Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Internet > Evite o roubo de identidade on-line

Evite o roubo de identidade on-line

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Internet
Comentários: 2
Evite o roubo de identidade on-line

A internet é sem dúvida um mundo de grandes possibilidades, no entanto o que importa é estar atento aos seus perigos e proteger bem os dados pessoais. Esta é uma premissa fundamental para evitar roubos pessoais de dados.

Não haja dúvida que a intenet é cada vez mais utilizada , quer seja para negócios, comunicação, jogos ou meros contactos com amigis ausentes.

O pior é que os burlões da net se tornam cada vez mais sofisticados e estão constantemente a inventar coisas novas para atacar o internauta, não se deve pois, de modo nenhum estar despercebido desta situação e o que importa mesmo é estar sempre alerta para esta situação.




Todo o cuidado é pouco quando se trata de dar dados pessoais, como por exemplo cartões de crédito ou outra informação, morada, telemóvel ou outros contactos, são já muito comuns o uso de mensagens de correio electrónico, a fim de convencer a pessoa a dar os seus dados bancários. Este método de fraude, designa-se de phishing, sendo o seu objectivo convencer a pessoa a fornecer dados. Claro que estes mails são falsos e nunca se deve dar qualquer resposta. É,sim um novo método de crime on-line e que está em franco crescimento. Não são raros já os roubos, por este método, cujo objectivo é apenas furtar contas.

Para reduzir os ataques informáticos nunca se deve revelar a ninguém a palavra passe e o número das contas. Os ladrões criam páginas falsas e fazem-se passar por organizações. Se tiverem acesso aos dados principais, passam desde logo á acção de roubo, neste caso o fundamental é saber detectar os e-mails e web sites fraudulentos e não dar qualquer informação.

É ainda necessário ter muito cuidado com as redes sociais porque é um local onde se colocam fotografias da família e amigos, fala-se de coisas pessoais, como férias, problemas e outros. Ou seja, são alvo de revelação de coisas pessoais e comuns.

No que diz respeito a estas redes, não se deve revelar informações e contactos. Uma das melhores medidas é saber com quem se conversa e partilha informação para evitar ser alvo de crime.

Para quem é muito desconfiado o melhor é nem usar as redes sociais e por trancas à porta no PC.
Normalmente os falsos e-mails mostram urgência no envio dos dados. Por isso devemos estar sempre atentos apara os identificar.

O ídeal é ainda não aceitar amizades desconhecidas que se podem revelar bastante enganadoras.


Pedro gil Ferreira

Título: Evite o roubo de identidade on-line

Autor: Pedro gil Ferreira (todos os textos)

Visitas: 0

642 

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 2 )    recentes

  • Luene ZarcoLuene

    26-10-2014 às 03:05:00

    Você está certo! A gente que usa bastante a internet devemos ter esse cuidado com a nossa vida pessoal e informações sigilosas. É preciso ter boas ferramentas para manter tudo funcionando bem.

    ¬ Responder
  • M.L.E.- Soluções de ClimatizaçãoEduardo

    18-04-2014 às 20:31:26

    Este texto ajudou me muito é com o vídeo deu para concluir muito bem ....parabéns !!

    ¬ Responder

Comentários - Evite o roubo de identidade on-line

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Superstições Náuticas

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Barcos
Superstições Náuticas\"Rua
Todos temos as nossas manias e superstições. Não que se trate de comportamentos compulsivos, mas a realidade é que mesmo para quem diz que não liga nenhuma a estas coisas, as superstições acompanham-nos.

Passar por baixo de uma escada, deixar a tesoura, uma porta de um armário ou uma gaveta aberta ou até deixar os sapatos em posição oposta ao correcto, são das superstições mais comuns. As Sextas-feiras 13 também criam alguma confusão a muita gente, mas muitos são os que já festejam e brincam com a data.

Somos assim mesmo, supersticiosos, uns mais do que outros, mas é uma essência que carregamos, mesmo que de forma inconsciente.

Existem no entanto profissões que carregam mitos mais assustadores do que outros, e por exemplos muitos actores não entram em palco sem mandar um “miminho” uns aos outros.

Caso de superstição de marinheiro é dos mais sérios e se julga que se trata só de casos vistos em filmes de piratas, desengane-se. Os marinheiros dos dias de hoje carregam superstições tão carregadas de emoção quanto os de outros tempos.

Umas mais caricatas do que outras, as superstições contam histórias e truques. Por exemplo, contra tempestades, muitos marinheiros colam uma moeda no mastro dos navios.

Tal como fazem os actores, desejar boa sorte a um marinheiro antes de embarcar, também não é boa ideia. Os miminhos dados antes de entrar em palco também servem para o efeito.

Dar um novo nome a um barco é uma péssima ideia para um marinheiro. Dizem que muitos há que não navegam em barcos rebaptizados.

Lembra-se que os piratas de outros tempos utilizavam brincos? Pois isto faz parte de uma superstição. Dizem que os brincos evitam que se afoguem.

Entrar com um pé direito na embarcação é sinal de bons ventos. Tal como acontece com muitos de nós, os marinheiros também não gostam de entrar de pé esquerdo.

Já desde remotos tempos se dia que assobiar traz tempestades. Ora aqui está um mote dos marinheiros, pelo que se assobiar numa embarcação, arrisca-se a ter chatices com o marinheiro.

Verdades ou mentiras, as superstições existem e se manter os seus próprios mitos acalma um marinheiro, então que assim seja. Venham as superstições náuticas que cá estamos para as ouvir.

Já agora uma curiosidade ainda maior. Dizem que se tocar a gola de um marinheiro passará a ter sorte. Será verdade ou foi um marinheiro que inventou?

Pesquisar mais textos:

Carla Horta

Título:Superstições Náuticas

Autor:Carla Horta(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Rua DireitaRua Direita

    17-06-2014 às 06:39:27

    Não acredito em superstições de forma alguma.
    Cumprimentos,
    Sophia

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios