Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Alimentação > Os legumes fazem bem

Os legumes fazem bem

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Alimentação
Visitas: 10
Comentários: 1
Os legumes fazem bem

Fonte de muitas vitaminas, elas dão cores as refeições você inda leva de graça muita saúde. Os legumes colorem o nosso prato e não são só para deixá-los mais bonitos. Alguma substancia capazes de prevenir doenças são as respostáveis pelas tonalidades desses alimentos.

Portanto, as cores também representam saúde? Por exemplo, a betacaroteno, representa em alimentos amarelos e alaranjados, pode prevenir certos tumores assim como o licopeno, que esta em frutas e legumes vermelhos. Os nutricionistas recomendam a ingestão de legumes pelo menos em 2 porções diárias. Eles são ricos em fibras, e vitaminas e minerais, alem das informações sobre os benefícios e nutrientes presentes em cada um delas, ainda selecionamos algumas dicas para que você previna doenças alivie alguns sintomas que atrapalham seu dia a dia. Mas lembre- se, elas não substituem as recomendações e receita medica, portanto, a orientação de um profissional é sempre necessária.

Abobora – combate o câncer melhora a digestão. Existem bons motivos para você colorir seu prato diariamente. Os legumes de tão amarelados e alaranjados, são as melhores fontes de betacaroteno. Portanto, quanto mais alaranjada, mais betacaroteno a abobora tem. Essa substancia pode ajudar a prevenir alguns tipos de câncer, como o de cólon. Os legumes também possuem fibras e baixo os níveis de colesterol ruim na corrente sanguínea e contribuem para uma boa digestão. as suas sementes podem prevenir a hiperplasia da próstata, que é o crescimento da glândula, comum entre homens de 40 a 60 anos de idade.

Abobrinha- proteja as mães e os bebes. Ela fornece duas importantes substancia: o magnésio e o ácido fólicos. O magnésio contribui na absorção do cálcio pelos ossos e na assimilação de proteínas e carboidratos, alem de ter função relaxante. Já o acido fólico não pode faltar no cardápio de quem pensa em engravidar. E indicado para as gestantes, ele é essencial para a boa forma do feto, prevenindo defeitos neurológicos e na coluna vertebral. Também pode enjôos nos primeiros 3 meses de gravidez, diminui os riscos de parto prematuro e melhorar a qualidade do leite materno. O acido fólico ainda continua sendo importante durante os primeiros anos de vida da criança. Por isso, adicione à refeição dos pequenos, bastante abobrinha, que, em 100g, oferece 20mg da poderosa substância.

Batata-saborosa e energético. É extremamente versátil: servida na salada, assada com carne, como purê e de muitas outras formas. Contêm muitos carboidratos, o que atrapalha na dieta, mais serve como ótima fonte de energia e é bastante indicada para crianças e adolescentes em fase de crescimento. Possui grande quantidade de potássio, que ajuda a acabar com a retenção de líquidos do organismo e auxílio na contração muscular. Suas principais vitaminas são a B6, que elimina toxinas e C, antioxidante.



Waldiney Melo

Título: Os legumes fazem bem

Autor: Waldiney (todos os textos)

Visitas: 10

780 

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 1 )    recentes

  • Sheila Schildtana claudia

    15-07-2009 às 16:54:04

    parabens pela explicação sobre a abobrinha tenho consumido bastante e dado ao meu filho fiquei surpressa com tanta coisas que ela nos oferece,um forte abraço claudia

    ¬ Responder

Comentários - Os legumes fazem bem

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Autobiografia de Alice B. Toklas, de Gertrude Stein, pela primeira vez em Portugal

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Literatura
Autobiografia de Alice B. Toklas, de Gertrude Stein, pela primeira vez em Portugal\"Rua
Gertrude Stein foi uma escritora de peças de teatro, de peças de opera, de ficção, de biografia e de poesia, nascida nos Estados Unidos da América, e escreveu a Autobiografia de Alice B. Toklas, vestindo a pele, e ouvindo pela viva voz da sua companheira de 25 anos de vida, os relatos da historia de ambas, numa escrita acessível, apresentando situações caricatas ou indiscretas de grandes vultos da arte e da escrita da sua época. Alice B. Toklas foi também escritora, apesar de ter vivido sempre um pouco na sombra de Stein. Apesar de ambas terem crescido na Califórnia, apenas se conheceram em Paris, em 1907.


Naquela altura, Gertrude vivia há quatro anos com o seu irmão, o artista Leo Stein, no numero 27 da rue de Fleurus, num apartamento que se tinha transformado num salão de arte, recebendo exposições de arte moderna, e divulgando artistas que viriam a tornar-se muito famosos. Nestes anos iniciais em Paris, Stein estava a escrever o seu mais importante trabalho de início de carreira, Three Lives (1905).


Quando Gertrude e Alice se conheceram, a sua conexão foi imediata, e rapidamente Alice foi viver com Gertrude, tornando-se sua parceira de escrita e de vida. A casa, como se referiu atrás, tornou-se um local de reunião para escritores e artistas da vanguarda da época. Stein ajudou a lançar as carreiras de Matisse, e Picasso, entre outros, e passou a ser uma espécie de teórica de arte, aquela que descrevia os trabalhos destes artistas. No entanto, a maior parte das críticas que Stein recebia, acusavam-na de utilizar uma escrita demasiado densa e difícil, pelo que apenas em 1933, com a publicação da Autobiografia de Alice B. Toklas, é que o trabalho de Gertrude Stein se tornou de facto reconhecido e elogiado.


Alice foi o apoio de Gertrude, foi a dona de casa, a cozinheira, grande cozinheira aliás, vindo mais tarde a publicar algumas das suas receitas, e aquela que redigia e corrigia o que Gertrude lhe ditava. Assim, Toklas fundou uma pequena editora, a Plain Editions, onde publicava o trabalho de Gertrude. Aliás, é reconhecido nesta Autobiografia, que o papel de Gertrude, no casal, era o de marido, escrevendo e discutindo arte com os homens, enquanto Alice se ocupava da casa e da cozinha, e de conversar sobre chapéus e roupas com as mulheres dos artistas que visitavam a casa. Depois da morte de Gertrude, Alice continuou a promover o trabalho da sua companheira, bem como alguns trabalhos seus, de culinária, e um de memórias da vida que ambas partilharam.


Assim, este livro que inspirou o filme “Meia noite em Paris”, de Woody Allen, é um livro a não perder, já nas livrarias em Portugal, pela editora Ponto de Fuga.

Pesquisar mais textos:

Liliana Félix Leite

Título:Autobiografia de Alice B. Toklas, de Gertrude Stein, pela primeira vez em Portugal

Autor:Liliana Félix Leite(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios