Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Alimentação > Vitamina A é essencial para a visão

Vitamina A é essencial para a visão

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Alimentação
Visitas: 14
Vitamina A é essencial para a visão

«A cenoura faz os olhos bonitos.» Esta é uma expressão que toda a gente vai ouvindo muitas vezes, sobretudo na infância, como uma deixa persuasiva para comer o dito vegetal. Contudo, existe uma base de fundamento nesta afirmação. De facto, o betacaroteno presente em abundância nas cenouras é transformado pelo nosso organismo em vitamina A, que é essencial para a visão, especialmente a noturna.

Um défice desta vitamina é suscetível de gerar determinadas alterações e patologias oculares que, em última instância, podem redundar em cegueira. Paralelamente, acredita-se que a deficiência em vitamina A esteja relacionada com o desenvolvimento de cataratas e o aparecimento de degeneração macular (ocorrida em pessoas a partir de certa idade). Nos países mais pobres, onde a alimentação é escassa e pouco variada, a carência de vitamina A é a causa mais frequente de doenças nos olhos e de cegueira.

Alimentos como o tomate, o pimento verde e o vermelho, a cenoura, a abóbora, a papaia, o agrião, a couve, os espinafres, os vegetais com cor carregada, o fígado, a gema de ovo, o leite, o queijo, a manteiga e o óleo de peixe, constituem excelentes fontes de vitamina A.

Para além da manutenção da visão, esta vitamina é indispensável ao crescimento do ser humano, atuando também no sistema imunológico, mormente no que respeita à proteção contra doenças infeciosas, mantendo ainda saudáveis as mucosas.

As lacunas em vitamina A podem ter diversas origens (falta de amamentação ou desmame precoce, consumo insuficiente de alimentos ricos nesta vitamina ou de outros com gordura, que permite a absorção de vitaminas lipossolúveis, como é o caso da vitamina A) e consubstanciam uma enfermidade nutricional grave, sendo ocasião de cegueira previsível em crianças, para além de contribuírem para o aumento das mortes e doenças infeciosas nesta faixa etária. Fotofobia (sensibilidade excessiva à luz), redução do paladar e do olfato, stress, lesões na pele, edema e secura das mucosas e cancro nos olhos são outras complicações possíveis. Em crianças desnutridas o risco de diarreia, patologias respiratórias e sarampo é incrementado. Infeções recorrentes podem ser um sinal de carência de vitamina A, uma vez que as defesas ficam debilitadas.

Uma quantidade reduzida de vitamina A conduz ainda ao ressequimento do revestimento transparente do olho (córnea) e da conjuntiva, podendo acarretar danos irreversíveis e mesmo a cegueira.

A vitamina A, com propriedades antioxidantes, é igualmente importante para o correto desenvolvimento dos ossos e dos dentes, bem como para o crescimento de um feto saudável. Está incluída na maioria dos multivitamínicos e encontra-se disponível em cápsulas de gelatina mole, comprimidos mastigáveis ou efervescentes, ou em ampolas. Não obstante a sua relevância, é preciso ter cuidado com os exageros…


Maria Bijóias

Título: Vitamina A é essencial para a visão

Autor: Maria Bijóias (todos os textos)

Visitas: 14

768 

Imagem por: bogenfreund

Comentários - Vitamina A é essencial para a visão

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

O que é uma Open House?

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Imóveis Venda
O que é uma Open House?\"Rua
Este é um tema que vem pôr muito a lindo o trabalho de alguns mediadores imobiliários e do seu trabalho.

Quando temos um imóvel para vender, muitos são os métodos a utilizar e os meios que nos levam até eles para termos o nosso objetivo cumprido – A venda da Casa.
Quando entregamos o nosso imóvel para que uma mediadora o comercialize, alguns aspetos têm de ser tidos em conta, como a legalidade da empresa e quem será a pessoa responsável pela divulgação da sua casa, mas a ansia de vermos o negócio concretizado é tanta, que muitas vezes nos escapa a forma como fazem a referida divulgação e publicidade do imóvel.

Entre anúncios na internet e as conhecidas folhas nas montras dos estabelecimentos autorizados, muitas mediadoras optam por fazer uma ação que está agora muito em voga que é uma Open House. Mas afinal, o que é isto de nome estrangeiro que tanto se vê pelas ruas e em folhetos de anúncio?

Ora bem, a designação em Português é muito simples – Casa Aberta. E na realidade, uma Open House é isso mesmo. Abrir uma Casa para que todos a possam ver. NO entanto, requerem-se alguns aspetos que as mediadoras normalmente preveem, mas que é fundamental que o proprietário do imóvel também tenha consciência e conhecimento.

Por norma as imobiliárias só fazem este tipo de intervenção e ação em imóveis que têm como exclusivo, isto é, quando é uma só determinada mediadora, a autorizada a poder comercializar o imóvel.

Em segundo lugar, este tipo de ação de destaque requer à mediadora custos com tempo, recursos humanos e financeiros.
A mediadora começa por marcar um dia próprio que por norma é datado para um feriado ou fim de semana. Faz então publicidade local através de folhetos e flyres anunciando a Open House, o dia e a hora, tal como o local. Muito provavelmente serão tiradas fotografias ao seu imóvel.

Através de redes sociais também poderão ser divulgadas as ações.
No dia da Open House, o local será indicado com publicidade da sua casa e da imobiliária e começarão a aparecer visitas ao imóvel.

Sugiro que não tenha mobiliário e muito menos valores em casa. O ideal será o imóvel estar desocupado de todos e quaisquer bens, por uma questão de segurança, mas também porque as áreas parecerão maiores e isso com toda a certeza ajuda à venda.

A imobiliária será responsável pela limpeza e trato do imóvel, pelo que se ocorrerem danos, serão eles os responsáveis.
Neste tipo de ações, é normal que a concorrência das imobiliárias apareça e faça parcerias que para si só trará vantagens.

Uma Open House pode não ser uma ação de destaque em Portugal, mas por exemplo nos Estados Unidos, é o normal e mais agradável. Os clientes não se sentem pressionados como numa visita normal e os negócios concretizam-se com muito mais rapidez e naturalidade.

Pesquisar mais textos:

Carla Horta

Título:O que é uma Open House?

Autor:Carla Horta(todos os textos)

Imagem por: bogenfreund

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios