Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Instrumentos Musicais > Foi na Loja do Mestre André

Foi na Loja do Mestre André

Visitas: 48
Comentários: 1
Foi na Loja do Mestre André

Qual de nós já não cantou a música tão conhecida entre as crianças – “Foi na Loja do Mestre André”.” Para algum, esta cantiga remota à infância, para outros já mais experientes nas andanças da vida, a canção lembra os tempos em que se ensinavam brincadeiras aos filhos e aos netos.

As cantigas para crianças têm sempre um cariz de aprendizagem, isso é a verdade, e a Loja do Mestre André não é uma exceção! Mas o que ensina as crianças esta canção de autoria desconhecida, mas imortalizada por Carlos Alberto Moniz.

Não ensina que só o Mestre André vende instrumentos, nem o Dó Ré Mi. Ensina sim, os sons transmitidos pelos instrumentos.

Foi na Loja do Mestre André
Que eu comprei um pianinho
Plim, plim, plim, um pianinho
Ai olé, Ai olé, Foi na Loja do Mestre André...
Tum, tum, tum, um tamborzinho...
Tá, tá, tá uma corneta...
Tiro-liro-liro um pifarito...

As crianças são perfeitas esponjas de conhecimentos e cultura. Absorvem tudo o que vêm e ouvem, e da forma mais criativa, fazem a sua própria interpretação.

Existem ainda musicas e histórias que ensinam as crianças que o piano não faz só plim, plim, plim, ou que o pifaro é somente um nas dezenas de instrumentos de sopro que podemos encontrar.

Ajudar uma criança a identificar os instrumentos pelos sons é bastante importante, mas perde o interesse se a informação ficar por aí.

Existem no mercado livros que ensinam a origem dos instrumentos. Não basta o som dos mesmo, a história, o país onde foram criados é tão importante quanto o som que emitem. Muitas vezes a história até justifica a sonoridade.

Aprender que o violino de Stradivarius foi um aperfeiçoamento de outros instrumentos de cordas de um curioso Italiano que se chamava Antonius Stradivarius, ou que existia um instrumento antes do piano que era o cravo, mas que em Florença, em 1700, um homem chamado Bartolomeu decidiu aperfeiçoar e criar o que faz hoje o conhecido plim, plim, plim...

Se um livro não emite sons (na grande maioria das vezes), opte por um DVD. Existem vários no mercado, e em vez de optar pelos bonecos animados violentos e que ocupam os olhos curiosos das crianças, escolha sbre instrumentos.

Uma boa alternativa á levar os seus filhos a espaços destinados ao conhecimento da música. Aqui aprende-se de tudo. Desde o toque, ao som, às mil e uma histórias que existem para contar sobre quase todos os instrumentos musicais.

Permita que os seus filhos conheçam a música para além de pouca sonoridades. Quem sabe não tem nos seus filhos uns futuros músicos de renome.


Carla Horta

Título: Foi na Loja do Mestre André

Autor: Carla Horta (todos os textos)

Visitas: 48

793 

Imagem por: HippieDude

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 1 )    recentes

  • marina

    15-06-2013 às 14:35:28

    oi garela tudo bem

    ¬ Responder

Comentários - Foi na Loja do Mestre André

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Os primeiros brinquedos

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Brinquedos
Os primeiros brinquedos\"Rua
O brinquedo é mais do que um objecto para a criança se divertir e distrair, é também uma forma de conhecer o mundo que tem ao seu redor e para dar asas à sua imaginação. Desta forma, os brinquedos sempre estiveram presentes na sociedade.

Os primeiros brinquedos datam de 6500 anos atrás, no Japão, em que as crianças brincavam com bolas de fibra de bambu. Entretanto há 3000 anos surgiram os piões feitos de argila e decorados, na Babilónia.

No século XIII apareceram os soldadinhos de chumbo, porém só eram acessíveis às famílias nobres. Cinco séculos mais tarde, apareceram as caixas de música, criadas por relojoeiros suíços.

As bonecas são muito antigas, surgiram enquanto figuras adoradas como deusas, há 40 mil anos, mas a primeira fábrica abriu apenas em 1413 na Alemanha. Barbie, a boneca mais famosa do mundo, foi criada em 1959, mas ainda hoje é das mais apetecíveis pelas crianças.

O grande boom dos brinquedos aconteceu quando se descobriu o plástico para o fabrico. Mesmo assim, muitas famílias não podiam comprar brinquedos aos filhos, como tal, estes utilizavam diversos tipos de materiais e construíam os seus próprios brinquedos.

Actualmente, as crianças têm acesso a uma enorme variedade de brinquedos, desde bonecas, a carros telecomandados, a videojogos… Educativos ou apenas lúdicos, há de tudo e para todos os gostos e preços.

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:Os primeiros brinquedos

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Imagem por: HippieDude

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • umdolitoys 23-01-2013 às 05:46:38

    Adorei a reportagem! e tenho algo para vocês verem!!

    Espero que gostem!!!

    ¬ Responder
  • sofia 22-07-2012 às 21:56:29

    Achei muito interecante e muito legal saber que ano foi fabricadoas bonecas

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios