Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Bricolage Jardim > Uma piscina ecológicos

Uma piscina ecológicos

Categoria: Bricolage Jardim
Visitas: 8
Comentários: 1
Uma piscina ecológicos

Com o aproximar do verão e do calor, todos sonhamos com uns banhos no mar ou, na falta deste, numa piscina. Uma ideia de frescura e sensação de leveza invade-nos o corpo e a mente, apenas interrompida pelo vento quente que sentimos na face. Claro que nos nossos sonhos a Terra não está em perigo e a falta de água não é uma realidade. Mas, infelizmente, cada vez mais devemos acostumar-nos à ideia de que a água é um bem essencial à vida e que temos de a preservar da melhor forma! Ora, encher uma piscina com água potável é, do ponto de vista ecológico, uma autêntico atentado ao nosso planeta.

Já ouviu falar em piscinas biológicas? Estas são uma forma relativamente simples de conciliar a felicidade de desfrutar da água da mesma forma, utilizando-a de uma forma racional e controlada, nestes dias em que a escassez de água é já uma realidade.

Esta ideia reúne, num só espaço, uma zona de natação e uma área de regeneração de plantas aquáticas. Na realidade, uma área depende da outra, existindo num equilíbrio ecológico, do qual resulta uma água limpa sem o recurso a tratamento químicos (mais uma vantagem para o meio ambiente). A vegetação e microorganismos presentes na zona de regeneração têm a função de limpar a água, mantendo-a biologicamente activa e livre de materiais em decomposição. Assim, a área de recreio está sempre limpa e convidando a ser utilizada.

Este conceito surgiu da interpretação do funcionamento dos ecossistemas aquáticos em equilíbrio, o qual se tentou pôr em prática de forma a dar resposta às necessidades do Homem. Após alguns anos de aplicação, surge, em 1983 na Áustria, a primeira piscina biológica, pelas mãos de Werner Gamerith.

Hoje existem em grande número, privadas e públicas, como forma de culmatar, em alguns casos, a distância a que as populações estão do mar, como em diversos países do centro da Europa.

Para além destas vantagens, posso ainda referir que a sua construção e manutenção é bastante económica. Para além disso, o facto de a vegetação adquirir diferentes tonalidades e formas ao longo do tempo, permite que o cenário em que a piscina está inserida, não seja monótono e constante. Não devemos ainda esquecer que todo o processo é reversível, não danificando ou inutilizando os solos.

Experimente! Sentir-se-á em perfeita harmonia com a natureza!


Cláudia Bandeira

Título: Uma piscina ecológicos

Autor: Cláudia Bandeira (todos os textos)

Visitas: 8

665 

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 1 )    recentes

  • Luene ZarcoLuene

    17-10-2014 às 14:09:17

    Não sabia que existia a possibilidade de ter uma piscina ecológica! Isso é bem importante para manter um ambiente preservado e com um toque mais natural. Adorei!

    ¬ Responder

Comentários - Uma piscina ecológicos

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Os benefícios do piso laminado

Ler próximo texto...

Tema: Materiais Construção
Os benefícios do piso laminado\"Rua
Ao se realizar uma obra, ou na renovação de ambientes, há sempre muitas opções de técnicas e tecnologias de construção civil, arquitetura e decoração a serem escolhidas da forma mais adequada ao resultado que se espera. O piso adequado ao ambiente que se está construindo ou reformando é uma questão bastante relevante para o sucesso do empreendimento e para o bem-estar dos usuários.

Os tipos de pavimentos ou assoalhos ou revestimentos são diversificados e para cada tipo de ambiente, construção e gosto pessoal há um mais adequado. Pelos inúmeros benefícios que tem apresentado, o piso laminado tem sido bastante escolhido como revestimento nos ambientes modernos. Ele é composto por quatro camadas, feitas de fibras de madeira de alta densidade, lâminas de celulose, lâminas decorativas e filme cristalino de celulose, colados diretamente ao chão. Essa composição garante estabilidade, beleza, resistência, facilitando a limpeza. Somente com estes argumentos já se pode notar as vantagens desse tipo de piso, contudo ainda existem outras.

Os pisos laminados custam menos que os pisos de madeira, seu substrato é ecologicamente correto, já que as madeiras utilizadas na composição desse piso provêm de florestas certificadas e possui fácil instalação, sem a necessidade de pregá-lo ao chão. Além disso, os pisos laminados não precisam de envernizamento como os pisos de madeira que causam mau cheiro e sujeira. Os pisos laminados são mais resistentes que os pisos de madeira devido a sua alta pressão. A superfície dos pisos laminados de alto tráfego contém papel decorativo que garante diversas possibilidades de estampas e combinações.

Existem, portanto, dois tipos distintos de pisos laminados. Os pisos laminados de madeira têm em sua composição madeira natural e são revestidos com verniz. São indicados para ambientes residenciais e menos movimentados. Os pisos laminados de alto tráfego são compostos por madeiras de alta densidade cobertas por papel decorativo. São mais resistentes e, em virtude disso, indicados para ambientes de grande circulação. Podem estar em ambientes residenciais, porém para ambientes comerciais é o ideal.

Os pisos laminados são resistentes à luz do sol, a riscos e a manchas. São práticos devido à diversificada opção de padrões e funcionais devido à facilidade de limpá-lo. Acomodam-se perfeitamente em qualquer ambiente, proporcionando fácil decoração. Entretanto, medidas para mantê-lo em bom estado por mais tempo (apesar da sua alta durabilidade) devem ser tomadas. Colocar proteção na entrada das portas evita a instalação de sujeira e pedras. Forrar móveis e peças decorativas, que entrem em contato com o piso, é recomendado, a fim de não marcá-lo. Esses forros podem ser feitos com tecidos felpudos ou recortes em feltro. Forrar os móveis ao movimentá-los é apropriado para não riscar o piso. Salto alto fino com base metálica também marca esse tipo de piso. Evitar molhar em demasia o piso é necessário, pois caso contrário pode haver o inchamento do piso. Deve-se mantê-lo sempre seco.

Esse tipo de piso também tem a vantagem de não carregar cupins, contudo é preciso verificar as condições de presença desses insetos. Ambientes com cupins requerem a desintetização prévia.

Pesquisar mais textos:

Rosana Fernandes

Título:Os benefícios do piso laminado

Autor:Rosana Fernandes(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Rua DireitaRua Direita

    12-05-2014 às 12:45:43

    O piso laminado é muito bom, sua durabilidade é de quase 40 anos e são mais fáceis de manter.
    Cumprimentos,
    Sophia

    ¬ Responder
  • silvana 22-02-2014 às 18:17:44

    o piso laminada tem durabilidade de quantos anosposso passar pano umido no piso loaminado

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios