Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Beleza > Flacidez no abdômen

Flacidez no abdômen

Categoria: Beleza
Comentários: 3
Flacidez no abdômen

Praia, sol, piscina, biquíni, muitas pessoas sentem até um frio na barriga só de pensar em expor sua barriguinha. Muitas pessoas sofrem pelo mesmo motivo. Você não se sentir a vontade com sertã parte de seu corpo por ser provocado por certas mudanças tanto na vida social como na vida pessoal e isso tem trazido problemas psicológicos, para as mulheres.

A flacidez abdominal acontece principalmente após certa idade, ou depois da primeira ou segunda gravidez, ou pela perda de peso considerado. As atividades físicas com uma dieta equilibrada, muitas vezes são suficientes para ter um abdômen bonito e definido, mas isso é se você não tiver um excesso de pele pois uma vez instalado só se resolve com bisturi.

A técnica de abdominoplastia é que é necessária uma boa avaliação para decidir qual é a mais indicada a esse caso. Sempre é bom ter uma conversa no consultório pois é fundamental para averiguar as expectativas em relação ao próprio corpo. Por isso é fundamental esta consulta para que o profissional descubra o que a pessoa espera na cirurgia e até mesmo para avaliar o seu perfil psicológico e assim decidir qual técnica utilizara e dizer as possibilidades e os limites que a técnica apresenta.

A cirurgia do abdômen é realizada por meio de uma incisão em formato arqueado logo a cima da implantação dos pêlos pubianos. Seu comprimento varia em função da flacidez abdominal e, portanto a qualidade de pele a ser retirada. A cicatriz é posicionada de forma a ficar escondida sob o biquíni. O umbigo não é removido, mas é apenas remodelado para fins estéticos e deve ser fixada a aponeurose para se conseguir um bom resultado, mas natural e harmônico. Alem do excesso de pele outro fator que incomoda muito as paciente é a falta de definição na cintura e isto é devido a dois fatores: a diátese (afastamento) dos músculos reto abdominais que ocorre principalmente depois da gravidez, onde temos que reposicionar toda essa musculatura para corrigir, e o segundo fator é a gordura localizada nessa área, onde a lipoaspiração será necessária e assim conseguimos um melhor contorno na cintura. O período de internação é de 24 horas e o tempo da cirurgia varia de 2 a 4 horas.

Saiba que a cirurgia poderá ser realizada através de anestesia geral ou peridural. Os resultados definitivos começam a ser observados entre 6 a 12 meses do pós-operatório.



Waldiney Melo

Título: Flacidez no abdômen

Autor: Waldiney (todos os textos)

Visitas: 0

810 

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 3 )    recentes

  • Carla HortaCarla Horta

    08-10-2012 às 23:46:57

    Em muitos casos a cirurgia é a única solução para voltar a ter um barriguinha perfeita. Apesar dos cuidados a que hoje muitas mulheres se sujeitam, é após a gravidez que a flacidez no abdômen surge e os seus efeitos são permanentes apesar das tentativas de fazê-la desaparecer. As cirurgias para além de não estarem ao alcance de qualquer um têm uma recuperação dolorosa, mas o resultado pode superar espetativas.

    ¬ Responder
  • Daniela VicenteDaniela Vicente

    08-10-2012 às 23:41:49

    flacidez no abdómen é algo muito comum, pois é uma parte do corpo muito difícil de ser trabalhada. acho que com um pouco de esforço tudo é possível, mas com tantas coisas boas nos supermercados é difícil controlar e não comer. por outro lado, é dificil tirar um pouco do dia para fazer exercício físico ainda mais especializado para o abdómen. a corrida já por si é óptima e elimina umas calorias a mais.

    ¬ Responder
  • André BelacorçaAndré Belacorça

    08-10-2012 às 19:59:11

    por vezes acontece,quando se engorda demais, mas fica a sugestão, fazer uns quantos abdominais por dia durante vários meses, nada melhor que isso. Passará quase certamente, e ficam muito mais bonitos

    ¬ Responder

Comentários - Flacidez no abdômen

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Martelos e marrettas

Ler próximo texto...

Tema: Ferramentas
Martelos e marrettas\"Rua
Os martelos e as marretas são, digamos assim, da mesma família. As marretas poderiam apelidar-se de “martelos com cauda”. Elas são bastante mais robustas e mantêm as devidas distâncias: o cabo é maior.

Ambos constituem, na sua génese, amplificadores de força destinados a converter o trabalho mecânico em energia cinética e pressão.

Com origem no latim medieval martellu, o martelo é um instrumento utilizado para “cacetear” objectos, com propósitos vários, pelo que o seu uso perpassa áreas como o Direito, a medicina, a carpintaria, a indústria pesada, a escultura, o desporto, as manifestações culturais, etcétera, variando, naturalmente, de formas, tamanhos e materiais de composição.

A diversidade dos martelos é, realmente, espantosa. O mascoto, por exemplo, é um martelo grande empregue no fabrico de moedas. Com a crise económica que assola o mundo actualmente, já se imaginam os governantes, a par dos banqueiros, de martelo em punho para que não falte nada às populações…

Há também o marrão que, mais do que o “papa-livros” que tira boas notas a tudo, constitui um grande martelo de ferro, adequado para partir pedra. Sempre poupa trabalho à pobre água mole…

O martelo de cozinha serve para amaciar carne. Daquela que se vai preparar, claro está, e não da de quem aparecer no entretanto para nos martelar a paciência…!

Já no âmbito desportivo, o lançamento do martelo representa uma das provas olímpicas, tendo sido recentemente adoptado na modalidade feminina. Imagine-se se, em vez do martelo, se lançasse a marreta… seria, certamente, mesmo sem juiz nem tribunal, a martelada que sentenciaria a sorte, ou melhor, o azar de alguém!

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:Martelos e marrettas

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios