Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Viagens > Albergues para todos

Albergues para todos

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Viagens
Comentários: 3
Albergues para todos

A palavra é conhecida por todos nós e a sua história remota a tempos muito, muito antigos.

A palavra Albergue nasce com a ajuda dos mais necessitados. Não é por acaso que muitas vezes se utiliza a expressão de quem dá guarida a outra, que em jeito de brincadeira diz – Isto parece um Albergue de crianças abandonadas.

Pois bem, a história dos Albergues é exatamente essa. Peregrinos que se deslocavam para os seus cultos ou movidos pela Fé, tinham muitas vezes a dificuldade de assegurarem noites confortáveis que lhes permitisse recarregar forças para a sua jornada, recorriam muitas vezes aos albergues. Também mães desesperadas sem poder cuidar dos seus filhos, deixavam-nos ainda bebés nestes locais como que em busca de proteção e conforto. Viajantes, mendigos, enfim um sem número de pessoas que necessitavam de sopa quente, uma cama confortável, enfim, conforto de forma geral.

Se a história passa pela oferta e muito baixo custo de serviços de comida e dormida, hoje em dia não difere muito do que era há muitos anos.

Os Albergues são locais que albergam, que cuidam, que asseguram os princípios básicos e essenciais para o bem-estar de qualquer ser humano. Se em tempos muitos albergues não eram pagos, nos dias que correm o valor, mesmo que baixo, acontece e é exigido na maior parte das vezes.

Um albergue pode ser confundido com uma pousada da juventude, e de facto muito têm em comum. No entanto, a diferença acontece. Um Albergue por norma é usado de passagem e por uma só noite, enquanto que uma pousada da juventude pode ser usufruído durante um período de tempo mais alargado.

Os valores, quando existem são bastante baixos e as refeições são sempre e por norma idênticas a verdadeiras casas de pasto. Fortes e quentes, dão força e vitalidade para o resto do caminho que falta percorrer.

Quando se fala em albergues em comum com as pousadas da juventude, pensa-se e férias e viagens, enfim divertimento, mas existem espalhadas por todo o Portugal, Albergues como os de antigamente.

Principalmente na zona de Lisboa, Porto e Coimbra, existem Albergues que acolhem os mais necessitados, como mendigos e desafortunados. Pessoas a quem a vida têm sido madrasta e necessitam de um apoio, uma certa atenção que estes locais têm sempre para oferecer.

Apesar desta vertente mais voluntária, os albergues são locais de encontro e descoberta. Com a variedade existente, se quiser faça uma pesquisa na internet e visite estes sítios tão tradicionais e emblemáticos.



Carla Horta

Título: Albergues para todos

Autor: Carla Horta (todos os textos)

Visitas: 0

642 

Imagem por: ricardo-pereira

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 3 )    recentes

  • SophiaSophia

    20-04-2014 às 17:04:36

    Uma das coisas mais divertidas que inventaram! A Rua Direita agradece as informações.

    ¬ Responder
  • Dan Wada Torresmarlene

    23-10-2011 às 22:45:52

    Preciso urgente de um lugar para ficar por algum tempo, problema saúde e familiar sério. trabalho, mas estou afastada, posso contribuir com pouco. Gostaria de saber se existe um lugar no mínimo confortável para me abrigar,( sem nenhuma discriminação)não sou moradora de rua. Idade 60 anos.

    ¬ Responder
  • alda

    15-04-2013 às 12:23:25

    eu estou nas mesmas condições se souber de alguma coisa diga-me.... obrigada

    ¬ Responder

Comentários - Albergues para todos

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Fine and Mellow

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Música
Fine and Mellow\"Rua
"O amor é como uma torneira
Que você abre e fecha
Às vezes quando você pensa que ela está aberta, querido
Ela se fechou e se foi"
(Fine and Melow by Billie Holiday)

Ao assistir a Bio de Billie Holiday, ocorreu-me a questão Bluesingers x feminismo, pois quem ouve Blues, especialmente as mais antigas, as damas dos anos 10, 20, 30, 40, 50, há de pensar que eram mulheres submissas ao machismo e maldade de seus homens. Mas, as cantoras de Blues, eram mulheres extremamente independentes; embora cantassem seus problemas, elas não eram submissas a ponto de serem ultrajadas, espancadas... Eram submissas, sim, ao amor, ao bom trato... Essas mulheres, durante muito tempo, tiveram de se virar sozinhas e sempre que era necessário, ficavam sós ou mudavam de parceiros ou assumiam sua bissexualidade ou homossexualidade efetiva. Estas senhoras, muitas trabalharam como prostitutas, eram viciadas em drogas ou viviam boa parte entregues ao álcool, merecem todo nosso respeito. Além de serem precursoras do feminismo, pois romperam barreiras em tempos bem difíceis, amargavam sua solidão motivadas pelo preconceito em relação a cor de sua pele, como aconteceu a Lady Day quê, quando tocava com Artie Shaw, teve que esperar muitas vezes dentro do ônibus, enquanto uma cantora branca cantava os arranjos que haviam sido feitos especialmente para ela, Bilie Holiday. Foram humilhadas, mas, nunca servis; lutaram com garra e competência, eram mulheres de fibra e cheias de muito amor. Ouvir Billie cantar Strange Fruit, uma das primeiras canções de protestos, sem medo, apenas com dor na alma, é demais para quem tem sentimentos. O brilho nos olhos de Billie, fosse quando cantava sobre dor de amor ou sobre dor da dor, é insubstituível. Viva elas, nossas Divas do Blues, viva Billie Holiday, aquela que quando canta parte o coração da gente; linda, magnifica, incomparável, Lady Day.

O amor vai fazer você beber e cair
Vai fazer você ficar a noite toda se repetindo

O amor vai fazer você fazer coisas
Que você sabe que são erradas

Mas, se você me tratar bem, querido
Eu estarei em casa todos os dias

Mas, se você continuar a ser tão mau pra mim, querido
Eu sei que você vai acabar comigo

Pesquisar mais textos:

Sayonara Melo

Título:Fine and Mellow

Autor:Sayonara Melo(todos os textos)

Imagem por: ricardo-pereira

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios