Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Flash Read > Língua Portuguesa: Demais Ou De Mais?

Língua Portuguesa: Demais Ou De Mais?

Categoria: Flash Read

Isto é um bom questionamento: “Demais” ou “de mais”? Será que “de mais” existe mesmo? Ou apenas existem os demais? Qual é a forma correta? Qual deve ser empregada nos textos? Enfim, várias dúvidas surgem quanto ao uso certo ou errado, por isso, aprenda hoje como utilizá-la de forma correta. É bem simples!

Demais ou de mais?


1) Demais ( = junto)
É advérbio de intensidade ( = muito) ou pronome indefinido (= o restante, os outros);
- Ela fala demais ( fala muito = advérbio);
- Ela está sofrendo demais (sofrendo muito = advérbio);
- Um reclamava, os demais aplaudiam (o restante = pronome);
- Isto está resolvido, os demais problemas veremos amanhã (os outros = pronome).

2) De mais ( = separado)
Quando apresenta o sentido oposto ao de menos ( = após um substantivo ou pronome):
- Chegar de madrugada não tem nada de mais;
- Há médicos de menos para doentes de mais;
- Não peço nada de mais, apenas que me ame;
- O irmão é de menos, mas a irmã é de mais.

Que interessante, não? Se você aprecia aprender mais, bem como tirar suas dúvidas, então, fique sempre de olho às nossas dicas aqui na Rua Direita. Esperamos você!

Luene Zarco

Título: Língua Portuguesa: Demais Ou De Mais?

Autor: Luene Zarco (todos os textos)

Visitas: 0

477 

Comentários - Língua Portuguesa: Demais Ou De Mais?

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

O meu instrumento musical avariou!

Ler próximo texto...

Tema: Instrumentos Musicais
O meu instrumento musical avariou!\"Rua
É inevitável que, mais cedo ou mais tarde, um instrumento musical precise de reparação.

Mesmo que conheçamos bem o nosso instrumento e o consigamos arranjar, na maioria das vezes é necessário um técnico para o fazer com a melhor das qualidades.

Eventualmente, nem será necessário existir um problema com o instrumento, poderá ser apenas uma questão de manutenção. 

No caso de uma guitarra, por exemplo, qualquer instrumentista é perfeitamente capaz de substituir uma corda partida e tirar da guitarra o mesmo som que ela tinha.

No entanto, existem reparações, seja uma amolgadela no tampo ou uma tarraxa arrancada, que convêm ser feitas por técnicos especializados.

Por norma, as próprias casas que vendem instrumentos musicais efectuam essas reparações ou são capazes de aconselhar técnicos para as fazer.

Mediante o instrumento musical em questão, a reparação ou manutenção poderá ser mais cara. É sempre mais fácil arranjar um técnico que repare um piano do que um que arranje oboés.

Apesar de ser normal cuidar do nosso instrumento musical regularmente, os percalços acontecem todos os dias. Para os contornar, há sempre alguém que nos poderá aconselhar melhor do que nós próprios.

Apesar de poder sair mais caro, temos também a certeza de que o nosso instrumento foi arranjado por especialistas no assunto.

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:O meu instrumento musical avariou!

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • luiz fabiano 18-02-2012 às 15:48:28

    boa tarde amigos preciso de um cabo flex da lcd da camera g70 se aulguem tiver mande um email obrigado

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios