Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Vestuário > Com que gravata eu vou?

Com que gravata eu vou?

Categoria: Vestuário
Comentários: 1
Com que gravata eu vou?

Essa peça do vestuário tão comum aos homens em momentos mais formais é utilizada por milhões de pessoas, favorecendo um visual mais elegante e formal. Para os mais entendidos em gravatas, a partir dos modelos e formas de uso, pode-se perceber a personalidade do usuário. Atualmente a gravata, quando usada de maneira sóbria pelo sexo masculino, traduz um homem de negócios e responsabilidades. Já os adeptos das gravatas personalizadas demonstram um visual mais despojado. Porém nem todo o ambiente combina com esse tipo de acessório. Uma gravata personalizada sai da linha de composição do vestuário e passa a ser um acessório, já que chama à atenção e retrata uma brincadeira.

Os primórdios dessa peça, ainda com a constituição de um lenço no pescoço, apontam que ela teve sua origem nos guerreiros chineses no século III a.C., seguido dos guerreiros croatas e franceses, durante a Guerra dos Trintas anos. Após a guerra, a aristocracia francesa, no intuito de homenagear seus guerreiros, passou a incorporar essa peça em sua vestimenta. O rei da Inglaterra levou à moda essa peça que facilmente se espalhou pelo mundo com a expansão marítima. Em 1800 a gravata ganhou prestígio, gravateiros aumentaram e guias de nós surgiram. A gravata começou a indicar a personalidade de seu usuário e ainda tornou-se símbolo do trabalho em escritório. Nessa época surgiram as gravatas borboletas.

Com o passar do tempo e com a popularidade ganha, a gravata tomou o formato que possui hoje. Atualmente expressa o gosto e a personalidade de cada um. Há variedade de cores, estampas e tecidos, o que ajuda na composição de diferentes looks para os já adaptados ao seu uso e gera certa desvantagem para quem ainda não tem a prática e o discernimento para distinguir o tipo adequado para cada evento.

As gravatas de hoje têm de em torno de 140 centímetros e variam na largura. Gravatas mais finas são as preferidas na moda atual. A ponta da gravata deve posicionar-se na altura da fivela do sinto. Gravatas de boa qualidade ficam bem estendidas após o nó estar pronto. Os tecidos mais usados na confecção dessas peças são poliéster e  seda. As gravatas de seda são indicadas para dias mais quentes.

Combinar a cor e a estampa da gravata com o biotipo e a personalidade de cada um é fundamental. Pessoas com pele clara e cabelo escuro podem usar gravatas coloridas sem problema algum. Já as que possuem tanto cabelo quanto pele claras devem optar por gravatas em tons claros.

Para o sucesso no uso da gravata, o tipo de colarinho que se usa é importante. O colarinho vai cobrir a gola e deve estar de acordo com as características físicas, com a composição do visual e com a gravata escolhida. O colarinho não deve ser nem demasiado apertado nem tampouco folgado. As cores das camisas também influenciam o visual. Camisas brancas podem receber qualquer padrão de gravata. Camisas lisas coloridas precisam de mais atenção. Camisa preta combina com gravata escura. Camisas listradas podem ser usadas com padrões retangulares. Jamais devem ser usadas com padrões de listras iguais aos da camisa. Para camisa xadrez o ideal é gravata lisa.

Ainda outros detalhes requerem atenção quando o assunto é gravata. Para sua manutenção não é permitido que ela seja lavada. Em caso de mancha, o indicado é retirar a nódoa com papel ou pano úmido, utilizando um secador para eliminar a umidade. Gravata amassada é sinônimo de desleixo. Para passar a ferro é necessário que se coloque um pano entre ferro e gravata a fim de não danificar a vestimenta. Para manter as gravatas sem danos, o recomendado é que sejam guardadas esticadas.


Rosana Fernandes

Título: Com que gravata eu vou?

Autor: Rosana Fernandes (todos os textos)

Visitas: 0

684 

Imagem por: RLHyde

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 1 )    recentes

  • Rafaela CoronelRafaela

    21-08-2014 às 04:41:45

    Adoro homens de gravatas! Acho uma tremenda elegância! Principalmente, homens que tem barba, sei lá, acho que combina perfeitamente!

    ¬ Responder

Comentários - Com que gravata eu vou?

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Dicas para decorar salas pequenas.

Ler próximo texto...

Tema: Decoração
Dicas para decorar salas pequenas.\"Rua
A realidade das grandes cidades é que a maioria das pessoas mora em espaços pequenos. É fato também que todos desejam ter um ambiente acolhedor e aconchegante para receber amigos. Em contrapartida, na medida em que os espaços encolhem, a quantidade de aparelhos eletrônicos que utilizamos aumenta cada vez mais. Há ainda quem use a sala como home-office.

Nesta busca de inspiração para organizar e incrementar sua sala, encontramos uma série de sites especializados e blogs com muitas, muitas ideias. O conceito de D.I.Y. (do it yourself) que significa "faça você mesmo” nunca esteve tão na moda. É uma alternativa para reduzir gastos com mão de obra e nada melhor do que criar um espaço com um toque todo seu. Inspirações e ideias não faltam. Hoje, de certa forma todos nos sentimos meio decoradores.

Mas planejar a decoração de uma sala pequena exige alguns cuidados para que o ambiente não fique entulhado de móveis, disfuncional ou até mesmo desagradável.

Confira algumas dicas para decorar sua sala com estilo e valorizando seu espaço:
Os espelhos, além da autocontemplação, causam efeitos interessantes. Aplicados, por exemplo, em uma parede inteira pode duplicar a amplitude do ambiente. Pode ser usado também em móveis, tetos, em diversos formatos e valorizar a luminosidade da decoração.

As cores tem poder de causar sensações. Em ambientes com pouco espaço, elas podem colaborar para que a sensação de amplitude possa tanto aumentar quanto diminuir. Para pintar as paredes de sua sala aposte em cores claras. O teto com uma cor mais clara que a das paredes, por exemplo, pode simular uma elevação do teto, já em uma cor mais escura, promoverá uma sensação de rebaixamento do teto.

A escolha e posição dos móveis são um aspecto muito importante. Opte por poucos móveis, nunca de tamanhos exagerados e posicione-os de forma que valorize o espaço. Móveis que misturam poucos materiais, baixos e com linhas retas proporcionam leveza ao ambiente.

Uma solução muito interessante para espaços pequenos é a utilização de prateleiras. Caixas para produtos horto frutícolas reformadas podem se tornar lindas prateleiras. Mas cuidado com a profundidade, para não atrapalhar na disposição de outros móveis e objetos.

Móveis multifuncionais ou móveis inteligentes são excelentes alternativas para uma sala pequena. Um bom exemplo são pufes, que podem ser usados como mesas de centro ou ficarem alojados debaixo de aparadores e quando recebemos visitas podem se transformar em assentos extras. Mesas dobráveis também são uma ótima opção.

Escolher o mesmo piso ou revestimento pode dar a impressão de área maior, de continuidade. Mudanças drásticas de um ambiente para outro pode causar a sensação de divisão e consequentemente fazer parecer menor.

Algumas outras dicas: um sofá retrátil ou reclinável garante muito mais conforto e ocupa o espaço de um sofá simples. Suporte ou painéis móveis para TV possibilitam que ela seja movida na direção desejável. Caso o ambiente tenha escadas, escolher um modelo de escadas vazadas evita divisões e pode se tornar uma peça de destaque na sala. E para as cortinas, escolha tecidos leves, lisas e sem estampas.

De qualquer forma, ouse, não tenha medo de arriscar, crie, não copie, só assim será seu!

Luciana Santos.

Outros textos do autor:
Dicas para decorar salas pequenas.

Pesquisar mais textos:

Luciana Maria dos Santos

Título:Dicas para decorar salas pequenas.

Autor:Luciana Maria Santos(todos os textos)

Imagem por: RLHyde

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Carlos Rubens Neto 16-06-2016 às 16:20:24

    Excelente matéria! Parabéns Luciana ;)

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios