Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Electrodomésticos > Frigoríficos e arcas

Frigoríficos e arcas

Categoria: Electrodomésticos
Frigoríficos e arcas

Grandiosas invenções, os frigoríficos e as arcas vieram poupar espaço aos fumeiros e permitir uma decoração mais gélida, diga-se assim, das esquinas das cozinhas, marquises, e outros recantos onde se consigam enfiar estes aparelhos de frio.

De facto, considera-se quase sempre desproporcional a área que ocupam e a capacidade de arrumação que propiciam. Não obstante, é indiscutível a sua utilidade e até versatilidade.

Apesar das baixas temperaturas que possibilitam, não se pode declarar que estas sejam máquinas sem coração. De outra forma, a que palpitar se deveria a barulheira que, de vez em quando, acorda toda a gente em casa, durante a noite?

E depois, há a estreita relação que determinados alimentos desenvolvem com o lugar que lhes corresponde nas prateleiras ou gavetas dos frigoríficos e arcas, de tal maneira arreigada que não se querem despegar nem por nada. É o que se pode apelidar de verdadeira afiliação e fidelidade a quanto obrigas!

Mas os frigoríficos e as arcas não têm somente as funcionalidades que nos habituámos a reconhecer-lhes.

Muitos acumulam ainda as funções de porta-bibelôs, outros revelam-se úteis como mesas de escritório, há os que, volta e meia, funcionam como sacos de pancada e, em casos mais graves, mormente de ausência temporária de discernimento, alguns frigoríficos e arcas têm de suportar convites para dançar sob a névoa de um terrível hálito a bebida e aguentar declarações babadas de amor eterno, baseadas no fundamento de que são a coisa mais fresca que aconteceu na vida de quem, pelos vistos, precisaria de refrescar as ideias…!


Rua Direita

Título: Frigoríficos e arcas

Autor: Rua Direita (todos os textos)

Visitas: 0

628 

Imagem por: armigeress

Comentários - Frigoríficos e arcas

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Como Solicitar O Seguro Desemprego - Passo A Passo!

Ler próximo texto...

Tema: Utilidades Domésticas
Como Solicitar O Seguro Desemprego - Passo A Passo!\"Rua
O seguro desemprego é instituído pela Lei Nº 7.998, de 11 de janeiro de 1990 e que tem por finalidade prover a assistência financeira temporária ao trabalhador desempregado sem justa causa. Foi sancionado pelo presidente da República do Brasil e também é regido pela Consolidação das Leis Trabalhistas – CLT.

Este benefício é concedido a todo e qualquer trabalhador que foi dispensado apenas em regime de sem justa causa ou quando houver acordo judicial e o juiz autorizar o pagamento devido ao ex-trabalhador da empresa.

Sua duração é de 3(três) a 5(meses) de forma contínua e dependerá do tempo em que ficou empregado. O valor mensal é calculado conforme o que o trabalhador ganhava durante o período em que estava empregado.

Essa assistência financeira e temporária tem algumas regras, por isso, é muito importante conhecê-la antes mesmo de solicitá-la nos órgãos responsáveis.

Para ter direito ao benefício:


- Precisa ter a carteira devidamente assinada da empresa;
- Ter trabalhado durante 6 meses na empresa (no mínimo);
- Não ter recebido esse benefício no período de 16(dezesseis) meses ininterruptos;
- Ter sido dispensado sem justa causa.

Quem tem direito ao benefício:


- Os trabalhadores demitidos sem justa causa;
- O pescador artesanal; e
- O empregado doméstico, desde que o empregador esteja recolhendo o Fundo de Garantia de Tempo de Serviço (FGTS).

Como solicitar – Passo a passo:


1) Dirija-se à qualquer Caixa Econômica Federal ou ao M.T.E (Ministério do Trabalho e Emprego) da sua cidade munidos dos seguintes documentos:
- Rescisão contratual, carteira de trabalho devidamente dado baixa com a data de saída e assinada e carimbada pela empresa, as duas vias do seguro desemprego preenchido e fornecido pela empresa, cartão do PIS/PASEP ou o cartão cidadão, extrato do recebimento do pagamento do FGTS, comprovante de residência e os últimos 3 (três) contra-cheques;
2) Entregue todos esses documentos ao atendente. Eles vão fornecer o protocolo de entrada do seguro desemprego, vão lhe dizer quantas parcelas você tem direito e a data que você receberá a primeira (30 dias).

Bem, apenas isso e agora é só esperar para o recebimento do pagamento das parcelas. Para consultar, acesse este link: http://granulito.mte.gov.br/sdweb/consulta.jsf
Digite com seu número de PIS/PASEP e logo abaixo com o código no visor e clique em consultar. Vai abrir outra tela com as informações das parcelas.

Pesquisar mais textos:

Briana Alves

Título:Como Solicitar O Seguro Desemprego - Passo A Passo!

Autor:Briana Alves(todos os textos)

Imagem por: armigeress

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios