Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Saúde > Leucemia

Leucemia

Categoria: Saúde
Visitas: 6
Comentários: 5
Leucemia

A leucemia atinge o sangue, que é uma das estruturas vitais do organismo. O sangue é formado pelo plasma composto de água, proteínas, vitaminas, hormônios, minerais e anticorpos, e por células que ficam suspensas nele, entre elas os glóbulos brancos, os glóbulos vermelhos e as plaquetas. A produção dessas células presentes no sangue se da na medula óssea, um tecido esponjoso que ocupa a cavidade central do osso. Um grupo de células, que é chamada de células tronca hematopoiéticas, é que da origem as demais num processo equilibrado. Os globos brancos são responsáveis por defender o organismo de microorganismos que causam danos a saúde. São vários os tipos de glóbulos brancos os linfócitos existentes. Já os glóbulos vermelhos estão relacionados ao transporte de oxigênio para os tecidos; e as plaquetas regulam a coagulação sanguínea.

Quando o processo falha a leucemia caracteriza um quadro de desordem na produção das células sanguíneas. Os leucócitos passam a ser fabricados de forma desordenada, aumentando consideravelmente a sua quantidade no sangue. Esses, por sua, vez são glóbulos doentes, que não desempenham sua função de proteger o organismo e ainda diminuem a produção das outras células que compõem o sangue, uma vez que sobrecarregam a medula óssea. Os primeiros sinais que é a deficiência na produção de plaquetas e glóbulos vermelhos que desencadeia sintomas como anemia, fraqueza, cansaço, palidez, hemorragias, manchas vermelhas ou roxas na pele, infecções e sangramento no nariz e na gengiva. Porem, esse são sinais típicos de leucemia aguda, que não estão necessariamente relacionados a outros tipos da doença.

Já o tipo de leucemias pode ser agudas ou crônicas de acordo com a sua evolução. As agudas progridem rapidamente e impedem as células atingidas de desempenharem as suas funções normais. Também estão relacionadas aos sintomas descritos anteriormente. Quando a leucemia aguda atinge os linfoblastos é um tipo de célula imatura denomina-se leucemia linfóide aguda. Já quando atingem os mieloglastos outro tipo de célula imatura que é chamada de leucemia mielóide aguda. Em ambos os casos impedem que sejam produzidas células sanguíneas normais. Já o tipo crônico evolui lentamente e permite que algumas células sanguíneas desempenhem suas funções. Geralmente são detectadas em exames de rotina em que se verificam alterações no numero de células no sangue. Classificam-se em: leucemia linfóide crônica e leucemia mielóide crônica. De acordo com as células atingidas.

O diagnostico e controle da doença como os sintomas sem variados e muitas vezes se assemelham aos de outros problemas de saúde, devem ser feitos exames que identifiquem a leucemia. Geralmente, o medico hematologista realiza exames de sangue e também o mielograma é um tipo de exame especifico em que se remove o liquido da medula óssea para analise. Constatada a doença, partisse para a identificação do tipo especifico de leucemia que determinara o tratamento. O controle da doença pode ser feito por quimioterapia ou transplante de medula óssea.

Waldiney Melo

Título: Leucemia

Autor: Waldiney (todos os textos)

Visitas: 6

767 

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 5 )    recentes

  • Briana AlvesBriana

    18-07-2014 às 21:03:14

    É tão delicado descrever sobre leucemia, pois é algo tão triste para quem vive essa realidade. Boas explicações, parabéns pelo texto.

    ¬ Responder
  • suendelsuendel

    04-12-2010 às 01:39:29

    gostei do texto conforme fora dito... muito bem explicado....
    nao sou muito leitor mas vcs estao de parabéns....

    ¬ Responder
  • Bee Negociosbranca moura

    23-11-2010 às 20:45:50

    meu subrinho tem machas roxa no corpo e as plaquetas cada veis mais baixa ja esta 69 mil vc axa que e o que por favor mim ajude quero saber o que é que ele tem ele ñ cente nada

    ¬ Responder
  • M.L.E.- Soluções de Climatizaçãojhonathan

    28-06-2010 às 17:43:30

    gostei do texto, muito bem explicado, continuem assim

    ¬ Responder
  • Edan Educação em Dançacristina mello

    16-10-2009 às 22:16:41

    minha filha esta apresentando dores osseas ha mais ou menos uns 3 meses,fiz um hemograma e deu plaquetas 532.000 e leucocitos 23.000 e o vhs dela esta em 44mm isso pode ser um indicio de leucemia por favor me ajude eles ficam me empurrando de um lado pro outro e não consigo nada nenhuma soluçao,ela agora começou a parecer petequias e hematomas vermelhos vinho pelo braço estou apavorada por favor me ajude

    ¬ Responder

Comentários - Leucemia

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Como fazer disfarces de Carnaval

Ler próximo texto...

Tema: Vestuário
Como fazer disfarces de Carnaval\"Rua
O ano começa e depressa chega uma data muito ansiada principalmente pelos mais jovens: o desejado Carnaval!

Esta é uma data que os pequenos adoram e deliram com as fantasias. O problema maior é a despesa que os disfarces representam e no ano seguinte já não usarão o mesmo disfarce ou, no caso dos mais pequenos, já não lhes serve.
O melhor nesta data é mesmo reciclar e aprender a fazer disfarces caseiros utilizando truques mais económicos e materiais reciclados para preparar as fantasias dos pequenitos!

Uma sugestão para os meninos é o traje de pirata que pode facilmente ser criado a partir de peças que tenha em casa. Procure uma camisa de tamanho grande e, de preferência, de cor branca com folhos. Se não tiver uma camisa com estas características facilmente encontrará um modelo destes no guarda-vestidos de alguma familiar, talvez da avó.

Precisará de um colete preto. Na falta do colete pode utilizar um casaco preto que esteja curto, rasgue as mangas pelas costuras dos ombros. As calças devem ser velhas e pretas para poderem ser cortadas na zona das pernas para envelhecer a peça. Coloque um lenço preto ou vermelho na cabeça do menino e, de seguida, com um elástico preto e um pouco de velcro tape um dos olhos.

Para as meninas não faltam ideias originais para fazer disfarces bonitos e especiais para este dia. Uma ideia original é a fantasia de Flinstone. É muito fácil e prática de fazer e fica um disfarce muito bonito. Comece por arranjar um pedaço de tecido branco. Coloque o tecido em volta do corpo como uma toalha de banho e depois amarre num dos braços fazendo uma alça. Depois corte as pontas em ziguezague mantendo um lado mais comprido que o outro. Amarre o cabelo da menina todo no cimo da cabeça, como se estivesse a fazer um rabo-de-cavalo mas alteie-o mais. Com o auxílio de um pente frise o cabelo, pegando nas pontas e passando o pente em sentido contrário até que fique todo despenteado. Numa loja de disfarces compre um osso de plástico e prenda na fita da criança.

Pegue nos materiais, puxe pela imaginação e ponha mãos ao trabalho!

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:Como fazer disfarces de Carnaval

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Rua DireitaRua Direita

    09-06-2014 às 04:01:21

    Não em carnaval, mas em bailes de fantasia, sempre usei o TNT. Eles são ótimos para trabalhar o corte, para costurar e deixa bem bonito!
    Cumprimentos,
    Sophia

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios