Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Beleza > O melhor tratamento para cada tipo de cabelo

O melhor tratamento para cada tipo de cabelo

Categoria: Beleza
Visitas: 26
O melhor tratamento para cada tipo de cabelo

Assim como a pele, existem diversos tipos de cabelo. A indústria cosmética cada vez mais vem ampliando seu leque de opções quando o assunto é tratamento capilar. Esses produtos vem para atender às necessidades de cada tipo de cabelo, para que o resultado do tratamento possa ser bem mais eficaz. Por isso é importante que você saiba qual seu tipo, assim você pode optar pelos produtos que mais se adequam à estrutura do seu cabelo. Depois disso, é importante que você avalie do que seu cabelo precisa, pois cada tratamento tem suas particularidades e é indicado para problemas diferentes. Aqui listaremos quais os tratamentos mais adequados para cada tipo de cabelo. Confira agora os cuidados que cada tipo de fio exige e escolha o que é melhor para o seu caso.

Cabelos secos
Este tipo de cabelo tem a aparência opaca e áspera. Geralmente é bem desidratado e quebra com facilidade. O tipo de tratamento recomendado para este cabelo são aqueles à base de aminoácidos e lipídios, pois estes acabam por devolver os nutrientes que foram perdidos por conta do ressecamento. Escovas progressivas não são indicadas para quem tem cabelo seco, pois tornam o mesmo ainda mais quebradiço. Outra dica é fazer uso de produtos sem enxágue. Eles ajudam a evitar o aspecto ressecado e protegem os fios.

Cabelos oleosos
Este tipo mantém a oleosidade concentrada na raiz e comprimento, dando um aspecto de cabelo sujo. O tratamento para este tipo de cabelo deve se concentrar na remoção de impurezas presentes no couro cabeludo, proporcionando hidratação aos fios. Um tratamento atualmente muito requisitado para cabelos oleosos, é a argiloterapia. Este processo age como um peeling capilar, eliminando células mortas. Para ajudar na boa aparência dos fios, lave-os frequentemente com água fria, usando pouco condicionador e evitando cremes sem enxágue.

Cabelos tingidos
Estes fios são aqueles que mais demandam cuidados. É indicado para quem tem cabelos tingidos que, quinzenalmente, façam uso de máscaras capilares para cabelos coloridos. Estas ajudam na manutenção da cor e evitam o desbotamento. Também é muito importante que se faça uma hidratação a cada semana, para que se possa repor os nutrientes perdidos no processo de tingimento. O ideal é que se escolha uma boa marca de linha reparadora, pois elas agem como antioxidantes e blindam os pigmentos da tinta, prolongando a cor nos fios, além de nutri-los e hidratá-los.

Cabelos normais
Cabelos normais possuem uma estrutura mais equilibrada: não tem aparência ressecada e a oleosidade está na medida certa. A manutenção deles é muito mais simples. Recomenda-se que estes cabelos sejam lavados de dois em dois dias, com shampoo neutro. Cremes leave-in ajudam a mantê-los hidratados e com brilho. Muito cuidado ao usar máscaras capilares, pois em excesso, elas deixam os fios pesados e com aparência modificada. Evite usar produtos para outros tipos de cabelo, pois estes podem acabar alterando a estrutura dos seus fios.

Cabelos com química
Geralmente são cabelos que contém químicas de alisamento e progressiva. Para contornar os danos causados pelo excesso de química, indica-se a reconstrução capilar. Este tratamento repõe nutrientes, restaura a fibra capilar e hidrata, deixando os fios com aparência mais natural e saudável.

Cabelos crespos
Cabelos crespos possuem uma estrutura que dificulta a distribuição uniforme da oleosidade pelos fios. Com isso, o cabelo acaba se tornando quebradiço e ressecado. Para quem possui este tipo de cabelo, recomenda-se o uso de derivados de silicone, óleos vegetais e proteínas. Estes fecham as escamas do cabelo e repõem alguns nutrientes.

Cabelos lisos
É um cabelo que apesar de ter uma maior resistência, apresenta menos flexibilidade. Isto faz com que esses fios quebrem com muita facilidade. Evite o excesso de produtos, que acabam deixando o cabelo mais oleoso e pesado. Quinzenalmente, aplique um shampoo de limpeza profunda e hidrate apenas as pontas. Esse processo ajuda a remover a oleosidade, deixando o cabelo mais solto e saudável.
Sempre invista em produtos bons e específicos, que se adeque às suas necessidades capilares. É importante que você faça a manutenção e hidratação dos fios em casa. Independente do seu tipo de cabelo, o mais ideal seria que você procurasse o auxílio de profissionais da área, pois estes estão bem mais qualificados para identificar melhor seu tipo de cabelo, indicando assim o tratamento mais adequado para deixar suas madeixas saudáveis e maravilhosas!


Kamilla Campelo

Título: O melhor tratamento para cada tipo de cabelo

Autor: Kamilla Campelo (todos os textos)

Visitas: 26

1 

Comentários - O melhor tratamento para cada tipo de cabelo

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Os benefícios do piso laminado

Ler próximo texto...

Tema: Materiais Construção
Os benefícios do piso laminado\"Rua
Ao se realizar uma obra, ou na renovação de ambientes, há sempre muitas opções de técnicas e tecnologias de construção civil, arquitetura e decoração a serem escolhidas da forma mais adequada ao resultado que se espera. O piso adequado ao ambiente que se está construindo ou reformando é uma questão bastante relevante para o sucesso do empreendimento e para o bem-estar dos usuários.

Os tipos de pavimentos ou assoalhos ou revestimentos são diversificados e para cada tipo de ambiente, construção e gosto pessoal há um mais adequado. Pelos inúmeros benefícios que tem apresentado, o piso laminado tem sido bastante escolhido como revestimento nos ambientes modernos. Ele é composto por quatro camadas, feitas de fibras de madeira de alta densidade, lâminas de celulose, lâminas decorativas e filme cristalino de celulose, colados diretamente ao chão. Essa composição garante estabilidade, beleza, resistência, facilitando a limpeza. Somente com estes argumentos já se pode notar as vantagens desse tipo de piso, contudo ainda existem outras.

Os pisos laminados custam menos que os pisos de madeira, seu substrato é ecologicamente correto, já que as madeiras utilizadas na composição desse piso provêm de florestas certificadas e possui fácil instalação, sem a necessidade de pregá-lo ao chão. Além disso, os pisos laminados não precisam de envernizamento como os pisos de madeira que causam mau cheiro e sujeira. Os pisos laminados são mais resistentes que os pisos de madeira devido a sua alta pressão. A superfície dos pisos laminados de alto tráfego contém papel decorativo que garante diversas possibilidades de estampas e combinações.

Existem, portanto, dois tipos distintos de pisos laminados. Os pisos laminados de madeira têm em sua composição madeira natural e são revestidos com verniz. São indicados para ambientes residenciais e menos movimentados. Os pisos laminados de alto tráfego são compostos por madeiras de alta densidade cobertas por papel decorativo. São mais resistentes e, em virtude disso, indicados para ambientes de grande circulação. Podem estar em ambientes residenciais, porém para ambientes comerciais é o ideal.

Os pisos laminados são resistentes à luz do sol, a riscos e a manchas. São práticos devido à diversificada opção de padrões e funcionais devido à facilidade de limpá-lo. Acomodam-se perfeitamente em qualquer ambiente, proporcionando fácil decoração. Entretanto, medidas para mantê-lo em bom estado por mais tempo (apesar da sua alta durabilidade) devem ser tomadas. Colocar proteção na entrada das portas evita a instalação de sujeira e pedras. Forrar móveis e peças decorativas, que entrem em contato com o piso, é recomendado, a fim de não marcá-lo. Esses forros podem ser feitos com tecidos felpudos ou recortes em feltro. Forrar os móveis ao movimentá-los é apropriado para não riscar o piso. Salto alto fino com base metálica também marca esse tipo de piso. Evitar molhar em demasia o piso é necessário, pois caso contrário pode haver o inchamento do piso. Deve-se mantê-lo sempre seco.

Esse tipo de piso também tem a vantagem de não carregar cupins, contudo é preciso verificar as condições de presença desses insetos. Ambientes com cupins requerem a desintetização prévia.

Pesquisar mais textos:

Rosana Fernandes

Título:Os benefícios do piso laminado

Autor:Rosana Fernandes(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Rua DireitaRua Direita

    12-05-2014 às 12:45:43

    O piso laminado é muito bom, sua durabilidade é de quase 40 anos e são mais fáceis de manter.
    Cumprimentos,
    Sophia

    ¬ Responder
  • silvana 22-02-2014 às 18:17:44

    o piso laminada tem durabilidade de quantos anosposso passar pano umido no piso loaminado

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios