Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Alimentação > Prefira o natural!

Prefira o natural!

Categoria: Alimentação
Visitas: 16
Prefira o natural!

A alimentação, que antigamente constava do que se produzia na horta ou se comprava em lojas de confiança, mas que, em qualquer caso, era natural e fresco, hoje integra sobretudo produtos sujeitos a processamento industrial. Estes, para além de comportarem corantes, emulsionantes, espessantes, conservantes e outros “antes” sintéticos e, portanto, artificiais e nocivos para a saúde, detêm demasiadas calorias e proporcionam um baixo nível de saciedade. Por outras palavras, engorda-se a passar fome. De facto, não são as gorduras nem os açúcares que preenchem as necessidades nutricionais. Colateralmente, verifica-se o aparecimento de carcinomas associados ao aparelho digestivo, em boa medida como consequência da potencialidade cancerígena destes compostos.

Até os ingredientes que hoje em dia se escolhem para uma sopa, por exemplo, já foram submetidos a uma preparação prévia e, geralmente, ao processo de congelação. Deixou de haver tempo para ir ao mercado comprar legumes. Também, à hora que se sai do emprego haviam de estar num lindo estado, todas de “orelha” murcha, e ostentando uma cor mais próximo do amarelo do que do verde… A evolução fez com que se concebessem embalagens assépticas com hortícolas já lavados, prontos a gastar. Qualquer dia, alguém se lembrará que talvez mastigados sejam ainda mais vantajosos! Assistiremos, nesse caso, à comercialização de vegetais liquefeitos. Torna-se tudo mais rápido e automático para o intestino…

Não há dúvida que estamos na era da cozinha da lata, do pacote e do take away. Aliás, estes estabelecimentos, cada vez mais procurados, e não só aos Domingos ou em dias em que não se tem oportunidade de cozinhar, germinam agora como cogumelos em qualquer esquina. Inclusive nas zonas rurais, onde se supunha haver mais tempo e condições para dedicar às artes culinárias, a par de uma reiterada aversão a tais modernices, vão aparecendo e aumentando, a olhos vistos, o volume de negócio. A preguiça está a conquistar terreno e a instalar-se…!

A charcutaria é outro dos domínios em franca expansão. Não obstante os conselhos de nutricionistas e médicos em sentido contrário, as populações aderem incondicionalmente ao reino do presunto, chouriço, mortadela, paio, bacon, queijo, e o famigerado fiambre, presente em qualquer lanche que se preze, ou conduto indispensável numa sandes que sirva de almoço. Para satisfazer os gostos mais requintados, inventaram cortá-lo em fatias finíssimas e, supostamente, retirar a algumas categorias parte da adiposidade. Paralelamente, devem estar a criar porcos com cinco pernas, uma vez que também existe um fiambre da perna extra!...

Maria Bijóias

Título: Prefira o natural!

Autor: Maria Bijóias (todos os textos)

Visitas: 16

615 

Comentários - Prefira o natural!

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Futuro da Tecnologia, Qual o Limite?

Ler próximo texto...

Tema: Informática
Futuro da Tecnologia, Qual o Limite?\"Rua
Futuro da Tecnologia, Qual o Limite?

Bom, Não é de hoje que tecnologia vem surpreendendo a todos nós com grandes revoluções e os custos que diminuem cada vez mais.
Hoje em dia é comum ver crianças com smarthphones com tecnologia que a 10 anos atrás nem o celular mais moderno e caro do mercado tinha.
Com isso surgiram sugiram vários profetas da tecnologia e visionários, tentando prever qual será o próximo passo.

E os filmes retratam bem esse tema e usam essa formula que atrai a curiosidade das pessoas.
Exemplos:

Minority report - A nova lei de 2002 (Imagem)

Transcendence de 2014

Em Transcendence um tema mais conspiratório, onde um ser humano transcende a uma consciência artificial e assim se torna imortal e com infinita capacidade de aprendizagem.
Vale a pena ver tanto um quanto o outro filme. Algumas tecnologias de Minority Report, como utilizar computadores com as mãos (caso do kinect do Xbox 360 e One) e carros dirigidos automaticamente, já parecem bem mais próximo do que as tecnologias vistas em Transcendence, pois o foco principal do mesmo ainda é um tema que a humanidade engatinha, que é o cérebro humano, a máquina mais complexa conhecida até o momento.

Eu particularmente, acredito que em alguns anos teremos realmente, carros pilotados automaticamente, devido ao investimento de gigantes como o Google e o Baidu nessa tecnologia.

Também acho que o inicio da colonização de Marte, vai trazer grandes conquistas para humanidade, porém grandes desafios, desafios esses que vão nos obrigar a evoluir rapidamente nossa tecnologia e nossa forma de encarar a exploração espacial, não como um gasto, mas sim como um investimento necessário a toda humanidade e a perpetuação da sua existência.

A única salvação verdadeira para humanidade e para o planeta terra, é que seja possível o ser humano habitar outros planetas, seja localizando planetas parecidos com a terra ou mudando planetas sem condições para a vida em planetas habitáveis e isso só será possível com gente morando nesses planetas, como será o caso do Marte. O ser humano com a sua engenhosidade, aprendeu a mudar o ambiente a sua volta e assim deixou de ser nômade e da mesma forma teremos que aprender a mudar os mundos, sistemas, galáxias e o universo a nossa volta.

Espero que tenham gostado do meu primeiro texto.
Obrigado à todos!
Até a Próxima!


Pesquisar mais textos:

Érico da Silva Kaercher

Título:Futuro da Tecnologia, Qual o Limite?

Autor:Érico da Kaercher(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios