Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Motas > Trave a precipitação

Trave a precipitação

Categoria: Motas
Comentários: 1
Trave a precipitação

Os aficionados das motas, isto é, os verdadeiros, os autênticos, estabelecem com ela uma aliança semelhante à matrimonial. Não tem nada a ver com aquela rodela horrorosa com que a prendem a um poste ou banco de jardim, obviamente, mas com a afeição que lhe rendem e com o facto de os dois se tornarem um só quando em movimento. Efectivamente, se não houver interacção, não existe equilíbrio! Tal como acontece, por vezes, num casamento, as tendências são contrárias. Assim, se a moto pender para um lado, o condutor deve posicionar o corpo para o oposto. Este saracoteado evita muitas quedas e respectivas consequências. O relaxamento de todos os músculos é outro dos segredos. A tensão em nada favorece e pode mesmo afigurar-se como perigosa, dado que o corpo duro em cima da mota é equivalente a deparar-se com curvas quadradas.

A chuva é mais um inimigo para os motociclistas. A visibilidade fica reduzida para todos os veículos que circulam, o piso torna-se especialmente escorregadio e o desconforto de se envergar uma roupa molhada ou fria é susceptível de comprometer grandemente a concentração, o que representa um risco acrescido de acidente. No entanto, perante a impossibilidade de não andar à chuva, há cuidados básicos passíveis de fazer toda a diferença.

Evitar os cantos das curvas é um deles, pois é normalmente lá que se acumulam sujidades varridas pelas chuvadas, tais como óleos e combustíveis derramados, que ficam a parecer manteiga. Desviar-se das poças de água também é boa ideia: podem camuflar buracos que obriguem o sítio onde as costas mudam de nome a aplanar de repente, devido à perda de aderência por parte dos pneus. Por uma questão de segurança, convém diminuir a pressão destes para aumentar a superfície de contacto e, deste modo, a adesão ao solo. É preciso, porém, não esquecer de os voltar a calibrar mal pare de chover!

Travar com a estrada encharcada requer atenção redobrada. O resultado da acção é, normalmente, retardado porque o disco do travão está molhado, mas há que resistir à tentação de premir este último com mais força, porquanto ele pode, simplesmente, bloquear as rodas. Portanto, o essencial é manter a calma, mesmo em condições bastante adversas.

O período mais indicado para se iniciar uma viagem é o da manhã, por ser a altura em que o corpo e a mente estão mais descansados e activos. À noite, não é sensato viajar sozinho; será vantajoso convocar outros companheiros de jornada ou solicitar a companhia de alguém com carro.

Usar roupas que possuam protecções rígidas, de tamanho justo, a fim de não chocalhar ao vento, e atar a bagagem ou usar uma mochila, desde que o peso não seja excessivo, para não fatigar o piloto, são pistas de valor. Afinal, com chuva ou sem ela, o importante é não meter água!...



Maria Bijóias

Título: Trave a precipitação

Autor: Maria Bijóias (todos os textos)

Visitas: 0

603 

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 1 )    recentes

  • MarissolMarissol

    08-06-2010 às 22:40:37

    Gostei muito esse tema da moto e interessante um dia tambem serei como ela fuiii.

    ¬ Responder

Comentários - Trave a precipitação

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

O Mito da Entrevista de Emprego

Ler próximo texto...

Tema: Empresariais
O Mito da Entrevista de Emprego\"Rua
Aguardando há meses pela oportunidade de um novo emprego e após ser aprovado em várias etapas do processo de seleção eis que surge um empecilho: a entrevista de emprego.

Diversas dúvidas passam pela cabeça do candidato como o que vestir, como sentar-se, qual o tom de voz adequado, o que o entrevistador espera como resposta e como impressioná-lo provando ser a pessoa certa para a vaga a ser ocupada.

A verdade é que não há regra que garanta o sucesso em uma entrevista, porém, algumas atitudes e cuidados precisam ser tomados. Abaixo seguem 10 dicas que auxiliarão o candidato enfrentar essa fase do processo de seletivo de forma mais segura, não importando a área ou cargo pretendido.

1. Seja pontual. A pontualidade é uma forma de demonstrar respeito, consideração e compromisso com a empresa, porém, ser pontual não significa ser precipitado, chegando com muito tempo de antecedência. Para isso programe-se: quanto tempo você levará para chegar até o local combinado para a entrevista? E se houver algum tipo de atraso? Programe-se para que os prazos possam ser cumpridos. Se o atraso for inevitável entre em contato com a empresa e explique o motivo para o mesmo solicitando a possibilidade de remarcar o compromisso.

2. Vista-se de maneira condizente ao cargo que irá ocupar. Mesmo parecendo ser uma superficialidade, a forma como o candidato se veste pode influenciar a decisão do entrevistador, portanto, causar uma boa impressão é essencial. Para isso pesquise o perfil da empresa, se possível observe a forma como os funcionários se vestem e use na entrevista algo um pouco mais formal do que usaria todos os dias para ir ao trabalho.

3. Zele por uma boa aparência. Como descrito acima causar uma boa impressão é essencial, dessa forma, a higiene pessoal é indispensável. Vale ressaltar que perfumes e maquiagem exagerados são pontos negativos em uma entrevista.

4. Tenha em mente suas principais realizações profissionais e as evidencie. Quais os principais desafios que essas lhe trouxeram e o que aprendeu em cada uma delas. Se é seu primeiro emprego vale ressaltar suas experiências escolares e acadêmicas como trabalhos em grupos, projetos realizados, programas de estágio e trainee.

5. Tenha atitudes positivas. Um método de entrevista consiste em perguntas aparentemente absurdas que não possuem, necessariamente, respostas prontas. O que ele deseja na verdade é avaliar seu raciocínio lógico, portanto, seja criativo, argumente e crie estratégias para sair dessa saia justa.

6. Seja genuíno e autentico. Mesmo estando sob pressão seja você na entrevista. Não minta nem use máscaras. O recrutador provavelmente perceberá que você não está sendo sincero.

7. Tenha argumentos. “Por que você quer trabalhar aqui?” ou “Quais serão suas contribuições para essa empresa?” são perguntas básicas em uma entrevista de empregos. Portanto, tenha bons argumentos para esses questionamentos.

8. Mostre-se interessado. Faça perguntas plausíveis ao entrevistador.

9. Seja gentil e educado a todo o momento. Muitas empresas costumam analisar o candidato no momento em que esse inicia o processo seletivo.

10. Mostre-se confiante. Se você fará a entrevista de emprego é porque já passou por outras fases do processo seletivo, ou seja, tem muitos pontos a seu favor. Acredite no seu potencial .

Outros textos do autor:
O Mito da Entrevista de Emprego

Pesquisar mais textos:

Mabelly Venson

Título:O Mito da Entrevista de Emprego

Autor:Mabelly Venson(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios