Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > DVD Filmes > Santa Cláusula (1994)

Santa Cláusula (1994)

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: DVD Filmes
Santa Cláusula (1994)

Hoje vou-vos falar de um fime de Natal. Este filme, que é quase tão velho como eu, é mágico e sempre que o vejo, sejam quantas vezes forem, a minha imaginação transporta-se e fico apaixonada por aquele mundo mágico em que Scott Calvin vive na época de Natal

Elenco
Este filme tem como personagem principal o fantástico Tim Allen (Scott Calvin). A sua ex-mulher Laura Miller é representada pela atriz Wendy Crewson; o marido de Laura, Dr. Neil Miller é Judge Reinhold e o pequeno Charlie foi protagonizado por Eric Lloyd.
Mais à frente encontramos David Krumholtz como Bernard, o chefe dos elfos, Paige Tamada como Judy, uma pequena e doce elfo que traz bebidas quentes ao Pai Natal e Kerrigan Mahan e Frank Welker como as renas.

Podemos também encontrar:
*Peter Boyle como Sr. Whittle
*Larry Brandenburg como Detetive Nunzio
*Mary Gros como Srta. Daniels
*Rebecca Oatt como Ela Mesma

Produção e distribuição
O filme “Santa Cláusula” foi produzido no estúdio Outlaw Productions e distribuido pela Walt Disney e Hollywood Pictures. Saíu no dia 11 de novembro de 1994, nos Estados Unidos da América.

Sinopse
Scott Calvin (Tim Allen) é um industrial bem sucedido no ramo dos brinquedos. Tudo parece perfeito na sua vida, exceto um pormenor: a sua ex-mulher Laura (Wendy Crewson), com quem passa a vida a discutir, e o filho comum de ambos, Charlie (Eric Lloyd), um pequenino de seis anos, que luta com a dúvida de dever ou não acreditar no Pai Natal. Scott fica com Charlie na véspera de Natal, apesar da falta de vontade do menino, que preferia ficar com a mãe e com o padrasto, Neil (Judge Reinhold), um psiquiatra que criou uma excelente relação com o rapazinho.

No entanto, nessa noite, Charlie ouve um barulho no telhado e acorda o pai, que ao verificar o que se passa, assusta um homem gordinho e barbudo, que estava no telhado com um fantástico casaco vermelho, fazendo-o cair. Esse homem é nada mais, nada menos, que o Pai Natal! Ao procurar uma identificação do homem caído, Scott encontra, com grande espanto, um cartão que o identifica como o Pai Natal e, no verso, adverte que, em caso de lhe acontecer algo, a pessoa que encontrasse o cartão devia vestir o seu fato, acrescentando no fim “A rena saberá o que fazer”.

Frase relevante: “Seeing is not believing. Believing is seeing.” – dita pela elfo Judy a Scott Calvin, quando ele diz que, apesar de ver tudo aquilo à sua volta, não consegue acreditar.

Espero que tenham gostado do resumo desta história fabulosa. Recomendo a todos vós que vejam este filme intemporal!


Patrícia Carvalho

Título: Santa Cláusula (1994)

Autor: Patrícia Carvalho (todos os textos)

Visitas: 0

604 

Comentários - Santa Cláusula (1994)

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Contador de moedas

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Material Escritório
Contador de moedas\"Rua
O mundo dos negócios exige um grande dispêndio de energia e muitas horas de trabalho. No entanto hoje já é possível fazer recurso da alta tecnologia para poupar tempo e dinheiro. O recurso às funções do computador para o comércio facilita e atrai muitos clientes para empresas e comerciantes. No que diz respeito a contas é possível fazer uma contagem rápida e eficaz do dinheiro, sem passar horas a contar e com o risco de engano. É por isso que cada vez mais pessoas ligadas a negócios e serviços optam por adquirir um contador de moedas. Deste modo sabem que poupam tempo e não falham na sua contagem.

Dos inúmeros equipamentos que a alta tecnologia põe ao dispor, este é sem dúvida um equipamento que beneficia em muito o trabalho de muita gente. Por ser pequeno é muito cómodo e exige pouco espaço, ou melhor pode ser colocado em qualquer lugar.

Torna-se evidente que as novas tecnologias vieram para simplificar a vida e trazem muitas vantagens, rentabilizam e poupam tempo. No caso do contador de moedas, sem enganos, falhas e complicações. É o ideal para ter num escritório de uma empresa, em escolas, cafés, pastelarias, salões de jogos, bancos, cinema, serviços financeiros e de tesouraria e outros ligados a serviços públicos e privados.

Em resumo, se está ligado a qualquer trabalho de comércio ou serviços pode poupar muto tempo e problemas apenas colocando um equipamento destes no seu espaço de trabalho. As suas vantagens são inúmeras, em especial: permite realizar uma contagem rápida das moedas dividindo-as e fazendo a sua soma, conta o total das moedas, o valor total em cada tipo de moedas e a quantidade de todas as moedas.

Contem e separa no mínimo duzentas e vinte moedas por minuto, sem erro, conta e separa tudo no mesmo equipamento, permite alimentar o aparelho com quantidades entre as trezentas e quinhentas moedas de cada vez e continuar a adicionar mais moedas enquanto está a contar. Além disso o aparelho pode ser programado para separar um número de moedas predeterminado.

O seu design é bastante inovador e resistente. Os materiais de elevada qualidade, de fácil ligação e paragem automática.

Possui uma elevada funcionalidade, baixo consumo (70W), pouco peso, aproximadamente quatro kg, velocidade ultra rápida, pequena dimensão e estão todos certificados pela EU. Deste modo também possuem garantia, são fáceis de usar e de arrumar.

As suas funções práticas permitem que o contador de moedas possa estar em qualquer lugar.

Pesquisar mais textos:

Teresa Maria Batista Gil

Título:Contador de moedas

Autor:Teresa Maria Gil(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios