Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Outros > Como beijar?

Como beijar?

Categoria: Outros
Como beijar?

Das duas, uma. Ou este assunto interessa aos principiantes, ou existe muita gente, que se julga com prática que vem aqui espreitar a forma indicada para beijar.

O acto de beijar traz sempre sentimento, mas pode acabar em desilusão. Beijar é bom e ser beijado também, mas como saber a melhor forma de o fazer?

Antes de mais, um beijo é sempre algo que traz um cariz muito sensual e a envolvência pode ser tão fenomenal que fará parte de uma imagem da grande tela.

Qualquer momento é bom para beijar, mas atenção, nem todos os beijos são bem aceites em determinados lugares. Naturalmente que não acha bonito um beijo apaixonante, bem Francês (com língua) no meio da rua, quando passam velhinhos e crianças, certo?

Beijar de forma perfeita tem os seus truques e dicas, e se tem algumas dúvidas leia o que se segue. Se no entanto, sabe que beija bem, não deixe de ler também, pois o aprender não ocupa lugar.

Antes de mais, e esta regra serve para as duas partes, mantenha os lábios hidratados. Com um pouco de saliva ou em situações mais drásticas, com batom incolor do cieiro.

Quando começar por querer beijar, aproxime-se de olhos abertos e dirija a sua boca lentamente para a boca da sua cara-metade. Só quando os lábios se juntarem é que deve fechar os olhos. Há obviamente muita gente que gosta de manter os olhos abertos, mas numa fase inicial, beije como no cinema e feche os olhos levemente.

Um leve beijo nos lábios deve ser o inicio de tudo. Um leve toque, dois leves toques, três leves toques. Toque docemente, mesmo que a boca esteja ligeiramente entreaberta. Sentir o tacto e o calor, nesta fase é o mais importante.

Por esta altura, estará com alguma vontade de sentir um pouco mais, certo? Está então na altura de abrir um pouco a boca. Se a sua cara-metade não reagir, pode ser que tenha de esperar um pouco mais, mas vá tentando sem forçar.

Depois das línguas se tocarem docemente, não tente chegar ao estômago da outra parte. Percebeu o que lhe quis dizer? É isso mesmo. Não invada com a sua língua, todo o espaço da boca da outra pessoa. Além de ser um espaço muito próprio, é muito desagradável para quem é beijado dessa forma. Parece quase uma brutalidade, quando um beijo tem de ser um momento profundo de sentimentos.

Agora deixe-se levar pela s emoções e não se esqueça que não são só os lábios que beijam. As mãos principalmente também ajudam. Abrace e toque docemente na cara da sua companhia. Esta é uma forma perfeita de beijar.


Carla Horta

Título: Como beijar?

Autor: Carla Horta (todos os textos)

Visitas: 0

633 

Imagem por: ooznu

Comentários - Como beijar?

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Futuro da Tecnologia, Qual o Limite?

Ler próximo texto...

Tema: Informática
Futuro da Tecnologia, Qual o Limite?\"Rua
Futuro da Tecnologia, Qual o Limite?

Bom, Não é de hoje que tecnologia vem surpreendendo a todos nós com grandes revoluções e os custos que diminuem cada vez mais.
Hoje em dia é comum ver crianças com smarthphones com tecnologia que a 10 anos atrás nem o celular mais moderno e caro do mercado tinha.
Com isso surgiram sugiram vários profetas da tecnologia e visionários, tentando prever qual será o próximo passo.

E os filmes retratam bem esse tema e usam essa formula que atrai a curiosidade das pessoas.
Exemplos:

Minority report - A nova lei de 2002 (Imagem)

Transcendence de 2014

Em Transcendence um tema mais conspiratório, onde um ser humano transcende a uma consciência artificial e assim se torna imortal e com infinita capacidade de aprendizagem.
Vale a pena ver tanto um quanto o outro filme. Algumas tecnologias de Minority Report, como utilizar computadores com as mãos (caso do kinect do Xbox 360 e One) e carros dirigidos automaticamente, já parecem bem mais próximo do que as tecnologias vistas em Transcendence, pois o foco principal do mesmo ainda é um tema que a humanidade engatinha, que é o cérebro humano, a máquina mais complexa conhecida até o momento.

Eu particularmente, acredito que em alguns anos teremos realmente, carros pilotados automaticamente, devido ao investimento de gigantes como o Google e o Baidu nessa tecnologia.

Também acho que o inicio da colonização de Marte, vai trazer grandes conquistas para humanidade, porém grandes desafios, desafios esses que vão nos obrigar a evoluir rapidamente nossa tecnologia e nossa forma de encarar a exploração espacial, não como um gasto, mas sim como um investimento necessário a toda humanidade e a perpetuação da sua existência.

A única salvação verdadeira para humanidade e para o planeta terra, é que seja possível o ser humano habitar outros planetas, seja localizando planetas parecidos com a terra ou mudando planetas sem condições para a vida em planetas habitáveis e isso só será possível com gente morando nesses planetas, como será o caso do Marte. O ser humano com a sua engenhosidade, aprendeu a mudar o ambiente a sua volta e assim deixou de ser nômade e da mesma forma teremos que aprender a mudar os mundos, sistemas, galáxias e o universo a nossa volta.

Espero que tenham gostado do meu primeiro texto.
Obrigado à todos!
Até a Próxima!


Pesquisar mais textos:

Érico da Silva Kaercher

Título:Futuro da Tecnologia, Qual o Limite?

Autor:Érico da Kaercher(todos os textos)

Imagem por: ooznu

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios