Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Viagens > Viage com saúde e segurança

Viage com saúde e segurança

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Viagens
Comentários: 1
Viage com saúde e segurança

Viajar, é uma das grandes riquezas da humanidade pois permite conhecer o mundo, ver de perto as diferenças entre os países do planeta, modos, costumes e trages diversos.

É por isso que a palavra "viajar "faz cada vez mais, parte do universo diário de todos nós, seja para lazer, negócios, ampliar horizontes ou conhecer novas zonas geográficas.
Assim, há que tirar o máximo partido de uma viagem diferente e única, para desligar da rotina diária e ver as coisas com outros olhos.

No entanto, é importante não esquecer certos detalhes, a fim de prevenir coisas desagradáveis, como uma urgência na saúde, provocada por alimentos, diferença de temperatura ou outra.

As doenças mais frequentes de quem viaja com regularidade são normalmente de foro digestivo, qualidade da água ou falta de água potável, mariscos que provocam alergia ou falta de vacinas.

Para não correr os riscos acima mensionados,o melhor é incluir na mala de viagem, alguns medicamentos, em especial para gripes, infeções , febre, suplementos de fibra para os intestinos, á bese de aveia ou psilio, pomada para queimaduras, aspirina e vitamina C, por exemplo. Não esquecer ainda a malinha de primeiros socorros, com algodão, tesoura, pensos, mercúrio e álcool etc.

Prevenir as doenças é com efeito o melhor remédio, de modo que antes de partir deve-se fazer uma consulta, para verificar o estado de saúde geral e vacinas.

Independentemente do país de destino escolhido, existem sempre mudanças de hábitos, sobretudo alimentares, que causam instabilidade no nosso organismo.

De tal modo que, a primeira necessidade de quem viaja é sentir-se bem e em alta, para desfrutar dos momentos, como caminhadas, gastronomia e programas diferentes do habitual ou diversões. Estas podem incluir noitadas fora do habitual, que levam involuntáriamente a distúrbios e transtornos.

Na eventualidade de viajar para o Médio Oriente, Ásia ou África, convém tomar medidas preventivas que ajudem a evitar o aparecimento de distúrbios. Estas são por exemplo não beber água sem ser fervida, não usar gelo do congelador, evitar comer marisco não cozinhado ou carne, lavar os dentes com água de garrafa e lavar as mãos antes de comer.
Nalguns países deve prevenir-se também os surtos epidémicos, a malária e a sida, em special nos países tropicais.

A diarreia é um problema bastante habitual, nas mudanças alimentares e clima, por isso deve reforçar-se a hidratação e levar um antidiarreico à base de loporamida, que acalma o aparelho intestinal e restabelece os seus movimentos naturais.

Seguindo os cuidados essenciais de higiene e saúde e levando uma farmácia ambulate em miniatura é possível aproveitar ao máximo tudo o que uma viagem de sonho oferece.


Pedro gil Ferreira

Título: Viage com saúde e segurança

Autor: Pedro gil Ferreira (todos os textos)

Visitas: 0

605 

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 1 )    recentes

  • SophiaSophia

    13-06-2014 às 16:43:56

    Verdade, amigo! Senti isso com a mudança de uma cidade para outra, principalmente, a diarreia. Realmente, nossos costumes mudam, alimentação, rotina, tudo! Temos que nos adaptar! Adorei o texto para viajarmos com saúde e segurança!
    Cumprimentos,
    Sophia

    ¬ Responder

Comentários - Viage com saúde e segurança

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Os primeiros brinquedos

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Brinquedos
Os primeiros brinquedos\"Rua
O brinquedo é mais do que um objecto para a criança se divertir e distrair, é também uma forma de conhecer o mundo que tem ao seu redor e para dar asas à sua imaginação. Desta forma, os brinquedos sempre estiveram presentes na sociedade.

Os primeiros brinquedos datam de 6500 anos atrás, no Japão, em que as crianças brincavam com bolas de fibra de bambu. Entretanto há 3000 anos surgiram os piões feitos de argila e decorados, na Babilónia.

No século XIII apareceram os soldadinhos de chumbo, porém só eram acessíveis às famílias nobres. Cinco séculos mais tarde, apareceram as caixas de música, criadas por relojoeiros suíços.

As bonecas são muito antigas, surgiram enquanto figuras adoradas como deusas, há 40 mil anos, mas a primeira fábrica abriu apenas em 1413 na Alemanha. Barbie, a boneca mais famosa do mundo, foi criada em 1959, mas ainda hoje é das mais apetecíveis pelas crianças.

O grande boom dos brinquedos aconteceu quando se descobriu o plástico para o fabrico. Mesmo assim, muitas famílias não podiam comprar brinquedos aos filhos, como tal, estes utilizavam diversos tipos de materiais e construíam os seus próprios brinquedos.

Actualmente, as crianças têm acesso a uma enorme variedade de brinquedos, desde bonecas, a carros telecomandados, a videojogos… Educativos ou apenas lúdicos, há de tudo e para todos os gostos e preços.

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:Os primeiros brinquedos

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • umdolitoys 23-01-2013 às 05:46:38

    Adorei a reportagem! e tenho algo para vocês verem!!

    Espero que gostem!!!

    ¬ Responder
  • sofia 22-07-2012 às 21:56:29

    Achei muito interecante e muito legal saber que ano foi fabricadoas bonecas

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios