Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Alimentação > Os benefícios do peixe na alimentação

Os benefícios do peixe na alimentação

Categoria: Alimentação
Visitas: 60
Comentários: 2
Os benefícios do peixe na alimentação

Muita gente não sabe, e outros nunca ouviram falar em fígado de bacalhau, mas saiba que nossas avós usavam com seus filhos e nossos pais gostavam muito de usar conosco, mas nós esquecemos esse que é tão eficaz, ou melhor, mais eficaz do que esses medicamentos atuais, se você não sabe disso, saiba agora que esse remédio é muito eficaz para a memória. Se vocês não conheciam ele é muito beneficio, a ciência já explica. Mas hoje não é preciso ser o óleo de fígado de bacalhau basta você colocar peixe na sua alimentação.

A medida essencial para manter um cérebro em forma é com o óleo de fígado de bacalhau, ou sashimi de salmão sardinha bem temperada, e os autores desta proeza esta na massa cinzenta dos ácidos graxos ômega-3, encontrado principalmente em espécies de água fria. Esse tipo de gordura influencia o desempenho cognitivo, pesquisa realizada já comprova que o ômega-3 estimula a produção de novos neurônios, participa do desenvolvimento e da manutenção do sistema nervoso e serve de matéria-prima para a produção de substância produtora do cérebro, esses ingredientes contribuem para o raciocínio ágil e uma memória de da inveja.

É recomendado em qualquer fase da gestação comer bastante peixe, pois ajuda a desenvolver o cérebro do feto, e após o nascimento, mais tarde conserva os neurônios funcionando as mil maravilhas até mesmo na maturidade. Sabe que o preparo é muito importante, pois a fritura costuma bloquear os efeitos positivos do ácido ômega, pois uma parcela deles se degrada quando é submetida à altíssima temperatura, e entenda que tudo que é frito enfrenta um calor muito maior do que aquilo que é assado, ensopado e grelhado. Saiba que o peixe além do ômega-3, seu teor de vitamina A, D, cálcio e fosfato é altíssimo. A vitamina D é uma grande aliada do cérebro, mais a maior aliada desta vitamina é a luz solar que estimula sua síntese no corpo humano, mas é bom sempre ter um pouco mais de extra com a alimentação.

Não importa se o peixe é de água doce ou salgada, pois os pescados são sempre ricos em vitamina, sais minerais e ainda fornecem proteínas de excelente qualidade, o importante é você acrescentar em sua alimentação duas a três vezes por semana. A cabeça do peixe em países oriental e até mesmo na Europa é muito comum preparar excelentes caldos, esse pedaço especificamente concentra grande quantidade de ferro, fósforo, cálcio, e proteínas, por tanto antes de jogá-lo no lixo pense duas vezes, e considere, pois é excelente um caldo de cabeça de peixe com um bom pirão. Saiba que no Brasil é diferente, a cabeça de peixe é jogado fora pela maioria dos brasileiros.

Waldiney Melo

Título: Os benefícios do peixe na alimentação

Autor: Waldiney (todos os textos)

Visitas: 60

799 

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 2 )    recentes

  • alcina anadegi da silva

    03-04-2013 às 16:36:59

    é verdade que o peixe é bom para mémoria mesmo cendo a pessoa já com uma idade avançada

    ¬ Responder
  • socorro carvalhosocorro carvalho

    18-08-2010 às 20:35:13

    gostei muito das dicas de como se comer bem! principalmente com relação ao peixe Parabens!!!

    ¬ Responder

Comentários - Os benefícios do peixe na alimentação

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Pulp Fiction: 20 anos depois

Ler próximo texto...

Tema: Arte
Pulp Fiction: 20 anos depois\"Rua
Faz hoje 20 anos que estreou um dos mais importantes ícones cinematográficos americanos.

Pulp Fiction é um marco do cinema, que atirou para a ribalta Quentin Tarantino e as suas ideias controversas (ainda poucos tinham visto o brilhante “Cães Danados”).

Repleto de referências ao cinema dos anos 70 e com uma escolha de casting excepcional, Pulp Fiction conquistou o público com um discurso incisivo (os monólogos bíblicos de Samuel L. Jackson são um exemplo disso), uma violência propositadamente mordaz e uma não linearidade na sucessão dos acontecimentos, tudo isto, associado a um ritmo alucinante.

As três narrativas principais entrelaçadas de dois assassinos, um pugilista e um casal, valeram-lhe a nomeação para sete Óscares da Academia, acabando por vencer na categoria de Melhor Argumento Original, ganhando também o Globo de Ouro para Melhor Argumento e a Palma D'Ouro do Festival de Cannes para Melhor Filme.

O elenco era composto por nomes como John Travolta, Samuel L. Jackson, Bruce Willis, Uma Thurman e (porque há um português em cada canto do mundo) Maria de Medeiros.

Para muitos a sua banda sonora continua a constar na lista das melhores de sempre, e na memória cinéfila, ficam eternamente, os passos de dança de Uma Thurman e Travolta.

As personagens pareciam ser feitas à medida de cada actor.
Para John Travolta, até então conhecido pelos musicais “Grease” e “Febre de Sábado à Noite”, dar vida a Vincent Vega foi como um renascer na sua carreira.

Uma Thurman começou por recusar o papel de Mia Wallace, mas Tarantino soube ser persuasivo e leu-lhe o guião ao telefone até ela o aceitar.

Começava ali uma parceria profissional (como é habitual de Tarantino) que voltaria ao topo do sucesso com “Kill Bill”, quase 10 anos depois.

Com um humor negro afiadíssimo, Tarantino provou em 1994 que veio para revolucionar o cinema independente americano e nasceu aí uma inspirada carreira de sucesso, que ainda hoje é politicamente incorrecta, contradizendo-se da restante indústria.

Pulp Fiction é uma obra genial. Uma obra crua e simultaneamente refrescante, que sobreviveu ao tempo e se tornou um clássico.
Pulp Fiction foi uma lição de cinema!

Curiosidade Cinéfila:
pulp fiction ou revista pulp são nomes dados a revistas feitas com papel de baixa qualidade a partir do início de 1900. Essas revistas geralmente eram dedicadas às histórias de fantasia e ficção científica e o termo “pulp fiction” foi usado para descrever histórias de qualidade menor ou absurdas.

Pesquisar mais textos:

Carla Correia

Título:Pulp Fiction: 20 anos depois

Autor:Carla Correia(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios