, e de facto muito têm em comum. No entanto, a diferença acontece. Um Albergue por norma é usado de passagem e por uma só noite, enquanto que uma pousada da juventude pode ser usufruído durante um período de tempo mais alargado.

Os valores, quando existem são bastante baixos e as refeições são sempre e por norma idênticas a verdadeiras casas de pasto. Fortes e quentes, dão força e vitalidade para o resto do caminho que falta percorrer.

Quando se fala em albergues em comum com as pousadas da juventude, pensa-se e férias e viagens, enfim divertimento, mas existem espalhadas por todo o Portugal, Albergues como os de antigamente.

Principalmente na zona de Lisboa, Porto e Coimbra, existem Albergues que acolhem os mais necessitados, como mendigos e desafortunados. Pessoas a quem a vida têm sido madrasta e necessitam de um apoio, uma certa atenção que estes locais têm sempre para oferecer.

Apesar desta vertente mais voluntária, os albergues são locais de encontro e descoberta. Com a variedade existente, se quiser faça uma pesquisa na internet e visite estes sítios tão tradicionais e emblemáticos.



Carla Horta

Título: Albergues para todos

Autor: Carla Horta (todos os textos)

Visitas: 0

642 

Imagem por: ricardo-pereira

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 3 )    recentes

  • SophiaSophia

    20-04-2014 às 17:04:36

    Uma das coisas mais divertidas que inventaram! A Rua Direita agradece as informações.

    ¬ Responder
  • Dan Wada Torresmarlene

    23-10-2011 às 22:45:52

    Preciso urgente de um lugar para ficar por algum tempo, problema saúde e familiar sério. trabalho, mas estou afastada, posso contribuir com pouco. Gostaria de saber se existe um lugar no mínimo confortável para me abrigar,( sem nenhuma discriminação)não sou moradora de rua. Idade 60 anos.

    ¬ Responder
  • alda

    15-04-2013 às 12:23:25

    eu estou nas mesmas condições se souber de alguma coisa diga-me.... obrigada

    ¬ Responder

Comentários - Albergues para todos

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Futuro da Tecnologia, Qual o Limite?

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Informática
Futuro da Tecnologia, Qual o Limite?\"Rua
Futuro da Tecnologia, Qual o Limite?

Bom, Não é de hoje que tecnologia vem surpreendendo a todos nós com grandes revoluções e os custos que diminuem cada vez mais.
Hoje em dia é comum ver crianças com smarthphones com tecnologia que a 10 anos atrás nem o celular mais moderno e caro do mercado tinha.
Com isso surgiram sugiram vários profetas da tecnologia e visionários, tentando prever qual será o próximo passo.

E os filmes retratam bem esse tema e usam essa formula que atrai a curiosidade das pessoas.
Exemplos:

Minority report - A nova lei de 2002 (Imagem)

Transcendence de 2014

Em Transcendence um tema mais conspiratório, onde um ser humano transcende a uma consciência artificial e assim se torna imortal e com infinita capacidade de aprendizagem.
Vale a pena ver tanto um quanto o outro filme. Algumas tecnologias de Minority Report, como utilizar computadores com as mãos (caso do kinect do Xbox 360 e One) e carros dirigidos automaticamente, já parecem bem mais próximo do que as tecnologias vistas em Transcendence, pois o foco principal do mesmo ainda é um tema que a humanidade engatinha, que é o cérebro humano, a máquina mais complexa conhecida até o momento.

Eu particularmente, acredito que em alguns anos teremos realmente, carros pilotados automaticamente, devido ao investimento de gigantes como o Google e o Baidu nessa tecnologia.

Também acho que o inicio da colonização de Marte, vai trazer grandes conquistas para humanidade, porém grandes desafios, desafios esses que vão nos obrigar a evoluir rapidamente nossa tecnologia e nossa forma de encarar a exploração espacial, não como um gasto, mas sim como um investimento necessário a toda humanidade e a perpetuação da sua existência.

A única salvação verdadeira para humanidade e para o planeta terra, é que seja possível o ser humano habitar outros planetas, seja localizando planetas parecidos com a terra ou mudando planetas sem condições para a vida em planetas habitáveis e isso só será possível com gente morando nesses planetas, como será o caso do Marte. O ser humano com a sua engenhosidade, aprendeu a mudar o ambiente a sua volta e assim deixou de ser nômade e da mesma forma teremos que aprender a mudar os mundos, sistemas, galáxias e o universo a nossa volta.

Espero que tenham gostado do meu primeiro texto.
Obrigado à todos!
Até a Próxima!


Pesquisar mais textos:

Érico da Silva Kaercher

Título:Futuro da Tecnologia, Qual o Limite?

Autor:Érico da Kaercher(todos os textos)

Imagem por: ricardo-pereira

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios