Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Arte > Museu de Grão Vasco

Museu de Grão Vasco

Categoria: Arte
Comentários: 1
Museu de Grão Vasco

O Museu de Grão Vasco é um privelegiado lugar de um estudo da cultura que abarca toda a época de quinhentos, fazendo a transição do século XV, para o século XVI, ou seja da idade Média para a Moderna.

Este imponente edifício que é hoje o Museu, foi construído na última década do século XVI, no tempo que governava na diocese de Viseu, os bispos D. Nuno de Noronha e Frei D. António Sousa.

Juntamente com a bela catedral de Viseu, forma um conjunto arquitetónico tão singular, que marcou profundamente o perfil da cidade.

O Paço dos três escalões, como foi designado, foi também designado de Seminário e Paço Episcopal até ao século XIX. Depois, cumpriu outras missões de caráter cívico e de utilidade pública.

O edifício estabeleceu-se na cudade em 1916 é é atualmente, um notável escrínio de arte, guardando coleções diversificadas e significativas de espaço e tempo, da cultura portuguesa.

As suas coleções são notáveis, em especial na pintura, em que sobressai a coleção de Primitivos, A Escola de Viseu, aguarelas e cenas naturalistas.

Na escultura, alberga a notável coleção de Imaginária da Escola de Coimbra, e riquíssimas imagens de madeira estofada e policromada do século XV e XVI.

Ao nível do mobiliário, contêm um conjunto de peças singulares artísticas, desde cómodas a bufetes, sofás, cadeiras e cómodas papeleiras.

Na cerãmica destaca-se raros exemplares de cerâmica portuguesa do século XVi e XVII e lindas porcelanas das ìndias e da Vista Alegre.

Além destas, a ourivesaria oferece excelentes peças artísticas, custódias, cálices, bules, fruteiras e lavandas.

É ilustrado com preciosas peças do século XVI e XVII, especialmente coleções de Cristos.
O formidável suporte documental, consta da pintura de Vasco Fernandes, o chamado Grâo Vasco, que reflete o quadro social e economico de uma época de grande abertura ao conhecimento.

Refere-se que neste período, do século, já viajavam as ideias e as mercadorias, típicas dos Descobrimentos Portugueses.

Os objetos litúrgicos fortemente evovcativos da mesma época, completam a lição de pintura e registo de uma sociedade articulada em determinado tempo e lugar.

Para quem pretende visitar este museu famoso, o serviço de educação do Museu, está contactável através de ofício, fax e telefone e proporciona visitas guiadas, que são particularmente dirigidas a grupos escolares e mantêm contacto com professores, a quem distribuem material de apoio às mesmas.

A parte histórica, onde se situa o museu grão Vasco é palco de visitas de turistas e realização de festas e eventos, sobretudo no verão, em que há muitas festas da cidade e a famosa Feira Franca, muito conhecida e frequentada no mês de Agosto e Setembro.


Teresa Maria Batista Gil

Título: Museu de Grão Vasco

Autor: Teresa Maria Gil (todos os textos)

Visitas: 0

621 

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 1 )    recentes

  • Teresa Maria Batista GilTeresa Maria Batista Gil

    18-09-2012 às 14:57:18

    O Museu de Grão Vasco está localizado junto da Séu de Viseu, muito próximo do Rossio.è visitado por muita gente, em virtude de reunir obras de Grão Vasco e de pintores famosos.Contêm uma bela coleção de quadros que contribuem para a riqueza e beleza deste museu.Além de ser um museu conhecido por todo o mundo, oferece a possibilidade de ser visitado frequentemente por professores e alunos da cidade de Viseu, para atividades escolares.

    ¬ Responder

Comentários - Museu de Grão Vasco

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Como cuidar de Plantas de interior

Ler próximo texto...

Tema: Bricolage Jardim
Como cuidar de Plantas de interior\"Rua
Cada planta tem um comportamento diferente, vou colocar aqui alguns cuidados que servem para a maioria delas.

LUZ:

Os principais erros no cultivo de plantas de interior é a falta de luz.
Se elas estiverem em locais onde não há luz suficiente, isso pode ser corrigido com a instalação de luz artificial, existe no mercado lâmpada que imitam a luz natural.


TEMPERATURA:

Mudanças bruscas de temperatura retardam e até paralisa o crescimento da planta, bem como causa a queda de folhas.


UMIDADE:

A maioria das plantas necessita de uma umidade atmosférica adequada.
Normalmente notamos que a planta não está com a umidade correta quando acontece ficarem amarelas e a queda de folhas.


IRRIGAÇÃO:

Conselhos básicos:
Uma planta em fase de crescimento vai precisar de mais água que uma que está em fase de dormência, ou já atingiu o seu tamanho adulto.
Durante a floração a planta precisa de mais água que em sua fase de crescimento
Em ambientes internos mais quentes é evidente que a planta vai precisar de mais águas que em ambientes mais frios.
Para saber qual é o momento exato de molhar, enfie o dedo no substrato, se sentir ele seco, chegou a hora

FERTILIZANTE:

Para que a planta tenha um desenvolvimento harmonioso convém usar periodicamente de fertilizantes que podem ser líquido ou sólidos.
No mercado existe a venda fertilizante com fórmulas específicas para cada planta.
Após a utilização do fertilizante regue a planta.

LIMPEZA:

Faça regularmente a limpeza de folhas secas e caule, pois elas são bastante positivas não só esteticamente como para a saúde das plantas.
Se estiver acumulada muita poeira sobre as folhas, espane, e depois passe um pano húmido
Atenção: Existe algumas espécies, que tem as folhas aveludadas, tipo a Violeta Africana, Begônia Rex, etc. que não deve ser colocada água é só usar uma escovinha bem macia.

TROCA DE VASO:

De uma maneira geral após 1 ou 2 anos as plantas de interior devem ser colocadas em vasos de tamanho maior.
Isso deve ser feito porque as raízes passam a ocupar um grande espaço e também porque o substrato vai perdendo sua composição inicial.
A época mais adequada varia de planta para planta, algumas devem ser feitas na primavera e outras quando estão na fase de repouso.
Aproveite para obterem mudas, separando brotos e dividindo touceiras.

Pesquisar mais textos:

Miguel Pereira

Título:Como cuidar de Plantas de interior

Autor:Miguel Pereira(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Briana AlvesBriana

    13-10-2014 às 04:09:31

    Muito bom! É tão gratificante cuidar de plantas. A gente vê o quanto elas florescem quando são bem-cuidadas. Amei as dicas!

    ¬ Responder
  • Rua DireitaRua Direita

    18-04-2014 às 22:36:55

    Fantástico seu texto, a Rua Direita agradece!

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios